Menu

Cidades

Para quem se comportou bem

Rafael Alvarenga é professor e cronista esportivo
Rafael Alvarenga é professor e cronista esportivo

Rafael Alvarenga

rafael-alvarengaOntem se disputou a 38ª rodada do Campeonato brasileiro de futebol de 2016. Domingo marcado pela lembrança do desastre com a Chapecoense. Entretanto, ainda assim, cheio de partidas disputadas com vontade. Eram jogos que, aparentemente, nada valiam. Como o caso de Ponte Preta X Coritiba. No entanto, ao ver um pedaço de partidas como essas, notava-se um empenho aguerrido, uma ambição declarada, uma busca insuspeita pela vitória nessa altura de um campeonato que nada mais daria para muitas equipes.

O Flamengo foi jogar contra o Atlético-PR e, no segundo tempo, o técnico rubro-negro passou a trocar defensores por jogadores ofensivos. O que estava acontecendo? Será que só agora ele ouvia o apelo da torcida? Não. Não era um gigantesco delay entre técnico e torcedor. Era a premiação da CBF que estava em jogo.

Em 2016 a entidade aumentou 67,6% o valor da premiação aos clubes se comparada com 2015. Desse modo, apenas as equipes rebaixadas não teriam direito a recompensa. Sendo que o valor da premiação era diretamente proporcional à colocação final na tabela. O campeão Palmeiras embolsou R$17 milhões, o vice, Santos R$10,7 e o Flamengo, terceiro colocado, R$7,3. Vejamos porque colocar o time para o ataque em uma rodada que, parecia não decidir mais nada para o Flamengo. Contudo a diretoria do clube sabia que uma vitória engordaria os cofres do clube com R$ 3,4 milhões.

Vejam o exemplo do Sport que ao vencer o já rebaixado Figueirense – sem direito a prêmio algum – embolsou R$200 mil a mais além de se livrar do rebaixamento.

Para entender o futebol moderno é preciso um olho no campo e outro nos escritórios. E por menor que seja a bola hoje em dia, espero que ela não chegue a desaparecer completamente no fundo falso de cartolas mágicas.

 

 

NOTÍCIAS DE GRAÇA NO SEU CELULAR

A Prensa está sempre se adaptando às novas ferramentas de distribuição do conteúdo produzido pela nossa equipe de reportagem. Você pode receber nossas matérias através da comunidade criada nos canais de mensagens eletrônicas Whatsaap e Telegram. Basta clicar nos links e participar, é rápido e você fica por dentro do que rola na Região dos Lagos do Rio de Janeiro.

Faça parte da nossa comunidade no Whatsapp e Telegram:

Se você quer participar do nosso grupo, a gente vai te contar como vai ser agorinha mesmo. Se liga:

  • As nossas matérias chegam pra você a cada 1h, de segunda a sábado. Informações urgentes podem ser enviadas a qualquer momento.
  • Somente os administradores podem mandar os informes e realizar alterações no grupo. Além disso, estamos sempre monitorando quem são os participantes.
  • Caso tenha alguma dificuldade para acessar o link das matérias, basta adicionar o número (22) 99954-6926 na sua lista de contatos.

Nos ajude a crescer, siga nossas redes Sociais: Facebook, Instagram, Twitter e Tik Tok e Youtube

Veja Também

Palestra em Búzios sobre paisagismo urbano e diversidade vegetal da Região dos Lagos  

Megaoperação policial desmantela império do tráfico do Comando Vermelho em Búzios e outras cidades do país

Debate público sobre sustentabilidade terá presença de Marina Silva em Macaé

Búzios inicia vacinação contra a dengue para crianças e adolescentes de 10 a 14 anos