Menu

Cidades

Quilombo da Baía Formosa ganha livro sobre conscientização do turismo étnico

Uma parceria entre o Quilombo da Baía Formosa e o diretor de infraestrutura do IFF, Joilton Mendes, se torna uma obra que conscientiza sobre o turismo étnico. Imagem: Reprodução | Quilombo da Baía Formosa
Uma parceria entre o Quilombo da Baía Formosa e o diretor de infraestrutura do IFF, Joilton Mendes, se torna uma obra que conscientiza sobre o turismo étnico. Imagem: Reprodução | Quilombo da Baía Formosa

A obra é uma parceria entre o diretor de infraestrutura do IFF, Joilton Mendes, e a comunidade

O resultado de uma tese de mestrado, do diretor de infraestrutura do IFF, Joilton Mendes, virou um livro de rico valor para os remanescentes de quilombolas da Baía da Formosa, em Búzios. A obra fortalece o turismo étnico, assim, promovendo a visibilidade sociocultural da comunidade, além de fortalecer a prática de ações coletivas para conscientização da desigualdade social.

A obra chamada “Turismo Étnico, Quilombo Baía Formosa – Relações entre práticas locais e saberes acadêmicos” registra os valores e conhecimentos da comunidade, como o turismo ecológico, a história dos escravos na cidade e a educação ambiental, explicando como conviver com a flora existente no Parque Estadual da Costa do Sol e na APA (Área de Proteção Ambiental).

O livro surgiu do resultado de uma tese de mestrado, e é um conjunto de valores e conhecimentos do Quilombo. Imagem: Reprodução

Alguns exemplares chegaram ao quilombo na terça-feira (13). O livro não pode ser vendido, por ser um trabalho acadêmico e deve ser apenas doado, mas por existirem poucos exemplares, as obras ficarão na própria comunidade quilombola.

Este é o primeiro exemplar criado sobre a história do Quilombo. Para Beth Fernandes, representante da comunidade, é um sonho, e o projeto é o caminho certo para levar produtos como a obra, inovações e fortalecer a comunidade.

“É uma importância muito grande ver um projeto, um sonho, que eu comecei a sonhar lá trás com a comunidade e agora ver esse sonho ser real junto com uma instituição é saber que estamos no caminho certo. É muito lindo! Tem uma importância imensurável ver um pedaço da nossa história dentro de um livro.”, afirma Beth.

Por: Natalia Nabuco, estagiária sob supervisão da jornalista Débora Evelin

Quilombo da Baía Formosa ganha livro sobre conscientização do turismo étnico

Uma parceria entre o Quilombo da Baía Formosa e o diretor de infraestrutura do IFF, Joilton Mendes, se torna uma obra que conscientiza sobre o turismo étnico. Imagem: Reprodução | Quilombo da Baía Formosa
Uma parceria entre o Quilombo da Baía Formosa e o diretor de infraestrutura do IFF, Joilton Mendes, se torna uma obra que conscientiza sobre o turismo étnico. Imagem: Reprodução | Quilombo da Baía Formosa

A obra é uma parceria entre o diretor de infraestrutura do IFF, Joilton Mendes, e a comunidade

O resultado de uma tese de mestrado, do diretor de infraestrutura do IFF, Joilton Mendes, virou um livro de rico valor para os remanescentes de quilombolas da Baía da Formosa, em Búzios. A obra fortalece o turismo étnico, assim, promovendo a visibilidade sociocultural da comunidade, além de fortalecer a prática de ações coletivas para conscientização da desigualdade social.

A obra chamada “Turismo Étnico, Quilombo Baía Formosa – Relações entre práticas locais e saberes acadêmicos” registra os valores e conhecimentos da comunidade, como o turismo ecológico, a história dos escravos na cidade e a educação ambiental, explicando como conviver com a flora existente no Parque Estadual da Costa do Sol e na APA (Área de Proteção Ambiental).

O livro surgiu do resultado de uma tese de mestrado, e é um conjunto de valores e conhecimentos do Quilombo. Imagem: Reprodução

Alguns exemplares chegaram ao quilombo na terça-feira (13). O livro não pode ser vendido, por ser um trabalho acadêmico e deve ser apenas doado, mas por existirem poucos exemplares, as obras ficarão na própria comunidade quilombola.

Este é o primeiro exemplar criado sobre a história do Quilombo. Para Beth Fernandes, representante da comunidade, é um sonho, e o projeto é o caminho certo para levar produtos como a obra, inovações e fortalecer a comunidade.

“É uma importância muito grande ver um projeto, um sonho, que eu comecei a sonhar lá trás com a comunidade e agora ver esse sonho ser real junto com uma instituição é saber que estamos no caminho certo. É muito lindo! Tem uma importância imensurável ver um pedaço da nossa história dentro de um livro.”, afirma Beth.

Por: Natalia Nabuco, estagiária sob supervisão da jornalista Débora Evelin

NOTÍCIAS DE GRAÇA NO SEU CELULAR

A Prensa está sempre se adaptando às novas ferramentas de distribuição do conteúdo produzido pela nossa equipe de reportagem. Você pode receber nossas matérias através da comunidade criada nos canais de mensagens eletrônicas Whatsaap e Telegram. Basta clicar nos links e participar, é rápido e você fica por dentro do que rola na Região dos Lagos do Rio de Janeiro.

Faça parte da nossa comunidade no Whatsapp e Telegram:

Se você quer participar do nosso grupo, a gente vai te contar como vai ser agorinha mesmo. Se liga:

  • As nossas matérias chegam pra você a cada 1h, de segunda a sábado. Informações urgentes podem ser enviadas a qualquer momento.
  • Somente os administradores podem mandar os informes e realizar alterações no grupo. Além disso, estamos sempre monitorando quem são os participantes.
  • Caso tenha alguma dificuldade para acessar o link das matérias, basta adicionar o número (22) 99954-6926 na sua lista de contatos.

Nos ajude a crescer, siga nossas redes Sociais: Facebook, Instagram, Twitter e Tik Tok e Youtube

Veja Também

CBA realiza a 3ª etapa do Campeonato Brasileiro de Arrancada em Uberlândia-MG

ONG impacta 5 mil crianças e adolescentes pelo esporte em 27 cidades no país

MPD inicia obras do Trinity: residencial em São Paulo

MSS Experience: Evento de milhas e viagens aterriza em SP

Coluna da Angela

A reprodução parcial deste conteúdo por veículos de comunicação é permitida desde que contenha crédito à Prensa de Babel na abertura do
texto, bem como LINK para o site "www.prensadebabel.com.br"
A supressão da fonte pode implicar em medidas de acordo com a lei de direitos autorais.