Macaé recua para bandeira laranja e suspende aulas presenciais

Mudança para bandeira laranja em Macaé se deu após o aumento na ocupação nos leitos de UTI para tratamento de Covid-19

Com o desenvolvimento dos casos da Covid-19 em Macaé, o prefeito Welberth Rezende anunciou, na manhã desta terça-feira (2), que a cidade retrocedeu para a bandeira laranja no Covidímetro, medidor do grau de contágio do novo coronavírus.

Por meio das redes sociais, o prefeito explicou que a mudança na bandeira se deu após o aumento na ocupação nos leitos de UTI. Com a medida, o Município resolveu suspender a volta das aulas presenciais nas redes pública e particular, discussão que já havia sido levantada pelos sindicatos dos professores.

“Estamos acompanhando em tempo real a evolução da pandemia em Macaé e, caso haja agravamento no quadro, teremos que tomar medidas mais duras. Para que isso não ocorra, contamos com a colaboração de todos. Não custa lembrar que a Pandemia não acabou. Vamos evitar aglomerações, usar máscaras e respeitar as normas sanitárias”, afirmou a nota de Welberth.

De acordo da Prefeitura, foi constatado que o município continua mantendo a média de contaminação mas, houve um aumento na taxa de internação do CTI Covid-19 nos últimos dois dias. Segundo a explicação do Governo Municipal, pacientes que já estavam na enfermaria apresentaram piora em seus dados clínicos e foram encaminhados para o CTI.

Retorno de atividades

Macaé tem mantido as atividades de comércio, atrações turísticas e estabelecimentos culturais funcionando de forma parcial. Mesmo com as medidas implantadas pela Prefeitura para se evitar aglomerações, as câmeras de segurança da Avenida Evaldo Costa flagraram uma grande multidão aglomerada em frente a um depósito de bebidas que funciona 24h. A imagem foi capturada no dia 21 de fevereiro e mostra pessoas se deslocando após uma ação de fiscalização da Polícia.

Outra situação que tem levantado discussões entre a sociedade civil é o caso do possível retorno às atividades presenciais nas escolas. No dia 22 de fevereiro, profissionais da educação realizaram um ato público em frente à Câmara Municipal contra a medida.

Manifestação dos professores na Câmara Municipal. Imagem: Sinpro

A casa legislativa colocou em pauta um plano de retomada que previa a liberação das escolas particulares no início de março e da unidades públicas a partir de maio. Após a internação da superintendente administrativa da Secretaria de Educação, Geisa Morgado, pelo contágio com o vírus, o debate ganhou ainda mais destaque no município.

Segundo moradores, Geisa teve contato recente com pais de alunos em razão do auxílio bolsa alimentação. A superintendente está internada no hospital da Unimed.

Boletim Covid-19

O último boletim coronavírus divulgado pela Secretaria de Saúde, nesta segunda-feira (1), informou que o município registrou 20.146 casos confirmados desde o início da pandemia e 292 mortes. A ocupação de leitos em Macaé está em 64%.

Imagem: Prefeitura de Macaé.

A taxa de reprodução do vírus está em 1,10 e de letalidade, 1,47%.

Comentários

Windows Lizenz Windows 10 Lizenz Office 2019 Lizenz Kaufen Office 365 kaufen Windows 10 Home kaufen Office 2016 kaufen lisans satın al office 2019 satın al follower kaufen instagram follower kaufen porno