Delegada de Arraial do Cabo assumirá DP na capital do Rio

Um dos pontos marcantes no trabalho da delegada foi a luta contra o feminicídio, estupro e outros tipos de violência contra a mulher

A delegacia de Arraial do Cabo irá passar por mudança de comando a partir desta semana. Após de dez meses à frente da 132° DP, a delegada Patrícia Aguiar deixará a distrital para voltar à capital, onde assumirá a 4° DP (Praça da República), no Centro da cidade.

Celebrando 20 anos de carreira, Patrícia teve destaque em Arraial  na luta contra o feminicídio, estupro e outros tipos de violência contra a mulher. Em seu lugar, assumirá o delegado Ruchester Marreiros, que estava a frente do Departamento Geral de Polícia do Interior (DGPI).

Patrícia Aguiar foi a primeira mulher a comandar uma Delegacia de Repressão a Entorpecentes no Rio de Janeiro. Um dos pontos mais importantes durante período em Arraial do Cabo, na opinião da delegada, foi a aproximação e a sintonia entre a Polícia Civil, Polícia Militar e Ministério Público, que permitiram a realização de grandes ações em conjunto, com respostas expressivas.

Somente de abril de 2020, quando assumiu a 132° DP, até dezembro do último ano, foram registrados 127 criminosos capturados, sendo 87 presos em flagrante, 19 por mandados de prisão e 21 menores apreendidos em flagrante. A maioria das prisões e apreensões foi por tráfico de drogas. Também foram feitas à Justiça 28 representações por prisões preventivas e temporárias.

Além disso, 128 pessoas foram indiciadas por diferentes crimes, das quais 19 por homicídios e duas por feminicídios. Outro ponto forte da gestão da delegada Patrícia Aguiar foi a implementação do projeto As Guardiãs, com o objetivo de dar mais atenção e celeridade às investigações envolvendo violência doméstica e vítimas especiais. Ao todo, foram investigados, de abril a dezembro do ano passado, 103 casos de Maria da Penha e 12 de estupro de vulnerável, com 65 agressores indiciados.

Grupo “As Guardiãs”: Delegada Patrícia Aguiar e outras agentes. | Imagem: Polícia Civil de Arraial do Cabo.

“Eu e minha equipe assumimos Arraial do Cabo com uma missão pessoal de combater os crimes contra vítimas especiais, atacar o tráfico de drogas e investigar esquemas de fraudes, principalmente, envolvendo bens públicos, o que afeta toda a sociedade. Acreditamos que conseguimos alcançar nossos objetivos. Estreitamos os laços com a Polícia Militar e com o Ministério Público e, graças à troca de informações entre as instituições e à parceria da delegacia com a 6a Companhia da Polícia Militar, conseguimos prender mais de 120 pessoas, em menos de um ano”, disse Patrícia Aguiar.

A transição de comando na delegacia de Arraial acontecerá nesta quinta-feira (25), às 11h.

Comentários