Menu

Cidades

Nunca é tão simples como a gente pensa

Sandro Peixoto foi por 12 anos repórter do semanário O Perú Molhado, é membro da Associação fluminenfluminense de Jornalistas, mora em Búzios, e é um dos fundadores doo Prensa de Babel
Sandro Peixoto foi por 12 anos repórter do semanário O Perú Molhado, é membro da Associação fluminenfluminense de Jornalistas, mora em Búzios, e é um dos fundadores doo Prensa de Babel

Por Sandro Peixoto

A palavra estrangeiro vem de estranho e que o Sandro Peixoto é estranho ninguém duvida

Quem nunca se envolveu na vida pública, ou melhor, na administração pública acredita que basta o administrador estalar os dedos para as coisas acontecerem. Que é tudo uma questão de querer. Acreditam (alguns por leviandade, pois sabem que a coisa não funciona assim, insistem que a pessoa não faz porque não quer e pronto).

Em se tratando de administração pública, tudo é complicado. Um pequeno exemplo: a prefeitura detecta que um cidadão ousou burlar a lei vigente e construiu mais um piso em sua casa, ficando com três andares. O terceiro andar tem que ser demolido. O dono jamais irá fazer isso. Resta ao governo derrubar o excedente. Mas para isso terá que contratar uma empresa especializada, pois se acaso afetar o segundo e o primeiro piso, legais perante a Lei, a prefeitura será processada.

Mas quem está de fora nem quer saber disso. Adora falar a plenos pulmões que não se faz porque não quer e pronto. Brasileiro gosta mesmo é de reclamar direitos. Deveres que é bom, não querem nem saber. No exemplo do terceiro andar todos reclamarão do administrador e jamais irão contestar o cidadão que cometeu a ilegalidade.

Incrível como ninguém cobra de que deveria cobrar: do cidadão. E porque não cobramos? Explico: por defesa. Não cobramos porque sabemos que amanhã seremos nós os infratores. Negando hoje a culpa alheia, negarão a nossa num futuro próximo. Ao menos esperamos. Seria uma troca de favores numa sociedade fadada a ilicitude.

Se erramos todos, ninguém erra afinal, o crime é uma questão de cultura. Mutatis Mutandis. Cada crime à sua época.

NOTÍCIAS DE GRAÇA NO SEU CELULAR

A Prensa está sempre se adaptando às novas ferramentas de distribuição do conteúdo produzido pela nossa equipe de reportagem. Você pode receber nossas matérias através da comunidade criada nos canais de mensagens eletrônicas Whatsaap e Telegram. Basta clicar nos links e participar, é rápido e você fica por dentro do que rola na Região dos Lagos do Rio de Janeiro.

Faça parte da nossa comunidade no Whatsapp e Telegram:

Se você quer participar do nosso grupo, a gente vai te contar como vai ser agorinha mesmo. Se liga:

  • As nossas matérias chegam pra você a cada 1h, de segunda a sábado. Informações urgentes podem ser enviadas a qualquer momento.
  • Somente os administradores podem mandar os informes e realizar alterações no grupo. Além disso, estamos sempre monitorando quem são os participantes.
  • Caso tenha alguma dificuldade para acessar o link das matérias, basta adicionar o número (22) 99954-6926 na sua lista de contatos.

Nos ajude a crescer, siga nossas redes Sociais: Facebook, Instagram, Twitter e Tik Tok e Youtube

Veja Também

Palestra em Búzios sobre paisagismo urbano e diversidade vegetal da Região dos Lagos  

Megaoperação policial desmantela império do tráfico do Comando Vermelho em Búzios e outras cidades do país

Debate público sobre sustentabilidade terá presença de Marina Silva em Macaé

Búzios inicia vacinação contra a dengue para crianças e adolescentes de 10 a 14 anos