Menu

Cidades

Novo PAC Saúde prevê construção de novas UBS no Rio de Janeiro

Dentre as cidades beneficiadas estão Arraial do Cabo, Casimiro de Abreu, Macaé, Maricá e São Pedro da Aldeia
dsadas

De acordo com o Novo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC Saúde), o investimento de cerca de R$ 121 milhões pretende beneficiar mais de 1,5 mil municípios brasileiros com recursos para o sistema de saúde. Somente no Rio de Janeiro, serão construídas 42 novas Unidades Básicas de Saúde (UBS) em 34 cidades cariocas.

A iniciativa chega com o intuito de aprimorar o sistema de saúde público. Alem de ampliar o número de equipes de Saúde da Família (eSF), Saúde Bucal (eSB), multiprofissionais (eMulti) e Agentes Comunitários de Saúde (ACS), o PAC Saúde também prevê a compra de novos equipamentos para as UBS.

Dentre os municípios situados na Região dos Lagos, aqueles que estão listados para receber parte do investimento são Arraial do Cabo, Casimiro de Abreu, Macaé, Maricá e São Pedro da Aldeia. Em Arraial, o repasse será equivalente a R$ 2.435.976,95. Em Casimiro, R$ 2.012.825,58. Já em Macaé e em Maricá os valores serão de respectivamente R$ 2.435.976,95 e R$ 2.765.371,03, enquanto em São Pedro será de R$ 2.435.976,95.

MUNICÍPIOINVESTIMENTO
Arraial do CaboR$ 2.435.976,95
Casimiro de AbreuR$ 2.012.825,58
MacaéR$ 2.435.976,95
MaricáR$ 2.765.371,03
São Pedro da AldeiaR$ 2.435.976,95
Tabela criada a partir das informações fornecidas pelo PAC Saúde

Entre os critérios utilizados para a seleção a prioridade inclui maior vulnerabilidade socioeconômica do município, maiores vazios assistenciais na Atenção Primária, locais com menores índices de cobertura de Estratégia de Saúde da Família e adesão ao projeto arquitetônico de referência.

Propostas habilitadas não selecionadas

Infelizmente, algumas propostas, apesar de habilitadas não foram selecionadas. Neste quadro se encaixam os projetos que preencheram todos pré-requisitos do Novo PAC Saúde, passaram por todas as etapas de triagem com excessão da seleção. Somente na modalidade ‘Caps’ há 704 propostas que se encaixam nesta categoria e poderão ser executadas via emendas parlamentares. O prazo para indicações termina nesta sexta-feira (22). Para mais informações basta acessar este link.

Saúde mental como ação prioritária

O aumento do investimento nos setores relacionados com a saúde mental tem sido evidente nos últimos anos. Nesse sentido, a iniciativa também ampliou o repasse de verbas para esta área. O investimento destinado a Rede de Atenção Psicossocial (Raps) chegou a mais de R$ 200 milhões. Ao todo, o recurso destinado para todos os estados será de R$ 414 milhões no período de um ano. De acordo com os novos valores, o aumento do orçamento da rede chega a 27%.

Além disso, depois de seis anos sem atualizações, foram duplicados os recursos para custear os serviços das unidades de acolhimento a pessoas e familiares em situação de abandono, ameaça ou violação de direitos. Com o reajuste, o custeio mensal para a assistência a adultos passou de R$ 25 mil para R$ 50 mil e para o acolhimento infanto-juvenil subiu de R$ 30 mil para R$ 60 mil.

Atualmente o país tem 72 unidades de acolhimento habilitadas, cujo acesso ocorre via Caps. Os espaços oferecem acolhimento protetivo por até seis meses, a depender do projeto terapêutico. Do total, 26 são para atendimento infanto-juvenil – dos 10 anos de idade até os 18 incompletos. As outras 46 unidades são destinadas a adultos.

Outra ação de destaque foi a realização, em dezembro, da 5ª Conferência Nacional de Saúde Mental Domingos Sávio. O evento marcou a retomada do diálogo participativo para o tema, com cerca de 4 mil participantes, após hiato de 13 anos.

Novo PAC Saúde prevê construção de novas UBS no Rio de Janeiro

Dentre as cidades beneficiadas estão Arraial do Cabo, Casimiro de Abreu, Macaé, Maricá e São Pedro da Aldeia
dsadas

De acordo com o Novo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC Saúde), o investimento de cerca de R$ 121 milhões pretende beneficiar mais de 1,5 mil municípios brasileiros com recursos para o sistema de saúde. Somente no Rio de Janeiro, serão construídas 42 novas Unidades Básicas de Saúde (UBS) em 34 cidades cariocas.

A iniciativa chega com o intuito de aprimorar o sistema de saúde público. Alem de ampliar o número de equipes de Saúde da Família (eSF), Saúde Bucal (eSB), multiprofissionais (eMulti) e Agentes Comunitários de Saúde (ACS), o PAC Saúde também prevê a compra de novos equipamentos para as UBS.

Dentre os municípios situados na Região dos Lagos, aqueles que estão listados para receber parte do investimento são Arraial do Cabo, Casimiro de Abreu, Macaé, Maricá e São Pedro da Aldeia. Em Arraial, o repasse será equivalente a R$ 2.435.976,95. Em Casimiro, R$ 2.012.825,58. Já em Macaé e em Maricá os valores serão de respectivamente R$ 2.435.976,95 e R$ 2.765.371,03, enquanto em São Pedro será de R$ 2.435.976,95.

MUNICÍPIOINVESTIMENTO
Arraial do CaboR$ 2.435.976,95
Casimiro de AbreuR$ 2.012.825,58
MacaéR$ 2.435.976,95
MaricáR$ 2.765.371,03
São Pedro da AldeiaR$ 2.435.976,95
Tabela criada a partir das informações fornecidas pelo PAC Saúde

Entre os critérios utilizados para a seleção a prioridade inclui maior vulnerabilidade socioeconômica do município, maiores vazios assistenciais na Atenção Primária, locais com menores índices de cobertura de Estratégia de Saúde da Família e adesão ao projeto arquitetônico de referência.

Propostas habilitadas não selecionadas

Infelizmente, algumas propostas, apesar de habilitadas não foram selecionadas. Neste quadro se encaixam os projetos que preencheram todos pré-requisitos do Novo PAC Saúde, passaram por todas as etapas de triagem com excessão da seleção. Somente na modalidade ‘Caps’ há 704 propostas que se encaixam nesta categoria e poderão ser executadas via emendas parlamentares. O prazo para indicações termina nesta sexta-feira (22). Para mais informações basta acessar este link.

Saúde mental como ação prioritária

O aumento do investimento nos setores relacionados com a saúde mental tem sido evidente nos últimos anos. Nesse sentido, a iniciativa também ampliou o repasse de verbas para esta área. O investimento destinado a Rede de Atenção Psicossocial (Raps) chegou a mais de R$ 200 milhões. Ao todo, o recurso destinado para todos os estados será de R$ 414 milhões no período de um ano. De acordo com os novos valores, o aumento do orçamento da rede chega a 27%.

Além disso, depois de seis anos sem atualizações, foram duplicados os recursos para custear os serviços das unidades de acolhimento a pessoas e familiares em situação de abandono, ameaça ou violação de direitos. Com o reajuste, o custeio mensal para a assistência a adultos passou de R$ 25 mil para R$ 50 mil e para o acolhimento infanto-juvenil subiu de R$ 30 mil para R$ 60 mil.

Atualmente o país tem 72 unidades de acolhimento habilitadas, cujo acesso ocorre via Caps. Os espaços oferecem acolhimento protetivo por até seis meses, a depender do projeto terapêutico. Do total, 26 são para atendimento infanto-juvenil – dos 10 anos de idade até os 18 incompletos. As outras 46 unidades são destinadas a adultos.

Outra ação de destaque foi a realização, em dezembro, da 5ª Conferência Nacional de Saúde Mental Domingos Sávio. O evento marcou a retomada do diálogo participativo para o tema, com cerca de 4 mil participantes, após hiato de 13 anos.

NOTÍCIAS DE GRAÇA NO SEU CELULAR

A Prensa está sempre se adaptando às novas ferramentas de distribuição do conteúdo produzido pela nossa equipe de reportagem. Você pode receber nossas matérias através da comunidade criada nos canais de mensagens eletrônicas Whatsaap e Telegram. Basta clicar nos links e participar, é rápido e você fica por dentro do que rola na Região dos Lagos do Rio de Janeiro.

Faça parte da nossa comunidade no Whatsapp e Telegram:

Se você quer participar do nosso grupo, a gente vai te contar como vai ser agorinha mesmo. Se liga:

  • As nossas matérias chegam pra você a cada 1h, de segunda a sábado. Informações urgentes podem ser enviadas a qualquer momento.
  • Somente os administradores podem mandar os informes e realizar alterações no grupo. Além disso, estamos sempre monitorando quem são os participantes.
  • Caso tenha alguma dificuldade para acessar o link das matérias, basta adicionar o número (22) 99954-6926 na sua lista de contatos.

Nos ajude a crescer, siga nossas redes Sociais: Facebook, Instagram, Twitter e Tik Tok e Youtube

Veja Também

Práticas de IA generativa são aplicadas no audiovisual

Empresa esclarece as diferenças entre os cabos elétricos de 750 V e os de 1 kV

Race kart da Elevar Energia destaca eixo social do ESG

Ecoturista é um amante da natureza que contempla a beleza do local

Coluna da Angela

A reprodução parcial deste conteúdo por veículos de comunicação é permitida desde que contenha crédito à Prensa de Babel na abertura do
texto, bem como LINK para o site "www.prensadebabel.com.br"
A supressão da fonte pode implicar em medidas de acordo com a lei de direitos autorais.