Menu

Cidades

Primeiro mercado fixo de moda sustentável do Brasil é inaugurado na Barra da Tijuca

O projeto tem a proposta de trazer uma experiência para quem gosta de se vestir bem, com uma preocupação no impacto do consumo
CYCLE MARKET/ DIVULGAÇÃO
CYCLE MARKET/ DIVULGAÇÃO

O primeiro mercado fixo de moda circular do Brasil, na Barra da Tijuca, se torna o epicentro da moda sustentável no Rio de Janeiro com a inauguração do Cycle Market. O espaço, que foi aberto nesta quinta-feira (4), no Aerotown Power Center, traz como diferencial uma estrutura exclusiva com mais de 100 marcas que se dedicam ao consumo consciente, numa proposta de ressignificar as compras e gerar um ecossistema inovador, reduzindo os impactos do alto volume de itens descartados mesmo em bom estado e que deixam os armários, para se degradar em meio à natureza.

Segundo a idealizadora do empreendimento, Ana Mayworm, o Cycle Market é mais do que um simples mercado de moda. “Essa é uma proposta revolucionária que une brechós, upcycles e lojas convencionais que incluíram e desenvolveram práticas sustentáveis em sua cadeia produtiva. O nosso principal objetivo é tornar essa vertente da moda acessível a todas as classes sociais, democratizando isso por meio de preços que atinjam a todos os públicos, além de contar com uma abordagem inclusiva”, detalha.

A expectativa é de movimentar R$ 500 mil em apenas uma semana. Conforme as estimativas da organização, o consumo médio deve ser de R$ 100,00 por visitante, impulsionando as vendas de empresários dos mais distintos nichos.

O descarte de roupas é um problema ambiental significativo em todo o mundo, com impactos negativos em termos de desperdício, poluição e uso de recursos naturais. Segundo a Ellen MacArthur Foundation, estima-se que o equivalente a um caminhão de lixo cheio de roupas é descartado a cada segundo em todo o mundo. Muitas peças descartadas acabam em aterros sanitários. Nos Estados Unidos, por exemplo, a Environmental Protection Agency (EPA) estima que cerca de 10,5 milhões de toneladas de têxteis foram geradas em 2015, com apenas 15,3% sendo recuperadas para reciclagem.

Primeiro mercado fixo de moda sustentável do Brasil é inaugurado na Barra da Tijuca

O projeto tem a proposta de trazer uma experiência para quem gosta de se vestir bem, com uma preocupação no impacto do consumo
CYCLE MARKET/ DIVULGAÇÃO
CYCLE MARKET/ DIVULGAÇÃO

O primeiro mercado fixo de moda circular do Brasil, na Barra da Tijuca, se torna o epicentro da moda sustentável no Rio de Janeiro com a inauguração do Cycle Market. O espaço, que foi aberto nesta quinta-feira (4), no Aerotown Power Center, traz como diferencial uma estrutura exclusiva com mais de 100 marcas que se dedicam ao consumo consciente, numa proposta de ressignificar as compras e gerar um ecossistema inovador, reduzindo os impactos do alto volume de itens descartados mesmo em bom estado e que deixam os armários, para se degradar em meio à natureza.

Segundo a idealizadora do empreendimento, Ana Mayworm, o Cycle Market é mais do que um simples mercado de moda. “Essa é uma proposta revolucionária que une brechós, upcycles e lojas convencionais que incluíram e desenvolveram práticas sustentáveis em sua cadeia produtiva. O nosso principal objetivo é tornar essa vertente da moda acessível a todas as classes sociais, democratizando isso por meio de preços que atinjam a todos os públicos, além de contar com uma abordagem inclusiva”, detalha.

A expectativa é de movimentar R$ 500 mil em apenas uma semana. Conforme as estimativas da organização, o consumo médio deve ser de R$ 100,00 por visitante, impulsionando as vendas de empresários dos mais distintos nichos.

O descarte de roupas é um problema ambiental significativo em todo o mundo, com impactos negativos em termos de desperdício, poluição e uso de recursos naturais. Segundo a Ellen MacArthur Foundation, estima-se que o equivalente a um caminhão de lixo cheio de roupas é descartado a cada segundo em todo o mundo. Muitas peças descartadas acabam em aterros sanitários. Nos Estados Unidos, por exemplo, a Environmental Protection Agency (EPA) estima que cerca de 10,5 milhões de toneladas de têxteis foram geradas em 2015, com apenas 15,3% sendo recuperadas para reciclagem.

NOTÍCIAS DE GRAÇA NO SEU CELULAR

A Prensa está sempre se adaptando às novas ferramentas de distribuição do conteúdo produzido pela nossa equipe de reportagem. Você pode receber nossas matérias através da comunidade criada nos canais de mensagens eletrônicas Whatsaap e Telegram. Basta clicar nos links e participar, é rápido e você fica por dentro do que rola na Região dos Lagos do Rio de Janeiro.

Faça parte da nossa comunidade no Whatsapp e Telegram:

Se você quer participar do nosso grupo, a gente vai te contar como vai ser agorinha mesmo. Se liga:

  • As nossas matérias chegam pra você a cada 1h, de segunda a sábado. Informações urgentes podem ser enviadas a qualquer momento.
  • Somente os administradores podem mandar os informes e realizar alterações no grupo. Além disso, estamos sempre monitorando quem são os participantes.
  • Caso tenha alguma dificuldade para acessar o link das matérias, basta adicionar o número (22) 99954-6926 na sua lista de contatos.

Nos ajude a crescer, siga nossas redes Sociais: Facebook, Instagram, Twitter e Tik Tok e Youtube

Veja Também

Bell Marques lança “100% Você”, empresa de suplementação

Portalmad Portas e Janelas investe em madeira sustentável

Lances para leilões on-line de bens de apartamentos decorados estão abertos

Piscinas devem ter uso consciente da água, diz especialista

Coluna da Angela

A reprodução parcial deste conteúdo por veículos de comunicação é permitida desde que contenha crédito à Prensa de Babel na abertura do
texto, bem como LINK para o site "www.prensadebabel.com.br"
A supressão da fonte pode implicar em medidas de acordo com a lei de direitos autorais.