Patrulha Maria da Penha em Búzios completa três meses de atuação

Segundo a Patrulha, apenas no mês de maio, ocorreram 23 solicitações de atendimento, 18 registros na delegacia e nove pedidos de medida protetiva

PROLAGOS 300_250_pix

Com o objetivo de cuidar de casos relacionados à violência contra a mulher, a população de Búzios pode contar com o reforço da Patrulha Maria da Penha. Nesta terça-feira (8), o grupamento completou três meses de atuação.

Em um balanço feito pelo órgão, apenas no mês de maio, ocorreram 23 solicitações de atendimento, 18 registros na delegacia e nove pedidos de medida protetiva.

A Patrulha está ligada à Secretaria da Mulher e do Idoso. O órgão consiste em um grupamento da Guarda Municipal que atua diretamente com ações que visam assegurar a proteção das mulheres, reverter índices de violência e garantir direitos.

Logo da Patrulha Maria da Penha. Imagem: PMAB | Divulgação.

Segundo a Secretária da Mulher e do Idoso, Daniele Oliveira, foram resgatadas muitas vidas nesses três meses.

“É uma data muito marcante. Os primeiros números são promissores, apesar do pouco tempo de atividade, e isso é uma prova de que a patrulha já mostrou a que veio. Nós temos a certeza de que resgatamos vidas que seriam perdidas para a violência de gênero. Tenho muito orgulho de ter uma ferramenta como essa atuante em Búzios”.

Ainda segundo informações da Patrulha, além de medidas protetivas, neste período ainda foi efetuada, com apoio da ROMU (Rondas Ostensivas Municipais), uma prisão por quebra de Medida Protetiva deferida pela justiça.

A Prensa repudia todo e qualquer tipo de violência e possui uma aba no site com notícias deste cunho. Denúncias deste tipo devem ser efetuadas por meio do Disque 180.

Comentários