Menu

Cidades

O morador da Região dos Lagos ainda não aprendeu a viver no Paraíso

28599_130083580335520_2730587_n
por Eduardo Almeda
                                              Os engarrafamentos  
      Eu que acordo cedo, ligo a televisão e fico horrorizado quando vejo dia escuro ainda, tipo cinco horas da manhã, os engarrafamentos no Rio e  em São Paulo. Fico imaginando aquela multidão, nos onibus e metros, espremidas com pessoas estranhas, dos mais variados cheiros, do jasmim perto de mim ao fedido saí fora daqui.  Imagino horas e horas para mesmo assim,  não chegarem ao destino, normalmente mais umas duas transferências, sai do trem entra no metro, sai do metro entra no ônibus. Ufa
                           Em Búzios todo dia tem gosto de sexta feira, enquanto que para os moradores da grandes metrópoles todo dia tem gosto de segunda feira. Andar sempre atrasado é um suplício pior do que o chinês, você perde aquela alegria espontânea do ser humano que é  se surpreender rindo a toa, coisa boa demais e cada  vez mais  difícil de se ver. As feições dos megametropolitanos são fechadas e  somente se abrem com o gol do seu time  ou com o efeito das bebidas. O riso Brahma, skol e itaipava, é o mais comum, é uma alegria química de levedo e cevada tudo fermentado. Cerveja unida com garotas de biquíni e a beira mar. Mas só no pensamento, tudo ilusão.  Búzios é o cenário onde essas  campanhas de  cervejas são feitas. Búzios não  é uma cidade, Búzios é um cenário. Por isso todos amam Búzios e dizem que Búzios é o paraíso. Mas o  buziano ainda não tem certeza disso.
                                  A realidade da vida dos buzianos
Você que leu os parágrafos acima deve estar achando que a  vida do buzianos é um sonho, errou, os buzianos ao viverem sem trânsito, sem violência, sem os problemas dos moradores da Baixada, da zona leste de Sampa, do trânsito da Dutra e da Avenida Brasil, ao invés de ficarem felizes e tranquilos, eles se estressam e ficam sem saber o que fazer com tanta tranquilidade e do tempo livre que ganham por não ficarem horas e horas dentro de ônibus, de metrô ou de vans. Procuram reclamar sem saber do que.
Búzios é um lugar turístico e estamos na baixa temporada,  a grana esta  curta mas isto não é só em  Búzios. Nesta semana passada estive no Rio no local mais badalado da Lagoa, e pasmem, somente um casal em um dos restaurantes mais chics do pedaço. No Rio só se fala em violencia  e agora esta na moda os roubos de celulares,  os famosos Iphone ou smart phones.  Os ladrões não chegam e vão levando, eles escolhem a marca que querem levar, só interessa tops de linha. Chegam em dois perto de você e ficam vendo o modelo do teu iphone, se for bom, amigo, dançou o ladrão mais boa pinta com cara de trabalhador de estatal, bate a mão na tua orelha e zás, leva o teu aparelhinho bacana. O ladrão com jeito de pé de chinelo só fica perto para te dar uma tapa se você der uma de machão.
Em Búzios não tem trânsito sinistro, não tem filas cão, não tem discriminação todo mundo no seu facebook trocando figurinhas com todo mundo, a feirinha do Hamber no fim de semana, vende o melhor quiabo do mundo sem agro tóxico por preço de fim de feira no mercado Princesa.

   O buziano se estressa  por ficar atoa

O pessoal se queixa e fica estressado pois tem tempo de ficar atoa, coisa que não existe nas grandes cidades. Buziano, curta ficar de bobeira, não é pecado não, quando criaram as tais marcações de araque,  como ¨DEUS ajuda quem cedo madruga ¨, não se liga nisso não, na verdade Deus tem pena  de quem cedo madruga e vai a luta, mas ELE não fica danado com quem mora em Buzios, alias DEUS ajuda quem mora em Búzios, afinal aqui não é o Paraíso?

Leia mais crônicas de Eduardo Almeida no LINK 

O morador da Região dos Lagos ainda não aprendeu a viver no Paraíso

28599_130083580335520_2730587_n
por Eduardo Almeda
                                              Os engarrafamentos  
      Eu que acordo cedo, ligo a televisão e fico horrorizado quando vejo dia escuro ainda, tipo cinco horas da manhã, os engarrafamentos no Rio e  em São Paulo. Fico imaginando aquela multidão, nos onibus e metros, espremidas com pessoas estranhas, dos mais variados cheiros, do jasmim perto de mim ao fedido saí fora daqui.  Imagino horas e horas para mesmo assim,  não chegarem ao destino, normalmente mais umas duas transferências, sai do trem entra no metro, sai do metro entra no ônibus. Ufa
                           Em Búzios todo dia tem gosto de sexta feira, enquanto que para os moradores da grandes metrópoles todo dia tem gosto de segunda feira. Andar sempre atrasado é um suplício pior do que o chinês, você perde aquela alegria espontânea do ser humano que é  se surpreender rindo a toa, coisa boa demais e cada  vez mais  difícil de se ver. As feições dos megametropolitanos são fechadas e  somente se abrem com o gol do seu time  ou com o efeito das bebidas. O riso Brahma, skol e itaipava, é o mais comum, é uma alegria química de levedo e cevada tudo fermentado. Cerveja unida com garotas de biquíni e a beira mar. Mas só no pensamento, tudo ilusão.  Búzios é o cenário onde essas  campanhas de  cervejas são feitas. Búzios não  é uma cidade, Búzios é um cenário. Por isso todos amam Búzios e dizem que Búzios é o paraíso. Mas o  buziano ainda não tem certeza disso.
                                  A realidade da vida dos buzianos
Você que leu os parágrafos acima deve estar achando que a  vida do buzianos é um sonho, errou, os buzianos ao viverem sem trânsito, sem violência, sem os problemas dos moradores da Baixada, da zona leste de Sampa, do trânsito da Dutra e da Avenida Brasil, ao invés de ficarem felizes e tranquilos, eles se estressam e ficam sem saber o que fazer com tanta tranquilidade e do tempo livre que ganham por não ficarem horas e horas dentro de ônibus, de metrô ou de vans. Procuram reclamar sem saber do que.
Búzios é um lugar turístico e estamos na baixa temporada,  a grana esta  curta mas isto não é só em  Búzios. Nesta semana passada estive no Rio no local mais badalado da Lagoa, e pasmem, somente um casal em um dos restaurantes mais chics do pedaço. No Rio só se fala em violencia  e agora esta na moda os roubos de celulares,  os famosos Iphone ou smart phones.  Os ladrões não chegam e vão levando, eles escolhem a marca que querem levar, só interessa tops de linha. Chegam em dois perto de você e ficam vendo o modelo do teu iphone, se for bom, amigo, dançou o ladrão mais boa pinta com cara de trabalhador de estatal, bate a mão na tua orelha e zás, leva o teu aparelhinho bacana. O ladrão com jeito de pé de chinelo só fica perto para te dar uma tapa se você der uma de machão.
Em Búzios não tem trânsito sinistro, não tem filas cão, não tem discriminação todo mundo no seu facebook trocando figurinhas com todo mundo, a feirinha do Hamber no fim de semana, vende o melhor quiabo do mundo sem agro tóxico por preço de fim de feira no mercado Princesa.

   O buziano se estressa  por ficar atoa

O pessoal se queixa e fica estressado pois tem tempo de ficar atoa, coisa que não existe nas grandes cidades. Buziano, curta ficar de bobeira, não é pecado não, quando criaram as tais marcações de araque,  como ¨DEUS ajuda quem cedo madruga ¨, não se liga nisso não, na verdade Deus tem pena  de quem cedo madruga e vai a luta, mas ELE não fica danado com quem mora em Buzios, alias DEUS ajuda quem mora em Búzios, afinal aqui não é o Paraíso?

Leia mais crônicas de Eduardo Almeida no LINK 

NOTÍCIAS DE GRAÇA NO SEU CELULAR

A Prensa está sempre se adaptando às novas ferramentas de distribuição do conteúdo produzido pela nossa equipe de reportagem. Você pode receber nossas matérias através da comunidade criada nos canais de mensagens eletrônicas Whatsaap e Telegram. Basta clicar nos links e participar, é rápido e você fica por dentro do que rola na Região dos Lagos do Rio de Janeiro.

Faça parte da nossa comunidade no Whatsapp e Telegram:

Se você quer participar do nosso grupo, a gente vai te contar como vai ser agorinha mesmo. Se liga:

  • As nossas matérias chegam pra você a cada 1h, de segunda a sábado. Informações urgentes podem ser enviadas a qualquer momento.
  • Somente os administradores podem mandar os informes e realizar alterações no grupo. Além disso, estamos sempre monitorando quem são os participantes.
  • Caso tenha alguma dificuldade para acessar o link das matérias, basta adicionar o número (22) 99954-6926 na sua lista de contatos.

Nos ajude a crescer, siga nossas redes Sociais: Facebook, Instagram, Twitter e Tik Tok e Youtube

Veja Também

BYD Introduz Novo Portfólio de Energia no The smarter E Europe e Comemora 1 Milhão de Sistemas Batterybox Instalados

Empresa explica sobre como evitar a queda de tensão

Nova UTI pediátrica eleva o padrão de atendimento do ICIA

Plataforma gratuita e digital conecta empresas e refugiados a ofertas de emprego

Coluna da Angela

A reprodução parcial deste conteúdo por veículos de comunicação é permitida desde que contenha crédito à Prensa de Babel na abertura do
texto, bem como LINK para o site "www.prensadebabel.com.br"
A supressão da fonte pode implicar em medidas de acordo com a lei de direitos autorais.