Menu

Cidades

Infrações Ambientais são identificadas no Parque Estadual da Costa do Sol em Búzios

Entre elas, destaca-se a supressão de vegetação nativa e a instalação de cercas de arame farpado
Divulgação

Durante uma visita realizada na última quarta-feira (15), no Parque Estadual da Costa do Sol, localizado no bairro Tucuns, a equipe de fiscalização constatou uma série de irregularidades ambientais. Entre elas, destaca-se a supressão de vegetação nativa e a instalação de cercas de arame farpado, infringindo artigos do código municipal de posturas.

A situação se agrava ao constatar que essas ações invadiram os limites da unidade de conservação designada para proteção integral, colocando em risco ecossistemas sensíveis e espécies endêmicas da região. Além disso, foram encontradas evidências de queima de material vegetal, resultado direto da atividade de corte e supressão de vegetação, agravando ainda mais os danos ao ambiente.

De acordo com informações da equipe, as infrações não se limitaram apenas à área interna do parque, mas também afetaram sua área adjacente, que tem uma função crucial na proteção da biodiversidade e na integridade do ecossistema.

Diante dessas constatações, a área foi imediatamente embargada, interrompendo qualquer atividade que pudesse causar mais prejuízos ao ecossistema local. Todos os instrumentos e materiais utilizados na infração foram apreendidos segundo a legislação ambiental vigente. Um auto de constatação, infração e apreensão foram documentados com as irregularidades encontradas, iniciando assim o processo legal para responsabilização dos envolvidos.

Infrações Ambientais são identificadas no Parque Estadual da Costa do Sol em Búzios

Entre elas, destaca-se a supressão de vegetação nativa e a instalação de cercas de arame farpado
Divulgação

Durante uma visita realizada na última quarta-feira (15), no Parque Estadual da Costa do Sol, localizado no bairro Tucuns, a equipe de fiscalização constatou uma série de irregularidades ambientais. Entre elas, destaca-se a supressão de vegetação nativa e a instalação de cercas de arame farpado, infringindo artigos do código municipal de posturas.

A situação se agrava ao constatar que essas ações invadiram os limites da unidade de conservação designada para proteção integral, colocando em risco ecossistemas sensíveis e espécies endêmicas da região. Além disso, foram encontradas evidências de queima de material vegetal, resultado direto da atividade de corte e supressão de vegetação, agravando ainda mais os danos ao ambiente.

De acordo com informações da equipe, as infrações não se limitaram apenas à área interna do parque, mas também afetaram sua área adjacente, que tem uma função crucial na proteção da biodiversidade e na integridade do ecossistema.

Diante dessas constatações, a área foi imediatamente embargada, interrompendo qualquer atividade que pudesse causar mais prejuízos ao ecossistema local. Todos os instrumentos e materiais utilizados na infração foram apreendidos segundo a legislação ambiental vigente. Um auto de constatação, infração e apreensão foram documentados com as irregularidades encontradas, iniciando assim o processo legal para responsabilização dos envolvidos.

NOTÍCIAS DE GRAÇA NO SEU CELULAR

A Prensa está sempre se adaptando às novas ferramentas de distribuição do conteúdo produzido pela nossa equipe de reportagem. Você pode receber nossas matérias através da comunidade criada nos canais de mensagens eletrônicas Whatsaap e Telegram. Basta clicar nos links e participar, é rápido e você fica por dentro do que rola na Região dos Lagos do Rio de Janeiro.

Faça parte da nossa comunidade no Whatsapp e Telegram:

Se você quer participar do nosso grupo, a gente vai te contar como vai ser agorinha mesmo. Se liga:

  • As nossas matérias chegam pra você a cada 1h, de segunda a sábado. Informações urgentes podem ser enviadas a qualquer momento.
  • Somente os administradores podem mandar os informes e realizar alterações no grupo. Além disso, estamos sempre monitorando quem são os participantes.
  • Caso tenha alguma dificuldade para acessar o link das matérias, basta adicionar o número (22) 99954-6926 na sua lista de contatos.

Nos ajude a crescer, siga nossas redes Sociais: Facebook, Instagram, Twitter e Tik Tok e Youtube

Veja Também

Últimos dias: Mutirão da Catarata tem inscrições somente até o dia 20 de junho

Sindsol Búzios Celebra 28 Anos de História

Projeto Búzios Presente no mês do meio-ambiente promove Eco Trail de Educação Ambiental

Búzios combate ocupações irregulares no Parque Estadual da Costa do Sol

Coluna da Angela

A reprodução parcial deste conteúdo por veículos de comunicação é permitida desde que contenha crédito à Prensa de Babel na abertura do
texto, bem como LINK para o site "www.prensadebabel.com.br"
A supressão da fonte pode implicar em medidas de acordo com a lei de direitos autorais.