Atos contrários ao presidente da República Bolsonaro acontecem em vários estados do país

Manifestantes que foram as ruas neste fim de semana levantaram pautas como o impeachment e vacinação

PROLAGOS 300_250_pix

Manifestações aconteceram em diversos estados do Brasil neste fim de semana. Desde a manhã de sábado (29), a sociedade civil participou de protestos contra o governo do presidente Jair Bolsonaro. Os manifestantes levaram pautas como o pedido de impeachment, aceleração da campanha de vacinação contra a Covid-19, extensão do tempo e valor do auxílio emergencial, além de questões de combate ao racismo e à violência policial e homenagem aos mais de 460.000 mortos pela Covid-19.

Os atos foram organizados pela oposição do governo como movimentos sociais, organizações sindicais e entidade estudantis. Além do Brasil, também ocorreram manifestações em outros países, por brasileiros que moram no exterior. As organizações recomendavam que os manifestantes usassem máscaras durante todo o ato.

No Rio de Janeiro, o maior protesto se iniciou na região central, iniciando na Praça Mauá, próximo à estátua de Zumbi dos Palmares e caminhou em direção à Avenida Presidente Vargas, em direção à Candelária.

Um dos marcos com maior repercussão aconteceu em Recife, pois a manifestação foi marcada por uso de gás lacrimogênio, tiros de bala de borracha e dois homens feridos no olho. O adesivador Daniel Campelo e o arrumador Jonas Correia foram atingidos ao passar pelo ato, mesmo não sendo parte do grupo que fazia as reivindicações. Segundo informações dos médicos, Daniel perdeu a visão do olho esquerdo onde foi atingido.

Por: Natalia Nabuco, estagiária sob supervisão da jornalista Débora Evelin

PRENSA 970X250 GOOGLE CONTEMPLADO INTERTEXTO BARRA
Comentários