Profissionais da saúde de Cabo Frio não recebem o salário desde 2020

Apesar de serem o grupo prioritário na campanha de vacinação contra o Covid-19, profissionais da saúde seguem com os salários atrasados

Os trabalhadores da saúde de Cabo Frio fazem parte do primeiro grupo prioritário no recebimento das doses das vacinas contra o Covid-19. O fato tem causado questionamento na população, pois mesmo sendo prioridade na imunização, a categoria continua com os salários atrasados, não tendo recebido o pagamento dos meses de dezembro, o décimo terceiro referente a 2020, e o mês de janeiro.

A Secretaria Municipal de Saúde divulgou, nesta quinta-feira (21), que já foram aplicadas 1.420 doses da CoronaVac no público alvo da fase 1 da campanha, que além dos profissionais da linha de frente de combate ao vírus, também engloba os idosos residentes em asilos.

Imagen: Prefeitura | Reprodução

Nas redes sociais, moradores da cidade indagam a Prefeitura e cobram um posicionamento sobre a situação atual dos funcionários da saúde. Os comentários também apontam possíveis vacinações irregulares, com aplicações em pessoas que não fazem parte do grupo prioritário definido pelo Ministério da Saúde.

Imagem: Redes Sociais

Cabo Frio deu início à vacinação contra a Covid-19 nesta quarta-feira (20). A primeira dose foi aplicada na Escola Municipal Edilson Duarte, onde Teresinha Correia da Silva, enfermeira há 28 anos, foi escolhida para representar a classe na abertura da imunização.

Em entrevista à Prensa, Teresinha comenta sobre o momento atual da pandemia e ressalta o atraso nos salários dos profissionais da saúde do município, que estão sem receber o pagamento desde o mês de novembro.

“Temos a esperança de que possamos cuidar das pessoas, hoje, estamos com os salários atrasados, mas a gente, em momento nenhum, recuou e não deixamos de estar presente nas frentes de atendimento”, afirma a enfermeira.

Questionada pela Prensa, a Prefeitura respondeu que “nenhum desrespeito à lista de grupos prioritários foi identificado, até o momento, durante a campanha de vacinação”. O órgão não informou sobre a previsão de pagamento da categoria da saúde.

PRENSA 970X250 GOOGLE CONTEMPLADO INTERTEXTO BARRA
Comentários