NOVEMBRO AZUL

Eleições municipais retratam a falta de mulheres eleitas

Resultado das eleições municipais mostram poucas mulheres eleitas como vereadoras nas cidades da Região dos Lagos e Costa do Sol

Dentre todos os nomes eleitos neste domingo (15), pode-se notar que poucas mulheres foram escolhidas pela população para cargos do legislativo e executivo, em comparação aos candidatos homens que venceram a disputa.
Porém, mesmo em menor quantidade, algumas candidatas receberam um número expressivo de votos em cidades da Região dos Lagos.

Em Macaé, a advogada de 25 anos, Iza Vicente (Rede) foi eleita para assumir como vereadora a partir de 2021. A ativista recebeu 1.877 votos e foi a única mulher a vencer no setor legislativo do município, se tornando a segunda vereadora negra na história da cidade.

Em resposta à Prensa, a candidata explica como interpreta esta vitória. “Essa renovação representa um anseio por mais representatividade feminina, negra, e da juventude. A gente sabe que os números de participação de mulheres negras na política são muito baixos. Em Macaé nós temos apenas uma mulher dentre 17 vereadores, e esta realidade vai continuar, porque eu fui a única eleita, mas tenho o compromisso muito claro de formar mais mulheres na política, e de ter um mandato com mais participação feminina. Eu acredito que esta eleição é um sinal de que a população quer mudar a forma de ser, fazer e estar na política, mas ainda tem muito trabalho a ser feito. Eu acredito que isso é um sinal para algo maior que ainda vai vir se a gente conseguir trabalhar a participação política, a inclusão das pessoas nos mandatos, discutir a cidade de forma mais ampla, e não se fechar apenas dentro de um mandato”.

Iza Vicente (Rede)

Em Cabo Frio, Carol Midori (DC) foi a candidata a vereadora com mais votos entre todos os eleitos. A bacharel em turismo de 32 anos conquistou 2.450 votos, ficando em primeiro lugar na votação para o cargo do legislativo.
Carol é conhecida por trabalhos sociais na causa da proteção dos animais de rua. Atua em projetos que ajudam na castração, resgate, e adoção de mais de 10 mil animais, de forma independente.

Carol Midori (DC)

Entre os vereadores eleitos, apenas uma outra mulher venceu a disputa eleitoral. A candidata do partido Republicanos, Alexandra Codeço levou 1.760 votos da população cabo-friense, ficando em terceiro lugar.

Alexandra Codeço (REP)

“Hoje mulheres na política, mulheres comprometidas com a luta do nosso povo é uma verdadeira ocupação de espaço. E não adianta ser apenas mulher, precisa ser mulher com a fidelidade às lutas populares e, mulheres que defendam um novo projeto político. Mulheres que defendam um programa coletivo, pensem e façam política pros nossos. Jovens, trabalhadores, negros e negras, LGBTT+ e todos aqueles e aquelas que sempre foram ignorados”, afirma Chantal Campello, candidata da UP.

Chantal foi a candidata à vereadora da esquerda mais votada em Cabo Frio, que apesar de não ter sido eleita, conseguiu 665 votos.

Chantal Campello (UP)

Vereadoras eleitas na Região dos Lagos

No município de Araruama, a candidata Roberta Barreto (DEM) foi eleita com 2.153 votos, aparecendo em primeiro lugar.Também para assumir a cadeira na Câmara Municipal, a candidata Prenha Bernardes (PL) foi a terceira vereadora eleita mais votada no município, com 1.621 votos.

Já em São Pedro da Aldeia, apenas uma mulher conseguiu o voto da população para se eleger na disputa do legislativo. Mislene de André foi a candidata a vereadora mais votada, vencendo pelo partido Solidariedade. A vereadora eleita ganhou 1.394 votos.

Ainda na Região dos Lagos, a cidade de Saquarema se destacou com três mulheres sendo eleitas para o cargo. A candidata do Pros, Dra. Raquel alcançou 1.247 votos. Elisia Rangel (PDT) recebeu 1.174 votos dos moradores, e Adriana de Vander foi eleita pelo partido Democratas, com 1.125 votos.

Costa do Sol

Ao final da apuração, o município de Casimiro de Abreu encerrou as eleições com apenas uma mulher sendo eleita para trabalhar na Câmara Municipal. Fátima, candidata do PSD recebeu 665 votos da população.

Ausência de mulheres eleitas

Segundo a apuração do Tribunal Superior Eleitoral, cidades como Búzios, Arraial do Cabo, Rio das Ostras, Maricá e Iguaba Grande não registraram mulheres sendo eleitas para o cargo de vereadora.

PRENSA 970X250 GOOGLE CONTEMPLADO INTERTEXTO BARRA
Comentários
Windows Lizenz Windows 10 Lizenz Office 2019 Lizenz Kaufen Office 365 kaufen Windows 10 Home kaufen Office 2016 kaufen