Maricá e Niterói usam royalties do petróleo para ajudar São Gonçalo durante pandemia

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Através do fundo de auxilio montado pelos dois municípios, São Gonçalo receberá R$ 90 milhões para hospital de campanha com 200 leitos

São Gonçalo é a segunda maior cidade do estado do Rio, no entanto, está entre as mais pobres; Reprodução

São Gonçalo, a segunda cidade mais populosa do estado, na Região Metropolitana, é gigante em território e população (1,2 milhão de habitantes), mas está entre as mais pobres do Rio do Janeiro, e com um sistema de saúde precário. Mas as duas vizinhas, Maricá e Niterói, irão destinar um auxilio de R$ 90 milhões vindos dos royalties do petróleo para serem investidos na construção e operacionalização de um hospital de campanha com 200 leitos no município vizinho. O objetivo é atender à emergência de saúde do novo coronavírus.

Niterói, junto com Maricá destinou quase R$ 90 milhões para São Gonçalo/ Reprodução

Os royalties do petróleo renderam aos cofres de Maricá R$ 4, 8 bilhões nos últimos cinco anos. Já Niterói foi brindada com pouco mais de R$ 4 bilhões. As duas cidades criaram fundos com parte das receitas do petróleo – uma poupança que só pode ser usada em momentos de dificuldade financeira, como agora.

Prefeito de Maricá, Fabiano Horta/ reprodução

O prefeito de Maricá, Fabiano Horta (PT), teve algumas resistências pontuais de alguns vereadores, mas a maioria entendeu o seu argumento de que a pandemia de Covid-19 afeta a todos e a ajuda ao município vizinho beneficia os moradores de sua cidade.

Este foi o mesmo entendimento do prefeito de Niterói, Rodrigo Neves (PDT). .


Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email