Cidades do interior do Rio ainda estudam possibilidade de realizar o Carnaval, exceto Maricá que já suspendeu a festa

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Prefeitura do Rio cancelou na terça-feira (4) os desfiles dos blocos rua, mas os das escolas de samba seguem mantidos

Faltando um pouco mais de um mês, a realização da festa de Carnaval 2022 ainda é uma incógnita para muitas cidades do interior do Rio, não para Maricá, que divulgou na terça-feira (4) a suspensão da programação oficial devido aos riscos de aumento de casos da variante ômicron no Rio de Janeiro. Os municípios de Cabo Frio, Rio das Ostras, São Pedro da Aldeia seguem acompanhando os índices epidemiológicos para então definir se haverá ou não a festa, e se houver qual planejamento será feito. A Prefeitura do Rio cancelou os desfiles dos blocos de rua, mas os das escolas de samba seguem mantidos.

Na noite desta terça, começou a circular em Cabo Frio o cancelamento dos blocos de rua na cidade. Mas, na manhã desta quarta-feira (5), a assessoria disse que nada foi definido e que a possibilidade de realização do Carnaval está em análise conjunta com outros municípios da região.

Publicidade

“Ainda não há uma definição sobre a realização da programação em vias públicas. O cenário epidemiológico vem sendo monitorado de forma constante, levando em consideração diversos dados como o número de casos, internações e óbitos causados pela doença, as novas variantes do coronavírus e o avanço da vacinação. Todas as definições podem ser revistas a qualquer momento, até a chegada do período carnavalesco”, disse a nota.

A Prefeitura de Rio das Ostras disse que neste momento não tem previsão de realização de eventos públicos no Carnaval 2022. “Ainda estão sendo avaliados os índices de Saúde para outras definições”.

São Pedro da Aldeia também estuda o cenário municipal e disse que na próxima semana será convocado o Gabinete de Crise para analisar os dados da Covid-19. “Após esta reunião, o município terá uma posição definitiva sobre a realização do Carnaval este ano”, disse a nota. Lembrando que o município foi o único a suspender a festa de Réveillon na Região dos Lagos.

Macaé disse que “o assunto segue sendo discutido internamente e, também, com instâncias municipais, como a Saúde, Vigilância Sanitária e Secretaria de Cultura e Turismo”. A Prefeitura de Arraial do Cabo ainda avalia se haverá festejos de rua durante o período de carnaval. 

Cancelado os blocos de rua da cidade do Rio

Horas depois do cancelamento da programação oficial de Maricá, foi a vez do prefeito do Rio, Eduardo Paes, fazer o anúncio da suspensão desse ano dos blocos de rua. O comunicado foi durante uma transmissão ao vivo em seu canal no YouTube após reunião com representantes dos blocos. O chefe do executivo da cidade maravilhosa disse que devido ao aumento de positividade de testes para a Covid-19 na cidade e dos três casos confirmados da nova variante ômicron, além dos 180 que estão sob investigação, o Carnaval de rua, nos moldes que eram feitos até 2020, não acontecerá em 2022.

O prefeito do Rio, Eduardo Paes, fez uma transmissão ao vivo em seu canal no YouTube após reunião com representantes dos blocos. Foto: reprodução internet

Eduardo Paes disse durante a transmissão, acompanhado do secretário de Saúde, Daniel Soranz, e da presidente da Riotur, Daniela Maia, que ofereceu uma alternativa, de escolher três locais fechados na cidade, para realizar o desfile dos principais blocos, mas de acordo com o prefeito a Liga não aceitou bem a proposta.

“Propus que nós levássemos esses blocos para três pontos da cidade onde nós pudéssemos estabelecer controle, como passaporte vacinal, testagem, e gratuitamente oferecesse um carnaval, para manter a cadeia produtiva dos blocos, o dinheiro que gera, as pessoas que emprega, e ao mesmo tempo permitir que a população pudesse desfrutar de um carnaval de graça, sem nenhum tipo de cobrança”, explicou.

O desfile das escolas de samba na Marquês da Sapucaí segue confirmado. O prefeito lembrou que o carnaval no Rio de Janeiro tem três manifestações principais: os bailes, os desfiles no Sambódromo e os blocos de rua. Nos dois primeiros é possível estabelecer um controle, enquanto no terceiro fica praticamente inviável.

“Nós vamos estabelecer os protocolos do carnaval na Sapucaí, que está confirmado. Lá, podemos estabelecer controles efetivos. De certa maneira, isso também vale para as festas em espaço fechado, é possível fazer um controle. O carnaval de rua, pela sua própria natureza e aspecto democrático, gera a impossibilidade de exercer qualquer tipo de fiscalização”, afirmou o prefeito.

O carnaval dos blocos de rua, como o de 2020, não será realizado em 2022 – Arquivo/Prefeitura do Rio
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Últimas Notícias

MEIO AMBIENTE

Audiência Pública discute expansão do estacionamento do Shopping Park Lagos

GRAN CINE BARDOT

Último fim de semana do Festival de Cinema Italiano em Búzios

ENSINO SUPERIOR

Chegada de universidades públicas pode colocar Cabo Frio na rota das cidades universitárias

FESTA DA PADROEIRA

Programação Popular da Festa da Padroeira começa nesta sexta-feira (12), em Cabo Frio

NEGÓCIOS E NETWORK

Associação de Hotéis de Cabo Frio prepara 4ª edição da feira de fornecedores da hotelaria e gastronomia

DESEMPREGO

Setor de petróleo e gás em Macaé perde quase 17 mil empregos entre 2014 e 2022