Menu

Cidades

Projeto de estudantes da UFF de Rio das Ostras cria bibliotecas comunitárias no município

UFF Rio das Ostras biblioteca comunitaria

 

Laís Vargas

GIF Bicô BibliotecaUtilizar a literatura como forma de alimentar a mente. Essa é a proposta dos jovens do GRAVE Coletivo de Rio das Ostras que utilizando geladeiras desativadas recheadas de livros de todos os tipos procura trazer para o município um modo diferente de incentivar a leitura.

O ‘Projeto Bicô – Bibliotecas Comunitárias’ foi idealizado pelos integrantes Júlio Benedito (SP), Wesley Guimarães (MG) e Frederico Santana (RJ) que se conheceram em agosto de 2016 quando vieram cursar Produção Cultural na Universidade Federal Fluminense (UFF) de Rio das Ostras. Segundo Júlio, em novembro do ano do mesmo eles decidiram fundar o coletivo que dá ênfase às artes urbanas, que é uma paixão do trio. Atualmente, o coletivo conta com a adesão de Yasmim Araújo e Ana Clara Ferreira.

De acordo com Benedito, o pontapé inicial surgiu no momento que o Wesley recebeu em doação cerca de 200 livros, porém não tinham onde entregar já que a biblioteca local não poderia receber essa quantidade de material.

“Tivemos a ideia de reaproveitar as geladeira, que é uma iniciativa já realizada em outros lugares do Brasil. Porém, resolvemos dar uma roupagem mais artística nos objetos para homenagear grandes nomes da cultura urbana, além de tornar as geladeiras mais atrativas”, conta o estudante.

E para valorizar o trabalho dos grafiteiros locais, artistas diferentes foram convidados a fazer um desenho do homenageado. Segundo Guimarães, duas geladeiras já foram fixadas na cidade, nos bairros Jardim Mariléa e Boca da Barra. Uma delas retratou o grupo de rap Síntese, e a outra foi estampadas com as imagens do rapper Mc Marechal. O primeiro grafite foi feito pela integrante do coletivo Ana Clara Ferreira e o segundo por Gabriela Marquez, conhecida na região como Muiteza.

Santana explica que as geladeiras do projeto ficam abertas 24h por dia e que qualquer pessoa pode pegar o livro como empréstimo, aquisição e também fazer doações. “A troca é o modo ideal para fazer o projeto funcionar e para que tenham sempre livros disponíveis. Nesse ponto, na Boca da Barra estamos tendo uma aceitação incrível por parte dos moradores. A biblioteca está sempre abastecida. Estamos muito satisfeitos”, afirmou o integrante do Grave Coletivo.

PRÓXIMA FASE

Bicô Bibliotecas2De acordo com Wesley, o objetivo do ‘Projeto Bicô’ é levar propagar o gosto pela leitura. “A leitura é muito necessária na expansão da mente e isso é importante atualmente. Outra questão é que bons escritores se formam de bons leitores e esperamos que o projeto ajude a aumentar a produção literária dos locais”.

O próximo passo do projeto é a instalação da terceira geladeira no bairro Nova Esperança e dessa vez a homenageada é a escritora Carolina Maria de Jesus, considerada uma das primeiras e mais importantes escritoras negras do Brasil.

Bendito explica que o coletivo também tem a ideia de levar a proposta para outras cidades, em outros estados, começando com as cidades onde nasceram. “Pensamos em levar as geladeiras para as nossas cidades. As próximas vão ser Bilac, Itajubá e Bragança Paulista”.

 

 

Projeto de estudantes da UFF de Rio das Ostras cria bibliotecas comunitárias no município

UFF Rio das Ostras biblioteca comunitaria

 

Laís Vargas

GIF Bicô BibliotecaUtilizar a literatura como forma de alimentar a mente. Essa é a proposta dos jovens do GRAVE Coletivo de Rio das Ostras que utilizando geladeiras desativadas recheadas de livros de todos os tipos procura trazer para o município um modo diferente de incentivar a leitura.

O ‘Projeto Bicô – Bibliotecas Comunitárias’ foi idealizado pelos integrantes Júlio Benedito (SP), Wesley Guimarães (MG) e Frederico Santana (RJ) que se conheceram em agosto de 2016 quando vieram cursar Produção Cultural na Universidade Federal Fluminense (UFF) de Rio das Ostras. Segundo Júlio, em novembro do ano do mesmo eles decidiram fundar o coletivo que dá ênfase às artes urbanas, que é uma paixão do trio. Atualmente, o coletivo conta com a adesão de Yasmim Araújo e Ana Clara Ferreira.

De acordo com Benedito, o pontapé inicial surgiu no momento que o Wesley recebeu em doação cerca de 200 livros, porém não tinham onde entregar já que a biblioteca local não poderia receber essa quantidade de material.

“Tivemos a ideia de reaproveitar as geladeira, que é uma iniciativa já realizada em outros lugares do Brasil. Porém, resolvemos dar uma roupagem mais artística nos objetos para homenagear grandes nomes da cultura urbana, além de tornar as geladeiras mais atrativas”, conta o estudante.

E para valorizar o trabalho dos grafiteiros locais, artistas diferentes foram convidados a fazer um desenho do homenageado. Segundo Guimarães, duas geladeiras já foram fixadas na cidade, nos bairros Jardim Mariléa e Boca da Barra. Uma delas retratou o grupo de rap Síntese, e a outra foi estampadas com as imagens do rapper Mc Marechal. O primeiro grafite foi feito pela integrante do coletivo Ana Clara Ferreira e o segundo por Gabriela Marquez, conhecida na região como Muiteza.

Santana explica que as geladeiras do projeto ficam abertas 24h por dia e que qualquer pessoa pode pegar o livro como empréstimo, aquisição e também fazer doações. “A troca é o modo ideal para fazer o projeto funcionar e para que tenham sempre livros disponíveis. Nesse ponto, na Boca da Barra estamos tendo uma aceitação incrível por parte dos moradores. A biblioteca está sempre abastecida. Estamos muito satisfeitos”, afirmou o integrante do Grave Coletivo.

PRÓXIMA FASE

Bicô Bibliotecas2De acordo com Wesley, o objetivo do ‘Projeto Bicô’ é levar propagar o gosto pela leitura. “A leitura é muito necessária na expansão da mente e isso é importante atualmente. Outra questão é que bons escritores se formam de bons leitores e esperamos que o projeto ajude a aumentar a produção literária dos locais”.

O próximo passo do projeto é a instalação da terceira geladeira no bairro Nova Esperança e dessa vez a homenageada é a escritora Carolina Maria de Jesus, considerada uma das primeiras e mais importantes escritoras negras do Brasil.

Bendito explica que o coletivo também tem a ideia de levar a proposta para outras cidades, em outros estados, começando com as cidades onde nasceram. “Pensamos em levar as geladeiras para as nossas cidades. As próximas vão ser Bilac, Itajubá e Bragança Paulista”.

 

 

NOTÍCIAS DE GRAÇA NO SEU CELULAR

A Prensa está sempre se adaptando às novas ferramentas de distribuição do conteúdo produzido pela nossa equipe de reportagem. Você pode receber nossas matérias através da comunidade criada nos canais de mensagens eletrônicas Whatsaap e Telegram. Basta clicar nos links e participar, é rápido e você fica por dentro do que rola na Região dos Lagos do Rio de Janeiro.

Faça parte da nossa comunidade no Whatsapp e Telegram:

Se você quer participar do nosso grupo, a gente vai te contar como vai ser agorinha mesmo. Se liga:

  • As nossas matérias chegam pra você a cada 1h, de segunda a sábado. Informações urgentes podem ser enviadas a qualquer momento.
  • Somente os administradores podem mandar os informes e realizar alterações no grupo. Além disso, estamos sempre monitorando quem são os participantes.
  • Caso tenha alguma dificuldade para acessar o link das matérias, basta adicionar o número (22) 99954-6926 na sua lista de contatos.

Nos ajude a crescer, siga nossas redes Sociais: Facebook, Instagram, Twitter e Tik Tok e Youtube

Veja Também

ONC Care da Hill’s traz nutrição de apoio para pets em tratamento oncológico

Projetos de pesquisa do câncer recebem prêmio internacional

São Paulo sedia Campeonato Brasileiro de Remo Master

Especialista alerta sobre novo golpe dos precatórios

Coluna da Angela

A reprodução parcial deste conteúdo por veículos de comunicação é permitida desde que contenha crédito à Prensa de Babel na abertura do
texto, bem como LINK para o site "www.prensadebabel.com.br"
A supressão da fonte pode implicar em medidas de acordo com a lei de direitos autorais.