Políticas econômicas de Maricá inspiram Macaé e outras cidades do estado

Prefeito de Macaé busca políticas de desenvolvimento econômico propostas por concorrente nas eleições municipais

Ao longo do período de pandemia em que cidades de todo o Brasil tiveram que enfrentar crises na saúde e emprego, uma cidade teve destaque na Costa do Sol pela aplicação de políticas alternativas no setor de desenvolvimento econômico: o município de Maricá. A cidade tornou-se referência mundial pelo uso de propostas que incentivam as empresas locais, por meio de oferta de créditos, e a valorização da economia do município, como as moedas sociais.

Com o sucesso destas políticas em meio a crise, outras cidades do país tem procurado implantar ideias como estas, incluindo o município de Macaé, um dos maiores da Costa do Sol.

O governo municipal de Macaé tem procurado o apoio da empresa AgeRio, que é a responsável pelos empréstimos para empresários já aplicados em Maricá. O fato curioso é que estas ideias foram desenvolvidas por Igor Sardinha e se encontravam em seu plano de governo durante sua candidatura para a prefeitura de Macaé, e agora têm sido inspiração para Welberth Rezende, atual prefeito da cidade e seu concorrente durante as eleições municipais.

As propostas aplicadas em Maricá ganharam grande destaque mundial recentemente. Igor Sardinha, atual Secretário de Desenvolvimento Econômico do município, foi convidado para participar de um evento organizado pelo UNDP (Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas). O “Istambul Innovation Days” será realizado de forma virtual, entre os dias 23 a 25 de março, e vai promover um fórum para impulsionar novas parcerias e expandir fronteiras sobre projetos de desenvolvimento econômico.

Igor Sardinha, secretário de desenvolvimento econômico de Maricá. Imagem: Brasil de Fato RJ | Reprodução

Fomenta Maricá

O Fomenta Maricá é uma iniciativa idealizada pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Comércio, Indústria e Petróleo, que incentiva a oferta de créditos produtivos para as empresas locais e microempreendedores individuais.

Desde maio de 2020, o programa ofereceu linhas de crédito emergenciais para os micros e pequenos empresários de Maricá, como parte das medidas de combate aos efeitos da pandemia do Covid-19. Os microempreendedores individuais (MEIs) também puderam ter acesso ao crédito, dependendo de uma análise de viabilização.

De acordo com Magnun Amado, subsecretário da cidade, ao longo de 2020 foram ofertados três linhas de crédito: a primeira de microcrédito a juro zero, de R$ 300 até R$ 21 mil, a segunda de R$ 21.001 até R$ 40 mil, com juros de 3% ao ano, e uma linha para o MEI de R$5 mil, todas com tarifas subsidiadas. O prazo de carência para pagamento das prestações das linhas de crédito é de 12 meses a partir da contratação.

Ao longo desse período já foram emprestados mais de R$15 milhões a 700 empresários locais. A política de crédito de Maricá inspirou a Agerio na criação do programa Fomenta Municípios.

Com a repercussão positiva de Maricá, cidades como Paraty, Mangaratiba e Niterói tem trabalhado para aplicar estas ideias de políticas descentralizadas para o desenvolvimento econômico.

PRENSA 970X250 GOOGLE CONTEMPLADO INTERTEXTO BARRA
Comentários

Windows Lizenz Windows 10 Lizenz Office 2019 Lizenz Kaufen Office 365 kaufen Windows 10 Home kaufen Office 2016 kaufen lisans satın al office 2019 satın al follower kaufen instagram follower kaufen porno