Secretário de Cabo Frio indicado por Witzel tem vereador no seu encalço

Rafael Peçanha anunciou que fiscalizará “de perto” o que chamou de “barganha eleitoreira” na escolha do novo secretário de saúde de Adriano Moreno

Iranildo já foi secretário de saúde em São de Meriti e Rafael Peçanha enxerga objetivo de criação de OSs em Cabo Frio/ reprodução

Na semana passada Cabo Frio viu assumir mais uma vez um novo nome para ficar à frente da Secretaria de Saúde do município, dessa vez é o ex-deputado Iranildo Campos, uma indicação do governador do Rio, Wilson Witzel (PSC). O vereador Rafael Peçanha (PDT) no mesmo dia do anúncio da chegada do novo secretário, se manifestou: 

“A recente nomeação do novo secretário de saúde de Cabo Frio parece apontar para um conluio político-eleitoral entre o prefeito, o governador e a máfia das O.S.’s (Organizações Sociais) no estado do Rio de Janeiro.”, afirmou. 

A sigla OS significa “Organizações Sociais” .e trata-se de uma espécie de terceirização dos serviços. O poder público transfere a terceiros a responsabilidade de ofertar determinado serviço com maior participação e controle social sob o argumento de que esse serviço será ofertado de forma mais eficiente, mais econômica e mais eficaz.

O modelo foi criado na década de 90 dentro do processo  de criação de políticas que tinham o objetivo de implantar no Brasil o chamado “Estado Mínimo”. Um sistema que enxerga o setor público como um problema e coloca a coordenação da economia na mão do mercado, inclusive Saúde e Educação. Há indícios de que uma organização assim está para ser implantada no município.

“Declaro à população de Cabo Frio que votei  contra o projeto do governo que permite essa prática na nossa cidade. A partir de hoje, estarei coletando todos os dados sobre essa barganha eleitoreira com dinheiro do povo e às custas do sucateamento ainda maior do que já é muito ruim: a saúde de Cabo Frio. São vidas humanas se perdendo por causa da ganância dessa gente. Estarei na luta contra esse absurdo até o fim.”, acrescentou o vereador de Cabo Frio. 


Sendo o quarto secretário de saúde em menos de dois anos no Governo de Adriano Moreno (DEM), o primeiro “não técnico”, todos os anteriores eram médicos, Iranildo, no entanto, não é novato no setor. Foi por duas vezes secretário de saúde em São João de Meriti, onde também foi vice-prefeito. No período em que esteve à frente da pasta em São João, foi acusado pelo Ministério Público Federal  de superfaturar a compra de ambulâncias. O caso foi apurado pela CPI dos Sanguessugas. Iranildo na época se declarou inocente.

PRENSA 970X250 GOOGLE CONTEMPLADO INTERTEXTO BARRA
Comentários

Windows Lizenz Windows 10 Lizenz Office 2019 Lizenz Kaufen Office 365 kaufen Windows 10 Home kaufen Office 2016 kaufen windows 10 satın al windows 10 pro satın al