Menu

Cidades

Sem definir datas Fábio Waknin afirma que o Hospital Municipal retoma seu pleno atendimento em breve

secretario-de-saude-2

 

secretario-de-saude-2Na manhã desta terça-feira, 07, o secretário de saúde de Búzios, Fábio Waknin, compareceu a sessão ordinária da Câmara de Vereadores da Cidade para responder perguntas dos vereadores relacionadas a sua pasta.

Mesmo a frente da Secretaria de Saúde apenas 20 dias ficou diante de pertinentes perguntas relacionadas a problemas que herdou de sua antecessora Raquel Hadadd. Os primeiros a fazer a sabatina foram os vereadores de oposição Dida Gabarito e Gladys – esta última extrapolou o tempo estipulado para perguntas e falou por mais de uma hora, o que levou a sessão a se estender por um longo tempo, prejudicando os outros vereadores e as pautas que seriam votadas nesta sessão.

Entre as perguntas mais repetidas foi quando seria reaberto também para urgências o Hospital de Búzios (a unidade está desde outubro de 2016 aberta apenas para casos de emergência). O secretário afirmou que diante do começo da regularização dos hospitais e demais unidades de saúde dos municípios vizinhos em breve o Hospital de Búzios retornará ao seu pleno atendimento, no entanto não definiu data. Outra questão bastante abordada pelos vereadores foi o fato de que não estão mais sendo realizados os recadastramentos biométricos para os moradores do município (a Prefeitura afirma que a  população teve  um prazo de dois anos para se recadastrar), mas Fábio informou que desde que assumiu a pasta  recém-nascidos já estão liberados, basta terem nascido em Búzios, terem feito o teste do pezinho e o recadastramento já pode ser efetuado na  Policlínica de Manguinhos, e que gestantes serão as próximas a serem liberadas para novo recadastramento.

Relembrou que o objetivo da medida era e ainda é frear o número de atendimento de moradores de outras cidades com comprovante de residência fraudado, e ainda ressaltou que atendimentos de risco não tem necessidade de recadastramento por se tratar de atendimento de emergência, que ocorre no hospital, onde não se pode negar atendimento.

“O recadastramento biométrico é para o atendimento ambulatorial e de exames. A população teve um logo prazo para se recadastrar e ainda assim muitos não fizeram. De acordo com o último senso realizado pelo IBGE Búzios tem 32 mil habitantes. Só que temos 42 mil pessoas cadastradas  nos sistema da prefeitura, o que mostra que ainda tem pessoas que não são de Búzios usando irregularmente o sistema de saúde dos buzianos.  Mas Conseguimos com essa e outras medidas mantermos uma Saúde satisfatória mesmo com toda a situação critica ao nosso redor. Todos os hospitais de Cabo Frio estavam fechados, e mesmo agora reabertos não estão com pleno atendimento.  Única exceção  de nossa região é o Hospital Geral de Macaé que tem todos os especialistas. Mas ainda assim ainda estamos melhores que eles quanto a nossa Atenção Básica de Saúde,  de acordo com dados federais.”, comentou.

A vereadora da base do governo Joice Costa questionou sobre a falta de remédio na rede pública. O secretário respondeu que dos remédios que são de responsabilidade do município todos serão repostos ainda este mês, mas que não pode afirmar uma data para os que são de responsabilidade do estado, devido a crise econômica em que o mesmo se encontra e que é uma realidade que atinge a todos os municípios do Rio de Janeiro.

O que é Atenção Básica de Saúde

A atenção básica ou atenção primária em saúde é conhecida como a “porta de entrada” dos usuários nos sistemas de saúde. Ou seja, é o atendimento inicial. Seu objetivo é orientar sobre a prevenção de doenças, solucionar os possíveis casos de agravos e direcionar os mais graves para níveis de atendimento superiores em complexidade. A atenção básica funciona, portanto, como um filtro capaz de organizar o fluxo dos serviços nas redes de saúde, dos mais simples aos mais complexos.

https://prensadebabel.com.br/index.php/2016/11/24/prefeitura-de-buzios-afirma-que-hospital-rodolpho-perrise-nao-esta-fechado/

Sem definir datas Fábio Waknin afirma que o Hospital Municipal retoma seu pleno atendimento em breve

secretario-de-saude-2

 

secretario-de-saude-2Na manhã desta terça-feira, 07, o secretário de saúde de Búzios, Fábio Waknin, compareceu a sessão ordinária da Câmara de Vereadores da Cidade para responder perguntas dos vereadores relacionadas a sua pasta.

Mesmo a frente da Secretaria de Saúde apenas 20 dias ficou diante de pertinentes perguntas relacionadas a problemas que herdou de sua antecessora Raquel Hadadd. Os primeiros a fazer a sabatina foram os vereadores de oposição Dida Gabarito e Gladys – esta última extrapolou o tempo estipulado para perguntas e falou por mais de uma hora, o que levou a sessão a se estender por um longo tempo, prejudicando os outros vereadores e as pautas que seriam votadas nesta sessão.

Entre as perguntas mais repetidas foi quando seria reaberto também para urgências o Hospital de Búzios (a unidade está desde outubro de 2016 aberta apenas para casos de emergência). O secretário afirmou que diante do começo da regularização dos hospitais e demais unidades de saúde dos municípios vizinhos em breve o Hospital de Búzios retornará ao seu pleno atendimento, no entanto não definiu data. Outra questão bastante abordada pelos vereadores foi o fato de que não estão mais sendo realizados os recadastramentos biométricos para os moradores do município (a Prefeitura afirma que a  população teve  um prazo de dois anos para se recadastrar), mas Fábio informou que desde que assumiu a pasta  recém-nascidos já estão liberados, basta terem nascido em Búzios, terem feito o teste do pezinho e o recadastramento já pode ser efetuado na  Policlínica de Manguinhos, e que gestantes serão as próximas a serem liberadas para novo recadastramento.

Relembrou que o objetivo da medida era e ainda é frear o número de atendimento de moradores de outras cidades com comprovante de residência fraudado, e ainda ressaltou que atendimentos de risco não tem necessidade de recadastramento por se tratar de atendimento de emergência, que ocorre no hospital, onde não se pode negar atendimento.

“O recadastramento biométrico é para o atendimento ambulatorial e de exames. A população teve um logo prazo para se recadastrar e ainda assim muitos não fizeram. De acordo com o último senso realizado pelo IBGE Búzios tem 32 mil habitantes. Só que temos 42 mil pessoas cadastradas  nos sistema da prefeitura, o que mostra que ainda tem pessoas que não são de Búzios usando irregularmente o sistema de saúde dos buzianos.  Mas Conseguimos com essa e outras medidas mantermos uma Saúde satisfatória mesmo com toda a situação critica ao nosso redor. Todos os hospitais de Cabo Frio estavam fechados, e mesmo agora reabertos não estão com pleno atendimento.  Única exceção  de nossa região é o Hospital Geral de Macaé que tem todos os especialistas. Mas ainda assim ainda estamos melhores que eles quanto a nossa Atenção Básica de Saúde,  de acordo com dados federais.”, comentou.

A vereadora da base do governo Joice Costa questionou sobre a falta de remédio na rede pública. O secretário respondeu que dos remédios que são de responsabilidade do município todos serão repostos ainda este mês, mas que não pode afirmar uma data para os que são de responsabilidade do estado, devido a crise econômica em que o mesmo se encontra e que é uma realidade que atinge a todos os municípios do Rio de Janeiro.

O que é Atenção Básica de Saúde

A atenção básica ou atenção primária em saúde é conhecida como a “porta de entrada” dos usuários nos sistemas de saúde. Ou seja, é o atendimento inicial. Seu objetivo é orientar sobre a prevenção de doenças, solucionar os possíveis casos de agravos e direcionar os mais graves para níveis de atendimento superiores em complexidade. A atenção básica funciona, portanto, como um filtro capaz de organizar o fluxo dos serviços nas redes de saúde, dos mais simples aos mais complexos.

https://prensadebabel.com.br/index.php/2016/11/24/prefeitura-de-buzios-afirma-que-hospital-rodolpho-perrise-nao-esta-fechado/

NOTÍCIAS DE GRAÇA NO SEU CELULAR

A Prensa está sempre se adaptando às novas ferramentas de distribuição do conteúdo produzido pela nossa equipe de reportagem. Você pode receber nossas matérias através da comunidade criada nos canais de mensagens eletrônicas Whatsaap e Telegram. Basta clicar nos links e participar, é rápido e você fica por dentro do que rola na Região dos Lagos do Rio de Janeiro.

Faça parte da nossa comunidade no Whatsapp e Telegram:

Se você quer participar do nosso grupo, a gente vai te contar como vai ser agorinha mesmo. Se liga:

  • As nossas matérias chegam pra você a cada 1h, de segunda a sábado. Informações urgentes podem ser enviadas a qualquer momento.
  • Somente os administradores podem mandar os informes e realizar alterações no grupo. Além disso, estamos sempre monitorando quem são os participantes.
  • Caso tenha alguma dificuldade para acessar o link das matérias, basta adicionar o número (22) 99954-6926 na sua lista de contatos.

Nos ajude a crescer, siga nossas redes Sociais: Facebook, Instagram, Twitter e Tik Tok e Youtube

Veja Também

Saúde suplementar é tema de treinamento jurídico

World Trail Races retorna a Arraial do Cabo pela nona vez

Últimos dias: Mutirão da Catarata tem inscrições somente até o dia 20 de junho

Sindsol Búzios Celebra 28 Anos de História

Coluna da Angela

A reprodução parcial deste conteúdo por veículos de comunicação é permitida desde que contenha crédito à Prensa de Babel na abertura do
texto, bem como LINK para o site "www.prensadebabel.com.br"
A supressão da fonte pode implicar em medidas de acordo com a lei de direitos autorais.