Menu

Cidades

Terra de heróis, justiça de vilões

tiradentes_interna

 

Por Fábio Emecê

43b2379b-24c7-4d2e-be30-8da75b9134ea
Rafael Braga Vieira foi detido nas manifestações de junho  de 2014  com duas garrafas de Pinho Sol e acabou condenado a cinco anos de prisão. TJ-RJ rejeitou pedido de absolvição

Tiradentes, o herói da Inconfidência Mineira, hermeticamente pincelado para decorar o mito brasileiro de lutar, não desistir e até morrer por uma causa. Dentre várias revoltas contra a Instituição, seja o Império, seja a República, Tiradentes foi premiado com um feriado.

Um herói reconhecido, fato! Ou fato? O mito se intensifica, se naturaliza e diante daquilo que estamos vivendo, se recauchuta. Ao mesmo tempo temos Rafael Braga, condenado a 11 anos e 3 meses de prisão, primeiro pelo Pinho Sol e depois por portar uma quantidade pífia de drogas mais um rojão, implantado pelos PMs que o prenderam.

Um vilão, condenado no dia de Tiradentes. Vilão mitificado brasileiro. O preto, o pobre, o invisível.  Precisamos elimina-los, encarcera-los, explodi-los ou qualquer coisa que reforce o mito de que todo o esforço é possível pra nossa segurança e paz.

Nossas datas comemorativas são para compensar aquilo que sabemos que qualquer gestão nunca se preocupou de fato. Direitos Humanos, Justiça e Segurança Pública. Um tripé que causa sempre confusão ou convulsão por conta do não entendimento daquilo que isso possa representar.

Na ignorância dos conceitos, Zumbi se torna escravocrata e João Fernandes continua só sendo uma praia buziana. Bolsonaro se torna opção e a democracia representativa no Brasil ainda tem jeito. Certo, não sou tão descrente como poderia ser, só que não acredito em heróis, de nenhuma espécie. É perigoso acreditar que existe um líder, um santo, um mestre que pode nos salvar da merda.

Acredito em lógicas coletivas, horizontais, com a rede de solidariedade capaz de sustentar e defender aqueles que fazem parte. Além da lógica coercitiva, além de alguém assinando um termo de regras. São pessoas que se olham, se falam e se entendem. Talvez se isso funcionasse de fato, Rafael Braga nem estaria preso ou já estaria solto pela pressão dos nossos.

Tiradentes não representa meu acreditar, minha utopia, minha proposta de libertação e aliás, além do mito, Tiradentes não representa nada pra ninguém. A vida poderia ser bem mais, mas entre heróis e vilões, os nossos morrem. E não tem revolta constitucional…

Fábio é professor do estado do Rio de Janeiro, rapper, escritor e ativista  ant-racismo  

Terra de heróis, justiça de vilões

tiradentes_interna

 

Por Fábio Emecê

43b2379b-24c7-4d2e-be30-8da75b9134ea
Rafael Braga Vieira foi detido nas manifestações de junho  de 2014  com duas garrafas de Pinho Sol e acabou condenado a cinco anos de prisão. TJ-RJ rejeitou pedido de absolvição

Tiradentes, o herói da Inconfidência Mineira, hermeticamente pincelado para decorar o mito brasileiro de lutar, não desistir e até morrer por uma causa. Dentre várias revoltas contra a Instituição, seja o Império, seja a República, Tiradentes foi premiado com um feriado.

Um herói reconhecido, fato! Ou fato? O mito se intensifica, se naturaliza e diante daquilo que estamos vivendo, se recauchuta. Ao mesmo tempo temos Rafael Braga, condenado a 11 anos e 3 meses de prisão, primeiro pelo Pinho Sol e depois por portar uma quantidade pífia de drogas mais um rojão, implantado pelos PMs que o prenderam.

Um vilão, condenado no dia de Tiradentes. Vilão mitificado brasileiro. O preto, o pobre, o invisível.  Precisamos elimina-los, encarcera-los, explodi-los ou qualquer coisa que reforce o mito de que todo o esforço é possível pra nossa segurança e paz.

Nossas datas comemorativas são para compensar aquilo que sabemos que qualquer gestão nunca se preocupou de fato. Direitos Humanos, Justiça e Segurança Pública. Um tripé que causa sempre confusão ou convulsão por conta do não entendimento daquilo que isso possa representar.

Na ignorância dos conceitos, Zumbi se torna escravocrata e João Fernandes continua só sendo uma praia buziana. Bolsonaro se torna opção e a democracia representativa no Brasil ainda tem jeito. Certo, não sou tão descrente como poderia ser, só que não acredito em heróis, de nenhuma espécie. É perigoso acreditar que existe um líder, um santo, um mestre que pode nos salvar da merda.

Acredito em lógicas coletivas, horizontais, com a rede de solidariedade capaz de sustentar e defender aqueles que fazem parte. Além da lógica coercitiva, além de alguém assinando um termo de regras. São pessoas que se olham, se falam e se entendem. Talvez se isso funcionasse de fato, Rafael Braga nem estaria preso ou já estaria solto pela pressão dos nossos.

Tiradentes não representa meu acreditar, minha utopia, minha proposta de libertação e aliás, além do mito, Tiradentes não representa nada pra ninguém. A vida poderia ser bem mais, mas entre heróis e vilões, os nossos morrem. E não tem revolta constitucional…

Fábio é professor do estado do Rio de Janeiro, rapper, escritor e ativista  ant-racismo  

NOTÍCIAS DE GRAÇA NO SEU CELULAR

A Prensa está sempre se adaptando às novas ferramentas de distribuição do conteúdo produzido pela nossa equipe de reportagem. Você pode receber nossas matérias através da comunidade criada nos canais de mensagens eletrônicas Whatsaap e Telegram. Basta clicar nos links e participar, é rápido e você fica por dentro do que rola na Região dos Lagos do Rio de Janeiro.

Faça parte da nossa comunidade no Whatsapp e Telegram:

Se você quer participar do nosso grupo, a gente vai te contar como vai ser agorinha mesmo. Se liga:

  • As nossas matérias chegam pra você a cada 1h, de segunda a sábado. Informações urgentes podem ser enviadas a qualquer momento.
  • Somente os administradores podem mandar os informes e realizar alterações no grupo. Além disso, estamos sempre monitorando quem são os participantes.
  • Caso tenha alguma dificuldade para acessar o link das matérias, basta adicionar o número (22) 99954-6926 na sua lista de contatos.

Nos ajude a crescer, siga nossas redes Sociais: Facebook, Instagram, Twitter e Tik Tok e Youtube

Veja Também

Gestores de indústrias palestram sobre sucesso na gestão

Susana Vieira quita dívida de IPTU em Búzios após processo judicial

Petrobras atualiza valor de dividendos em movimento estratégico

Roadshows: modelo está se adaptando para o mercado do Brasil

Coluna da Angela

A reprodução parcial deste conteúdo por veículos de comunicação é permitida desde que contenha crédito à Prensa de Babel na abertura do
texto, bem como LINK para o site "www.prensadebabel.com.br"
A supressão da fonte pode implicar em medidas de acordo com a lei de direitos autorais.