Morre Jorge Russo, importante nome na emancipação de Búzios

Adelino Jorge Stulpen tinha 75 anos e morava atualmente em Cabo Frio. Ele foi vítima de um infarto durante a madrugada.

Nascido em Petrópolis, Adelino Jorge Stulpen, mais conhecido como Jorge Russo, morreu na madrugada desta segunda-feira (22), vítima de um infarto. Ele tinha 75 anos e morava atualmente em Cabo Frio. O corpo está sendo velado na capela mortuária do cemitério de Sant’Anna, em Búzios, e seu sepultamento será às 17h neste mesmo cemitério.

“O Jorge era um cara sensacional, que gostava de ajudar todo mundo. Ele ajudou muita gente, a minha família também, deu emprego pra minha mãe. Ele amava Armação dos Búzios, fez tudo o que pôde e o que não pôde pra emancipar a cidade”, contou Ronald Pantoja, repórter fotográfico e morador de Búzios.

Jorge Russo foi uma nome muito importante para a emancipação de Búzios. Junto com amigos lutou pela autonomia do então terceiro distrito de Cabo Frio para se tornar uma cidade, conquistada enfim em 1995. Ele, inclusive, liderou um grupo de buzianos que foi à Brasília brigar pela emancipação.

Russo liderou um grupo de buzianos à Brasília em busca da emancipação | Foto: Arquivo pessoal

Apesar de ser um dos líderes dessa importante conquista, seu nome ficou esquecido nos dias atuais, como ele mesmo disse em uma entrevista no ano passado.

“Conversei muito com Marcão (atual secretário de serviços públicos) e fiquei surpreso ao ver pessoas que não trabalharam e agora dizem que faziam parte do grupo de trabalho. Fico impressionado como essas pessoas gostam de fazer nome em cima das costas dos outros. Na realidade, quem trabalhou muito foram o Jamaica, Marlene Pantoja, o ex-vereador Félix, o Marcão. Foi esse grupo que trabalhou junto comigo. Hoje vejo que não tem nenhuma divulgação do nosso nome. Mas isso vai passar”, lamentou Russo em conversa com o jornalista Walmor Freitas em novembro de 2020.

Jorge Russo faria aniversário nesta sexta feira (26). Ele deixou duas filhas, Silvana e Bruna, três netos Lívia, Dany e Diogo e dois bisnetos, Milena e Miguel.

PRENSA 970X250 GOOGLE CONTEMPLADO INTERTEXTO BARRA
Comentários