Menu

Cidades

Matéria Especial: O cantinho da imundice

acacias-2

 

 

Por Sandro Peixoto

 

acacias-2
Urubus educados fazem fila para comer o lixo

Há anos que a Rua das Acácias, na entrada da bucólica Praia da Ferradurinha virou um lixão a céu aberto. Um terreno baldio numa esquina muito movimentada é o principal ponto de desova dos detritos dos moradores vizinhos. A prefeitura faz seu papel. Recolhe todos  os dias centenas de quilos de lixo, mas, por mais que se limpe, o lugar sempre se encontra sujo. Sujo é uma maneira simples de definir a nojeira do lugar.

O lixo é depositado de qualquer maneira. Em sacos improvisados, por vezes rasgados, com restos de comida- chamariz para ratos, cachorros e urubus-  e ninguém parece  entender que existem regras para o descarte de lixos nas ruas. A prefeitura tem um plano de recolhimento que funciona bem, mas se a sociedade não fizer a parte dela, se continuar jogando seus lixos em qualquer lugar e a qualquer hora, nunca teremos uma cidade limpa e com aspecto de civilizada.

Os moradores daquela área sabem que a coleta é feita regulamente. Sabem quando o caminhão passa. Mas parecem não ligar. Não se importam com a péssima impressão que passam aos olhos dos outros e nem para os riscos da própria saúde. Quem joga o lixo a qualquer hora não se importa e quem não o faz fica pelas esquinas criticando o governo. Sobre os sujismundos  ninguém diz nada. São poucos os cidadãos que defendem  o governo  que faz sua parte e gasta uma fortuna para manter a cidade minimamente limpa e com aspecto de organizada.  Sei que a frase é batida, mas vale à pena repetir:

“Cidade civilizada não é aquela que mais se limpa e sim, a que menos se suja”.

Nos anos  1970 havia uma publicidade do governo  que lembrava que povo desenvolvido era povo limpo.  Costumo afirmar que a sociedade buziana é uma das mais primitivas que conheci em toda minha vida. O pessoal da Rua das Acácias confirmam com louvor minha teoria.

No período que a cidade de Búzios passou pelo problema do não recolhimento do lixo o Prensa fez total cobertura.  Confira no LINK.

NOTÍCIAS DE GRAÇA NO SEU CELULAR

A Prensa está sempre se adaptando às novas ferramentas de distribuição do conteúdo produzido pela nossa equipe de reportagem. Você pode receber nossas matérias através da comunidade criada nos canais de mensagens eletrônicas Whatsaap e Telegram. Basta clicar nos links e participar, é rápido e você fica por dentro do que rola na Região dos Lagos do Rio de Janeiro.

Faça parte da nossa comunidade no Whatsapp e Telegram:

Se você quer participar do nosso grupo, a gente vai te contar como vai ser agorinha mesmo. Se liga:

  • As nossas matérias chegam pra você a cada 1h, de segunda a sábado. Informações urgentes podem ser enviadas a qualquer momento.
  • Somente os administradores podem mandar os informes e realizar alterações no grupo. Além disso, estamos sempre monitorando quem são os participantes.
  • Caso tenha alguma dificuldade para acessar o link das matérias, basta adicionar o número (22) 99954-6926 na sua lista de contatos.

Nos ajude a crescer, siga nossas redes Sociais: Facebook, Instagram, Twitter e Tik Tok e Youtube

Veja Também

Palestra em Búzios sobre paisagismo urbano e diversidade vegetal da Região dos Lagos  

Megaoperação policial desmantela império do tráfico do Comando Vermelho em Búzios e outras cidades do país

Debate público sobre sustentabilidade terá presença de Marina Silva em Macaé

Búzios inicia vacinação contra a dengue para crianças e adolescentes de 10 a 14 anos