Menu

Cidades

Na Europa, artista brasileira pinta para grandes marcas

Na Europa, artista brasileira pinta para grandes marcas
Na Europa, artista brasileira pinta para grandes marcas

Atualmente, 4,5 milhões de brasileiros vivem fora do país, segundo o embaixador Luís Gorgulho Fernandes, Secretário de Comunidades Brasileiras e Assuntos Consulares do Ministério das Relações Exteriores (MRE). Na bagagem, alguns também levam o sonho de empreender em seu negócio próprio. É o caso da artista brasileira, criada em Goiás, Angélica Cruz, que largou a formalidade no Brasil, para viver de sua arte na Europa.

Angélica largou tudo para viver da sua arte. Em 2019, ela deixou o consultório com agenda cheia em Florianópolis, Santa Catarina, local onde morava, no Brasil. A partir de então se aventurou em Portugal.

“Eu sou psicanalista, mas meu primeiro curso foi Design de Moda. Depois, fiz Psicologia e fui morar em Florianópolis para uma especialização. Mas, em 2019, decidi largar tudo para viver da minha arte. Cheguei primeiro na França, depois morei na Inglaterra e, agora, estou em Portugal. Mas já pintei além desses países na Espanha, Itália, Malta e Brasil, claro”, conta.

Durante a pandemia, Angélica conta que chegou a pintar um resort gigante, pintou mais de 90 paredes, em 6 meses de trabalho. “Já pintei muitos hotéis e fui convidada para esse projeto do Resort Reserva Alecrim, em Portugal”, diz.

“Joias”

Há 4 anos vivendo de sua arte, a brasileira desenvolveu produtos específicos, entre eles o carro-chefe: as jaquetas joias. Angélica ficou famosa por pintar à mão jaquetas personalizadas contando a história de quem a encomenda. “Eu me conecto com a pessoa, de coração para coração, e desenvolvo a arte”, explica Angélica. A artista já pintou jaquetas para famosos como o rapper Emicida, o cantor Saulo e a arquiteta Carol Cantelli.

Além das jaquetas, Angélica também é conhecida por seus murais, que já foram pintados em mais de sete países. “Eu transformo espaços e conecto pessoas com os lugares através das pinturas em paredes. Tenho artes em mais de sete países do mundo. Já pintei em muitos lugares, as principais ruas de Lisboa e em vários países da Europa, as pessoas me contratam para deixar espaços mais acolhedores e instagramáveis”.

O LX Factory, uma antiga fábrica que se tornou o point da arte urbana em Lisboa, lugar onde reúne artistas do mundo inteiro, Angélica está presente, a artista tem dois murais pintados no local. Marcas como a Gucci, a Miu Miu, JoMalone entre outras também sempre contratam a pintora brasileira para customizar suas lojas com pinturas e manuscritos.

Empreender com a arte

Ainda este ano, Angélica Cruz recebe o prêmio Conecta, um prêmio sobre empreendedorismo feminino que ela ganhou na categoria Cultura e Arte. Isso porque, além do talento artístico, ela também fez da arte um negócio rentável de high ticket. “Eu também sou mentora de artistas. Tenho o plano de continuar dando mentorias, quero que mais artistas aprendam a fazer dinheiro com arte, valorizem o que produzem, vendam fora do Brasil também, vejam arte como negócio. Arte não é só hobby, é possível fazer dinheiro”, enfatiza.

A artista também dá palestras na Europa e continua lançando novos produtos, como camisas personalizadas pintadas e bordadas à mão como as iniciais da pessoa. Com isso, Angélica continua colorindo o mundo e pintando histórias em jaquetas, suas joias. A artista compartilha os processos artísticos, imagens e vídeos das artes como as “jaquetas joias” no perfil @angelicacruz.art.

Na Europa, artista brasileira pinta para grandes marcas

Na Europa, artista brasileira pinta para grandes marcas
Na Europa, artista brasileira pinta para grandes marcas

Atualmente, 4,5 milhões de brasileiros vivem fora do país, segundo o embaixador Luís Gorgulho Fernandes, Secretário de Comunidades Brasileiras e Assuntos Consulares do Ministério das Relações Exteriores (MRE). Na bagagem, alguns também levam o sonho de empreender em seu negócio próprio. É o caso da artista brasileira, criada em Goiás, Angélica Cruz, que largou a formalidade no Brasil, para viver de sua arte na Europa.

Angélica largou tudo para viver da sua arte. Em 2019, ela deixou o consultório com agenda cheia em Florianópolis, Santa Catarina, local onde morava, no Brasil. A partir de então se aventurou em Portugal.

“Eu sou psicanalista, mas meu primeiro curso foi Design de Moda. Depois, fiz Psicologia e fui morar em Florianópolis para uma especialização. Mas, em 2019, decidi largar tudo para viver da minha arte. Cheguei primeiro na França, depois morei na Inglaterra e, agora, estou em Portugal. Mas já pintei além desses países na Espanha, Itália, Malta e Brasil, claro”, conta.

Durante a pandemia, Angélica conta que chegou a pintar um resort gigante, pintou mais de 90 paredes, em 6 meses de trabalho. “Já pintei muitos hotéis e fui convidada para esse projeto do Resort Reserva Alecrim, em Portugal”, diz.

“Joias”

Há 4 anos vivendo de sua arte, a brasileira desenvolveu produtos específicos, entre eles o carro-chefe: as jaquetas joias. Angélica ficou famosa por pintar à mão jaquetas personalizadas contando a história de quem a encomenda. “Eu me conecto com a pessoa, de coração para coração, e desenvolvo a arte”, explica Angélica. A artista já pintou jaquetas para famosos como o rapper Emicida, o cantor Saulo e a arquiteta Carol Cantelli.

Além das jaquetas, Angélica também é conhecida por seus murais, que já foram pintados em mais de sete países. “Eu transformo espaços e conecto pessoas com os lugares através das pinturas em paredes. Tenho artes em mais de sete países do mundo. Já pintei em muitos lugares, as principais ruas de Lisboa e em vários países da Europa, as pessoas me contratam para deixar espaços mais acolhedores e instagramáveis”.

O LX Factory, uma antiga fábrica que se tornou o point da arte urbana em Lisboa, lugar onde reúne artistas do mundo inteiro, Angélica está presente, a artista tem dois murais pintados no local. Marcas como a Gucci, a Miu Miu, JoMalone entre outras também sempre contratam a pintora brasileira para customizar suas lojas com pinturas e manuscritos.

Empreender com a arte

Ainda este ano, Angélica Cruz recebe o prêmio Conecta, um prêmio sobre empreendedorismo feminino que ela ganhou na categoria Cultura e Arte. Isso porque, além do talento artístico, ela também fez da arte um negócio rentável de high ticket. “Eu também sou mentora de artistas. Tenho o plano de continuar dando mentorias, quero que mais artistas aprendam a fazer dinheiro com arte, valorizem o que produzem, vendam fora do Brasil também, vejam arte como negócio. Arte não é só hobby, é possível fazer dinheiro”, enfatiza.

A artista também dá palestras na Europa e continua lançando novos produtos, como camisas personalizadas pintadas e bordadas à mão como as iniciais da pessoa. Com isso, Angélica continua colorindo o mundo e pintando histórias em jaquetas, suas joias. A artista compartilha os processos artísticos, imagens e vídeos das artes como as “jaquetas joias” no perfil @angelicacruz.art.

NOTÍCIAS DE GRAÇA NO SEU CELULAR

A Prensa está sempre se adaptando às novas ferramentas de distribuição do conteúdo produzido pela nossa equipe de reportagem. Você pode receber nossas matérias através da comunidade criada nos canais de mensagens eletrônicas Whatsaap e Telegram. Basta clicar nos links e participar, é rápido e você fica por dentro do que rola na Região dos Lagos do Rio de Janeiro.

Faça parte da nossa comunidade no Whatsapp e Telegram:

Se você quer participar do nosso grupo, a gente vai te contar como vai ser agorinha mesmo. Se liga:

  • As nossas matérias chegam pra você a cada 1h, de segunda a sábado. Informações urgentes podem ser enviadas a qualquer momento.
  • Somente os administradores podem mandar os informes e realizar alterações no grupo. Além disso, estamos sempre monitorando quem são os participantes.
  • Caso tenha alguma dificuldade para acessar o link das matérias, basta adicionar o número (22) 99954-6926 na sua lista de contatos.

Nos ajude a crescer, siga nossas redes Sociais: Facebook, Instagram, Twitter e Tik Tok e Youtube

Veja Também

Ortopedistas alertam sobre os perigos de quedas para idosos

Cancelamentos de planos coletivos geram alerta nacional

Taxa de Absenteísmo alta traz prejuízos em empresas

Medicamento mais estudado do mundo celebra 125 anos

Coluna da Angela

A reprodução parcial deste conteúdo por veículos de comunicação é permitida desde que contenha crédito à Prensa de Babel na abertura do
texto, bem como LINK para o site "www.prensadebabel.com.br"
A supressão da fonte pode implicar em medidas de acordo com a lei de direitos autorais.