Rafael Peçanha está com os dois pés no PT Cabo Frio

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

O atual secretário adjunto de Ciência e Inovação da gestão José Bonifácio, desde a juventude militante pelo PDT – desfilou-se em 2019 , foi um vereador muito atuante pelo PDT e depois ingressou no Cidadania, e agora afirma que está onde sempre quis estar; no Partido dos Trabalhadores

O atual secretário adjunto de Ciência e Tecnologia e Inovação do município de Cabo Frio, o ex-vereador Rafael Peçanha, já entregou sua carta de desfiliação do Cidadania, no qual se filiou em 2019 após romper com o PDT, e agora segue para o Partido dos Trabalhadores, o PT. À Prensa, nesta segunda-feira (10), Rafael esclareceu, antes que nasçam rumores sobre rompimentos, de que não sai do governo do prefeito José Bonifácio (PDT), pelo contrário: “ O PT é um partido da base do governo José Bonifácio, participou ativamente da campanha, estou construindo essa ida para o Partido dos Trabalhadores em consonância com o Governo. Não é um movimento unilateral, pelo contrário, é a confirmação de uma parceira, de que caminhamos juntos: PT, Rafael Peçanha, e José Bonifácio. ”.
Rafael, no entanto, além das razões pragmáticas, assume que a questão ideológica pesou para sua decisão: “Ir para o PT é um desejo do meu coração há muito tempo, desde a minha adolescência. Chegou a hora de jogar no meu time de coração, digamos assim. ”.

Já respondido que sua ida para o PT não representa rompimento com José Bonifácio, o principal questionamento então passa a ser: Peçanha se lançará candidato a deputado federal ou estadual? O ex-vereador mesmo responde:

Publicidade

“No PT quero principalmente ajudar na campanha do partido à presidência da República aqui na região. Estamos em um momento decisivo no Brasil, em que a força democrática tem que se unir. O nome que se avizinha, que ainda não anunciou oficialmente seu nome para a presidência, mas que todas as pesquisas mostram como o favorito e único que pode derrotar as forças antidemocráticas, é o Lula. Então tanto por tudo aquilo que a gente acredita que é motivo ideológicos, tanto pelo motivo pragmático, de buscar a derrota do projeto antidemocrático, estou indo para o PT. Recebo, sim, muitos convites para vir deputado federal, mas não é meu objetivo agora. Não fecho portas, não excluo. Mas não é esse o plano A. Quero ser um trabalhador do PT, ajudar a reorganizar ele em Cabo Frio e Região. Para deputado estadual tenho um compromisso com o companheiro Janio Mendes, por diversos motivos. Desde a amizade que todos sabem que tenho por ele, até o principal; vi o grande deputado que ele foi na ALERJ quando exerceu seu mandato”.

Sobre a saída do Cidadania, Rafael conta que foi tranquila: “Assim como fui bem recebido, foi também uma saída tranquila. Não foi por discordância, mantenho ali grandes amigos e amigas. No cenário nacional, tenho muito respeito pelo Comte Bittencourt, um homem honesto. Todos do diretório do Cidadania de Cabo Frio entenderam que faz parte do meu caminho político. Somos amigos”.

Matéria feita em parceria com a Pólis Fluminense, o site de notícias políticas do RJ –
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Últimas Notícias

MEIO AMBIENTE

Audiência Pública discute expansão do estacionamento do Shopping Park Lagos

GRAN CINE BARDOT

Último fim de semana do Festival de Cinema Italiano em Búzios

ENSINO SUPERIOR

Chegada de universidades públicas pode colocar Cabo Frio na rota das cidades universitárias

FESTA DA PADROEIRA

Programação Popular da Festa da Padroeira começa nesta sexta-feira (12), em Cabo Frio

NEGÓCIOS E NETWORK

Associação de Hotéis de Cabo Frio prepara 4ª edição da feira de fornecedores da hotelaria e gastronomia

DESEMPREGO

Setor de petróleo e gás em Macaé perde quase 17 mil empregos entre 2014 e 2022