Menu

Cidades

Formação orienta participação no 9º Prêmio Educar para Equidade Racial com Gênero em Macaé

Educadores e gestores da Secretaria de Educação participaram na manhã desta quinta-feira (4), de uma formação e divulgação do 9º Prêmio Educar para Equidade Racial e de Gênero, no auditório do bloco A, na Cidade Universitária
Formação e divulgação do 9º Prêmio Educar para Equidade Racial com Gênero. Cidade Universitária, Macaé/RJ.
Formação e divulgação do 9º Prêmio Educar para Equidade Racial com Gênero. Cidade Universitária, Macaé/RJ.

A coordenadora do Centro de Formação Carolina Garcia, Regina Célia dos Santos Nascimento, explicou que um dos objetivos do encontro é incentivar os professores a inscreverem os seus trabalhos no 9º Prêmio Educar para Equidade Racial e de Gênero, que estará com inscrições abertas até o dia 15 de abril pelo site.

O professor ou a escola podem inscrever os seus trabalhos, as suas práticas que já são desenvolvidas, ou que serão implementadas até 2025. “A premiação será de R$ 10 mil para as escolas e R$ 7 mil para o professor”, explicou.

Ela acrescentou ainda que não houve nenhum ganhador até o momento do Estado do Rio de Janeiro e o município foi o primeiro a receber informações de como a premiação funciona. “Macaé possui o Caderno Antirracista, Nutriafro e o Núcleo de Estudos Afro, ligados a essa temática”, informou.

Para falar sobre os detalhes de como funciona e quais os regulamentos do prêmio, foi convidada a Doutora Maria das Graças Gonçalves da Universidade Federal Fluminense (UFF), campus Niterói e ainda a coordenadora do Centro de Estudos das Relações de Trabalho e Desigualdades (CEERT).

“Estamos participando dessa divulgação formativa e realizando também a problematização do racismo. Mostramos com a experiência da professora Janete Vilela que é possível vencer a premiação. Ela é do Espírito Santo e venceu no ano de 2022 pelo seu trabalho desenvolvido em uma escola de quilombolas”, contou.

Além da professora Janete Vilela, que é pedagoga com especializações em História do Brasil e Gestão Escolar pela São Camilo e FAEV; mestre em Políticas Sociais pela Universidade Estadual do Norte Fluminense (UENF) e doutoranda em Humanidades, Culturas e Arte pela UNIGRANRIO e que atua na intersecção entre educação e equidade racial, o encontro contou com a apresentação do Consultor de Comunicação no CEERT, pedagogo pela UFF, produtor cultural e gestor de projetos sociais e culturais, com foco em equidade racial, Andrew César, que falou sobre o edital e qual o passo a passo para se inscrever no 9º Prêmio Educar para Equidade Racial com Gênero.

O encontro contou com a presença do secretário de Educação, Robério Fernandes; do secretário de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Dorniê Matias; e do representante do Núcleo de Estudos Afro da Secretaria de Educação.

O prêmio foi criado no início dos anos 2000, com objetivo de Educar para Equidade Racial com Gênero é identificar, apoiar e dar visibilidade às práticas pedagógicas que buscam a equidade e igualdade étnico-racial e de gênero na Educação Básica, desenvolvidas por docentes e equipe gestora em todos os níveis de ensino nas cinco regiões geopolíticas do país.

Para mais informações sobre a premiação, os interessados deverão acessar ceert.org.br, no link das inscrições para o prêmio.

Formação e divulgação do 9º Prêmio Educar para Equidade Racial com Gênero. Cidade Universitária, Macaé/RJ.

NOTÍCIAS DE GRAÇA NO SEU CELULAR

A Prensa está sempre se adaptando às novas ferramentas de distribuição do conteúdo produzido pela nossa equipe de reportagem. Você pode receber nossas matérias através da comunidade criada nos canais de mensagens eletrônicas Whatsaap e Telegram. Basta clicar nos links e participar, é rápido e você fica por dentro do que rola na Região dos Lagos do Rio de Janeiro.

Faça parte da nossa comunidade no Whatsapp e Telegram:

Se você quer participar do nosso grupo, a gente vai te contar como vai ser agorinha mesmo. Se liga:

  • As nossas matérias chegam pra você a cada 1h, de segunda a sábado. Informações urgentes podem ser enviadas a qualquer momento.
  • Somente os administradores podem mandar os informes e realizar alterações no grupo. Além disso, estamos sempre monitorando quem são os participantes.
  • Caso tenha alguma dificuldade para acessar o link das matérias, basta adicionar o número (22) 99954-6926 na sua lista de contatos.

Nos ajude a crescer, siga nossas redes Sociais: Facebook, Instagram, Twitter e Tik Tok e Youtube

Veja Também

Deputada Marina do MST e Cepro realizam reunião em Rio das Ostras para discutir temas sociais urgentes

Búzios é finalista no prêmio Melhores do ano da gastronomia 2024

Búzios recebe o 3º Encontro de Numismática de 24 a 25 de maio

Agenda cultural do fim de semana na Região dos Lagos