O Ritual do fogo, um pedaço da Índia e o sonho de um bairro ecológico em Búzios

A minha experiência em uma nova forma de viver a cidade em que vivo e divulgo há cerca de 15 anos

PROLAGOS 300_250_pix

Em Búzios acontece desde 2019 o Yoga Fest, um dos maiores festivais de yoga do Brasil. Eu fui a algumas atividades na segunda edição que aconteceu em 2020. Foi a primeira vez em que vi Abhisshek e Prema, o casal que estava à frente desse audacioso evento, que pretende tornar o balneário, já tão famoso, conhecido também como a capital dessa prática milenar. Na última quarta-feira (26), acontecia um eclipse lunar, reencontrei o casal em uma cerimônia que não me era desconhecida, mas da qual nunca tinha participado, o Ritual do Fogo.


Fomos eu, a jornalista Camila Raupp e o repórter fotográfico Matheus Coutinho. O local onde se realizou a cerimônia de tradição hinduísta foi o Maha Ashram, um dos pontos de práticas e experiências espirituais do vilarejo da Praia das Caravelas. Um pedaço da Índia em Búzios.


Cerca de 20 pessoas estavam no local rustico, porém muito limpo e bem decorado, exalando perfume de ervas aromáticas e aquecido pelo calor das velas e luzes amareladas que harmonizavam com a floresta preservada ao redor. Abhishek viveu na Índia por três anos e depois de 12 de busca encontrou seu Mestre Atma Nambi Guruji. Prema, arquiteta, formada também em marketing, e que largou tudo para se dedicar integralmente a espiritualidade, conduziam os presentes para dentro de um momento com promessas de benções em uma noite considerada sagrada para muitas tradições. Os budistas comemoram na mesma data o dia da iluminação do príncipe Sidarta (o Buda).

Victor Viana participou pela primeira vez do ritual e conta um pouco sobre a experiência- Foto Matheus Coutinho


Eu, que sou de forte formação católica, e, no entanto, há cerca de cinco anos pratico o zazen, e estudo a filosofia budista, me entreguei e experimentei alegria, acolhimento e esperança de dias melhores para mim, para os meus e para todos. O ritual marca o começo de 10 dias de silêncio no Ashram.

Na cerimônia o fogo aceso era “alimentado” com frutas e ervas, os participantes estimulados a jogarem arroz em um símbolo de prosperidade, coisas que a Lua cheia costuma trazer ao mundo ao longo das eras. As frutas eram abençoadas, entre elas a água de coco, que quando foi derramada sobre minha cabeça me levou por alguns instantes para outro lugar que não era ali, se estabeleceu paz e segurança dentro de mim. Um sentimento sem emoções românticas. Sereno, maduro, me envolvi com os cantos, as palmas e a beleza. Desejei coisas boas para mim e para todos.


Um Ashram é o termo utilizado por uma comunidade formada com intuito de promover a evolução espiritual dos seus membros. Cada Ashram funciona de um modo diferente, pois cada um deles é regido por um guru espiritual. Em Búzios, o guia espiritual é o guru Atma Nambi Guruji, nascido em 1955 num vilarejo chamado Pazhaya, no sul da Índia. Ele esteve em Búzios transmitindo sua mensagem.

O Maha Ashram Búzios é um dos pontos de experiência espiritual que ao longo dos anos se desenvolveram no Caravelas, cercado pela APA do Pau Brasil e o Parque Estadual da Costa do Sol. No local também há praticas meditativas de diferentes tradições, também yoga e outras atividades organizadas pelo grupo Búzios Espiritualidade. Na praça púbica mantida em colaboração com o município, pelo Instituto Ecológico Búzios Mata Atlântica (IEBMA), Associação Civil Village Praia das Caravelas (ACVPC) e o Hotel, estão a pirâmide cinética e o labirinto de David, que já se tornaram, além de atrativos turísticos, local de procura para experiências transcendentais de peregrinos vindos de todo o mundo.

Abhishek e Prema são so fundadores e diretores do Maha Ashram Búzios – Foto Matheus Coutinho

O empreendimento e a associação estão entre as personalidades jurídicas mais antigas da cidade e são membros ativos dos conselhos da APA do Pau Brasil e do PECS, inclusive, são pioneiros na descoberta desta arvore símbolo do país, participando ativamente na criação da própria APA. Há ali um sonho, bem próximo de se realizar, de que o Caravelas se torne o primeiro bairro ecológico de Búzios.

Desde a década de 1980 há no local uma Estação de Tratamento de Esgoto, que desde 2019 também é produtora de água de reuso. Com essa água é realizada a recuperação e manutenção de duas lagoas que estavam ameaçadas devido as mudanças climáticas. A mesma água é usada para rega de jardins, hortas e limpeza das estruturas locais, o que garante que não haja despejo de esgoto no mar.


Para chegar ao local é necessário ir em direção a Cabo Frio, a partir da Estrada de Búzios, RJ 102. Fica a 6 km do Pórtico, entrada da cidade. Após este ponto deve seguir mais 1,5 km pela estrada de terra. Há placas sinalizando o caminho, que é recomendado tanto para o público de turismo quanto para quem quer iniciar, ou já pratica exercícios espirituais e conexão com a natureza. A todos se pede respeito a natureza preservada, e ao ambiente contemplativo que o local proporciona. É uma forma diferente de viver Búzios, é a oportunidade de Buzios mostrar ao mundo outras experiências.

Comentários