Sindsol mapeia perfil de turistas que passaram o Réveillon em Búzios

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Levantamento aponta que município recebeu mais jovens que em anos anteriores

O perfil de visitantes de Búzios mudou nesse Réveillon. A informação é do Sindicato dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Armação dos Búzios (Sindsol), que mapeou a faixa etária dos turistas que passaram pelo balneário na virada de ano de 2021 para 2022, tinham entre 17 a 25 anos. Ainda não se sabe o motivo exato para que esses jovens tenham se sentido atraídos por Búzios, mas a rede hoteleira deu alguns palpites.

Segundo o presidente do Sindsol, Thomas Weber, que também é o presidente da Associação de Hotéis de Búzios (AHB), o aumento pode ter ocorrido devido a quatro situações: as restrições de viagens internacionais; receio nas viagens nacionais de avião, já que a maioria chegou à cidade de ônibus ou carro; divulgação na rede social de que Búzios seria uma das três opções do Brasil para este público; e por fim diversas festas com e sem ingressos.

Publicidade

“A juventude também trouxe alguns benefícios para a economia, como o aumento de consumo em supermercado, o provável aumento de consumo em bares e restaurantes de nível médio e o aumento na venda de ingressos para festas”, disse Thomas completando que a maior parte deste grupo ficou concentrada nas áreas de Manguinhos e Geribá. As pousadas estavam cheias em 80% e lembrou que as casas de aluguéis aumentaram 100%, o que também pode ter gerado maior procura por este público.

O presidente do Sindsol disse ainda que a presença de muitos jovens também resultou em reclamações. Segundo informações coletadas pela rede de hotéis, a cidade estava mais suja e desorganizada, além do aumento de atendimentos no hospital por uso excessivo de álcool e substâncias ilícitas, além das brigas nas praias e nas festas, e aumento do trânsito. Outra situação recorrente foi a despreocupação com a Covid-19 e variantes.

Thomas faz algumas ponderações para se pensar no público que a cidade tem atraído. Segundo ele, ficaram algumas questões em aberto como a quantidade de festas e raves, como melhorar o deslocamento dos próprios moradores da cidade, e como receber esse público novamente caso retornem.

“Acreditamos que o aumento das festas influenciou na vinda deles, mas será que a maioria não viria independente delas? As festas foram boas para quem? A maioria era de empresários que não pertencem à cidade ou festas clandestinas que nem produtos na cidade compraram. Os moradores e trabalhadores não conseguiram se deslocar direito e muitos não conseguiram dormir – várias raves. Se festas trazem muito público para a cidade e benefícios para o município (alegação dos organizadores), por que não fazer de abril a setembro? Será que eles trazem público ou se aproveitam do público? Quanto gastamos a mais com lixo, organização, saúde, conservação, etc.”, finalizou.

A Prensa entrou em contato com a Prefeitura para saber as soluções dos questionamentos feitos pela associação. Segundo o município foi perceptível o aumento do público jovem na cidade no período do Réveillon. Porém, não houve denúncias de irregularidades, e destacou o balanço feito pela secretaria de Segurança e Ordem Pública que registrou somente uma morte devido a confronto com a PM.

Em relação à Covid-19, a Prefeitura explicou que o aumento de casos não ocorreu apenas em Búzios, mas em todo o Estado e que era esperado. Sobre ao excesso de lixo, o município recebeu meio milhão de pessoas, o que é superior ao nível de habitantes e que a secretaria Serviços Públicos recolheu 600 toneladas de lixo durante este período.

A Prefeitura finalizou os questionamentos dizendo que irá acompanhar os perfis dos visitantes, e assim, sanar os problemas que foram apontados.

Por: Natalia Nabuco, estagiária sob supervisão da jornalista Monique Gonçalves.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Últimas Notícias

MEIO AMBIENTE

Audiência Pública discute expansão do estacionamento do Shopping Park Lagos

GRAN CINE BARDOT

Último fim de semana do Festival de Cinema Italiano em Búzios

ENSINO SUPERIOR

Chegada de universidades públicas pode colocar Cabo Frio na rota das cidades universitárias

FESTA DA PADROEIRA

Programação Popular da Festa da Padroeira começa nesta sexta-feira (12), em Cabo Frio

NEGÓCIOS E NETWORK

Associação de Hotéis de Cabo Frio prepara 4ª edição da feira de fornecedores da hotelaria e gastronomia

DESEMPREGO

Setor de petróleo e gás em Macaé perde quase 17 mil empregos entre 2014 e 2022