Menu

Cidades

Rio das Ostras adota esquema de vacinação em dose única contra o HPV

Vacina se destina ao público de 9 a 14 anos. Jovens de 15 a 19 que não foram imunizados também podem buscar os postos
Foto Matheus Müller
Foto Matheus Müller

A partir deste mês, a Secretaria de Saúde de Rio das Ostras passa a aplicar em dose única a vacina contra o HPV (Papilomavírus Humano) para adolescentes, meninos e meninas, de 9 a 14 anos. A mudança segue a recomendação do Ministério da Saúde (MS) e tem como objetivo intensificar a proteção contra o câncer de colo do útero e outras complicações associadas ao vírus.

O Município também vai realizar a repescagem dos NÃO VACINADOS com idade entre 15 a 19 anos, que não receberam uma ou duas doses do imunizante no período recomendado pelo Ministério.

Para receber a vacina, o público-alvo deve comparecer a uma unidade de saúde mais próxima de sua residência, munido de documento de identificação e caderneta de vacinação, comprovando a ausência do imunizante.

O MS quer aumentar a adesão à vacinação, ampliar a cobertura e, consequentemente, evitar novos casos de câncer de colo do útero.

A coordenadora de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde, Natália Lopes, esclareceu que o esquema de vacinação passa a ser finalizado com apenas uma dose.

“Antes, eram necessárias duas doses, com um intervalo de seis meses entre elas, para completar o esquema vacinal. Agora com as novas recomendações do Ministério da Saúde e as mais recentes da Organização Mundial da Saúde, acreditamos que teremos ainda mais sucesso na vacinação, já que em uma dose é possível ter a proteção”, contou.

De acordo com dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA), o câncer de colo do útero é o terceiro tumor mais frequente na população feminina e a quarta causa de morte de mulheres por câncer. Para cada ano do triênio 2023-2025 foram estimados 17.010 casos novos, o que representa uma taxa bruta de incidência de 15,38 casos a cada 100 mil mulheres.

Além de meninos e meninas com idade entre 9 e 14 anos, também podem ser vacinados contra o HPV pessoas de 9 a 45 anos de idade vivendo com HIV/Aids, transplantados de órgãos sólidos ou medula óssea e pacientes oncológicos, imunossuprimidos por doenças e/ou tratamento com drogas imunossupressora, além de vítimas de abuso sexual. Nesses casos, o esquema de vacinação permanece em três doses: duas doses com intervalo de dois meses entre a primeira e segunda dose e a terceira dose seis meses entre a primeira e a terceira dose.

Também podem ser vacinadas, pessoas portadoras de papilomatose respiratória recorrente (PPR), independentemente da idade, com esquema próprio.

Rio das Ostras adota esquema de vacinação em dose única contra o HPV

Vacina se destina ao público de 9 a 14 anos. Jovens de 15 a 19 que não foram imunizados também podem buscar os postos
Foto Matheus Müller
Foto Matheus Müller

A partir deste mês, a Secretaria de Saúde de Rio das Ostras passa a aplicar em dose única a vacina contra o HPV (Papilomavírus Humano) para adolescentes, meninos e meninas, de 9 a 14 anos. A mudança segue a recomendação do Ministério da Saúde (MS) e tem como objetivo intensificar a proteção contra o câncer de colo do útero e outras complicações associadas ao vírus.

O Município também vai realizar a repescagem dos NÃO VACINADOS com idade entre 15 a 19 anos, que não receberam uma ou duas doses do imunizante no período recomendado pelo Ministério.

Para receber a vacina, o público-alvo deve comparecer a uma unidade de saúde mais próxima de sua residência, munido de documento de identificação e caderneta de vacinação, comprovando a ausência do imunizante.

O MS quer aumentar a adesão à vacinação, ampliar a cobertura e, consequentemente, evitar novos casos de câncer de colo do útero.

A coordenadora de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde, Natália Lopes, esclareceu que o esquema de vacinação passa a ser finalizado com apenas uma dose.

“Antes, eram necessárias duas doses, com um intervalo de seis meses entre elas, para completar o esquema vacinal. Agora com as novas recomendações do Ministério da Saúde e as mais recentes da Organização Mundial da Saúde, acreditamos que teremos ainda mais sucesso na vacinação, já que em uma dose é possível ter a proteção”, contou.

De acordo com dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA), o câncer de colo do útero é o terceiro tumor mais frequente na população feminina e a quarta causa de morte de mulheres por câncer. Para cada ano do triênio 2023-2025 foram estimados 17.010 casos novos, o que representa uma taxa bruta de incidência de 15,38 casos a cada 100 mil mulheres.

Além de meninos e meninas com idade entre 9 e 14 anos, também podem ser vacinados contra o HPV pessoas de 9 a 45 anos de idade vivendo com HIV/Aids, transplantados de órgãos sólidos ou medula óssea e pacientes oncológicos, imunossuprimidos por doenças e/ou tratamento com drogas imunossupressora, além de vítimas de abuso sexual. Nesses casos, o esquema de vacinação permanece em três doses: duas doses com intervalo de dois meses entre a primeira e segunda dose e a terceira dose seis meses entre a primeira e a terceira dose.

Também podem ser vacinadas, pessoas portadoras de papilomatose respiratória recorrente (PPR), independentemente da idade, com esquema próprio.

NOTÍCIAS DE GRAÇA NO SEU CELULAR

A Prensa está sempre se adaptando às novas ferramentas de distribuição do conteúdo produzido pela nossa equipe de reportagem. Você pode receber nossas matérias através da comunidade criada nos canais de mensagens eletrônicas Whatsaap e Telegram. Basta clicar nos links e participar, é rápido e você fica por dentro do que rola na Região dos Lagos do Rio de Janeiro.

Faça parte da nossa comunidade no Whatsapp e Telegram:

Se você quer participar do nosso grupo, a gente vai te contar como vai ser agorinha mesmo. Se liga:

  • As nossas matérias chegam pra você a cada 1h, de segunda a sábado. Informações urgentes podem ser enviadas a qualquer momento.
  • Somente os administradores podem mandar os informes e realizar alterações no grupo. Além disso, estamos sempre monitorando quem são os participantes.
  • Caso tenha alguma dificuldade para acessar o link das matérias, basta adicionar o número (22) 99954-6926 na sua lista de contatos.

Nos ajude a crescer, siga nossas redes Sociais: Facebook, Instagram, Twitter e Tik Tok e Youtube

Veja Também

ONC Care da Hill’s traz nutrição de apoio para pets em tratamento oncológico

Projetos de pesquisa do câncer recebem prêmio internacional

São Paulo sedia Campeonato Brasileiro de Remo Master

Especialista alerta sobre novo golpe dos precatórios

Coluna da Angela

A reprodução parcial deste conteúdo por veículos de comunicação é permitida desde que contenha crédito à Prensa de Babel na abertura do
texto, bem como LINK para o site "www.prensadebabel.com.br"
A supressão da fonte pode implicar em medidas de acordo com a lei de direitos autorais.