Menu

Cidades

Saúde oferta vacina contra HPV em dose única em Macaé

A vacina faz parte do Calendário Nacional de Imunização há 10 anos e até então eram duas doses
Divulgação
Divulgação

Para atender a nova recomendação do Ministério da Saúde (MS), a Secretaria de Saúde de Macaé já está ofertando a vacina contra o HPV em dose única, para meninos e meninas com idade entre 9 e 14 anos. A medida tem o objetivo de aumentar a adesão e ampliar a imunização visando eliminar o câncer de colo do útero como problema de saúde pública.

Segundo a coordenadora do Programa Municipal de Imunização, Samyra Mayer, a vacina é oferecida nas Unidades Básicas de Saúde e de Estratégia Saúde da Família, localizadas nos bairros, distritos e localidades da Região Serrana.

Samyra ressalta que na nota técnica do MS há uma orientação para fazer a busca ativa de adolescentes com idade até 19 anos, que não foram vacinados contra o HPV. Também foram incluídas no grupo prioritário para imunização às pessoas portadoras de papilomatose respiratória recorrente (PRR). “Essa inclusão trata-se de uma indicação especial e seguirá a recomendação do esquema de três doses, independente da idade com prescrição médica”, explicou.

O grupo prioritário também inclui pessoas com imunocomprometimento, vítimas de violência sexual e outras condições específicas, conforme disposição do Programa Nacional de Imunizações (PNI), podendo receber a vacina até os 45 anos, em três doses.

A vacina além de proteger contra o câncer de colo de útero, tem a capacidade de imunização contra o vírus que causa câncer de pênis, vulva, boca, entre outras complicações.

A nova diretriz de vacinação contra o HPV do Ministério da Saúde segue recomendações feitas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), com base em estudos evidenciando que o esquema em dose única, para pessoas de 9 a 20 anos, confere proteção equivalente aos de duas ou três doses, sendo o Brasil o 37º país a adotar esse esquema vacinal.

Segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca), o câncer de colo de útero é o terceiro tumor mais frequente na população feminina e a quarta causa de morte de mulheres por câncer no Brasil, sendo responsável por cerca de 17 mil novos casos e quase 7 mil óbitos por ano. Estima-se que, em 2023, 10.700 mortes por câncer relacionado ao HPV poderiam ter sido evitadas no país.

NOTÍCIAS DE GRAÇA NO SEU CELULAR

A Prensa está sempre se adaptando às novas ferramentas de distribuição do conteúdo produzido pela nossa equipe de reportagem. Você pode receber nossas matérias através da comunidade criada nos canais de mensagens eletrônicas Whatsaap e Telegram. Basta clicar nos links e participar, é rápido e você fica por dentro do que rola na Região dos Lagos do Rio de Janeiro.

Faça parte da nossa comunidade no Whatsapp e Telegram:

Se você quer participar do nosso grupo, a gente vai te contar como vai ser agorinha mesmo. Se liga:

  • As nossas matérias chegam pra você a cada 1h, de segunda a sábado. Informações urgentes podem ser enviadas a qualquer momento.
  • Somente os administradores podem mandar os informes e realizar alterações no grupo. Além disso, estamos sempre monitorando quem são os participantes.
  • Caso tenha alguma dificuldade para acessar o link das matérias, basta adicionar o número (22) 99954-6926 na sua lista de contatos.

Nos ajude a crescer, siga nossas redes Sociais: Facebook, Instagram, Twitter e Tik Tok e Youtube

Veja Também

Deputada Marina do MST e Cepro realizam reunião em Rio das Ostras para discutir temas sociais urgentes

Búzios é finalista no prêmio Melhores do ano da gastronomia 2024

Búzios recebe o 3º Encontro de Numismática de 24 a 25 de maio

Agenda cultural do fim de semana na Região dos Lagos