Menu

Cidades

Miopia de militante tem cura?

images-cms-image-000546994

 

fabio
Fábio Batista (Emecê) é rapper, professor de português na rede estadual do Rio, e militante ant-racista. Que Temer Fora, mas não vê mais Lula como salvador. Na verdade nunca viu.

Não sou adepto a coro faz tempo e olha que sou artista e deveria implorar por coros. Mobilizações são válidas, desde que tenha algum resultado prático, certo? Reunir milhares de pessoas em prol de um viral pode ser importante, desde que realmente quem é pra sair, saia e o pedido seja atendido prontamente ou não?

Tenho urticaria de ato-show pelo simples fato se acreditar no poder do holofote como mobilizador. Sabe aquele conto de ficção científica em que você precisa ter curtidas em suas redes sociais por participar de determinado evento promovido por alguém para se ter legitimidade no seu discurso ou ideia?

Quem sabe se pode circular de boa em determinados nichos ou rodas e não ser chamado de alienado ou coisa de gênero. Bom, o ato-show tem a representatividade de uma festa bem localizada com espaço vip, brilhos e serpentina.

Até porque a defesa de um estado democrático nos moldes que se acredita que seja passa principalmente pelo fato de se mostrar primeiramente quem financiou o ato-show. Democracia e transparência não passa por aí? Quem são os aliados dos militantes essas horas ou os fins justificam os meios?

E se enxergarmos além disso, operações policiais diárias e matutinas nas comunidades cariocas impedem milhares de crianças e jovens irem a escola ou ter qualquer mobilidade. Quando digo milhares, deve ser um número parecido do que dizem que foram ao ato-show. Pessoas estão sendo privadas de ter escolha sobre cidadania, com Estado democrático ou não.

Alguma mobilização ou comentário sobre? Desculpa, estava comentando com um amigo que o País chamado Brasil sempre vai ser uma merda, uma porcaria, de uma inviabilidade tremenda porque ele ignora a periferia. Direita, esquerda, centro e tudo mais tentam, tentam o brilhareco, militantes tiram seus selfies nas manifestações, os drones têm uma visão panorâmica do artista e da multidão festejando e no outro dia a criança e o jovem da periferia não tem mobilidade.

Assim que querem mudança e em busca de nomes de coalização, a miopia não consegue enxergar além. Citam alguns nomes, mitificam outros, textos são escritos, programas de TV são criados e mídias militantes conseguem sua estrutura. A militância é isso hoje.

Isso não dá, desculpe e se me perguntarem qual é a solução, só posso dizer que a solução ainda não foi pensada, porque simplesmente se ignora, se deixa a Deus dará uma parte significativa de pessoas que poderiam pensar soluções nunca antes pensadas pela atual militância.

Tá difícil….

 

NOTÍCIAS DE GRAÇA NO SEU CELULAR

A Prensa está sempre se adaptando às novas ferramentas de distribuição do conteúdo produzido pela nossa equipe de reportagem. Você pode receber nossas matérias através da comunidade criada nos canais de mensagens eletrônicas Whatsaap e Telegram. Basta clicar nos links e participar, é rápido e você fica por dentro do que rola na Região dos Lagos do Rio de Janeiro.

Faça parte da nossa comunidade no Whatsapp e Telegram:

Se você quer participar do nosso grupo, a gente vai te contar como vai ser agorinha mesmo. Se liga:

  • As nossas matérias chegam pra você a cada 1h, de segunda a sábado. Informações urgentes podem ser enviadas a qualquer momento.
  • Somente os administradores podem mandar os informes e realizar alterações no grupo. Além disso, estamos sempre monitorando quem são os participantes.
  • Caso tenha alguma dificuldade para acessar o link das matérias, basta adicionar o número (22) 99954-6926 na sua lista de contatos.

Nos ajude a crescer, siga nossas redes Sociais: Facebook, Instagram, Twitter e Tik Tok e Youtube

Veja Também

Deputada Marina do MST e Cepro realizam reunião em Rio das Ostras para discutir temas sociais urgentes

Búzios é finalista no prêmio Melhores do ano da gastronomia 2024

Búzios recebe o 3º Encontro de Numismática de 24 a 25 de maio

Agenda cultural do fim de semana na Região dos Lagos