Menu

Cidades

Ciclistas noruegueses cruzam Maricá rumo a Búzios

Grupo chegou por Itaipuaçu e passou por outras áreas da cidade rumo a Búzios, na Região dos Lagos
Divulgação:Topeak
Divulgação:Topeak

Maricá recebeu nesta terça-feira (5) a visita de um grupo de 15 cicloturistas noruegueses que estão cruzando o litoral do estado do Rio de Janeiro pela chamada rota ‘Charles Darwin’. O trajeto se inicia em Niterói, passando por Maricá, e vai até Armação dos Búzios (na Região dos Lagos).

Os turistas nórdicos passaram por Itaipuaçu, restinga, Barra, Centro e região litorânea. Nesta quarta (6), eles seguem para Ponta Negra, pela RJ-118 até a RJ-106 para uma visita ao Espraiado, onde haverá um piquenique. Já na quinta-feira (7), o grupo deixa a cidade pela manhã em direção a Jaconé e Saquarema.

Os ciclistas entraram na área do município por Itaocaia Valey, onde conheceram a famosa fazenda em que o naturalista inglês se hospedou. Em seguida, o grupo pedalou pelo bairro de Itaipuaçu até a orla, beirando o calçadão até a restinga e subindo o Boqueirão até Araçatiba, onde pararam para o almoço. Depois passaram pelo Centro e, novamente, pela Barra para seguir pela orla.

A visita tem apoio da Prefeitura de Maricá com intuito de promover a rota e, através dela, estimular a proposta cicloturística ligando Rio/Niterói a Búzios por diferentes caminhos, incrementando assim o fluxo e permanência de visitantes pelos municípios de Niterói, Maricá, Saquarema, Araruama, Iguaba, São Pedro da Aldeia, Arraial do Cabo, Cabo Frio e Búzios.

A viagem do grupo foi intermediada pela agência de turismo Terra Brasilis, que mostra as atrações turísticas das cidades da rota. A agência vende a imagem de Maricá no exterior como a ‘cidade vermelha’, em que os projetos sociais implementados pelo governo se tornaram um atrativo.

“Eles vêm conhecer a cidade e suas belezas, mas também vêm para conhecer os projetos como a moeda social, os ônibus tarifa zero e as bicicletas gratuitas, o que interessa diretamente a eles, que percebem como Maricá é um lugar diferenciado”, revelou Evandro Sathler, servidor da Escola de Administração de Maricá (EMAR) que também foi guia do grupo no passeio.

O forte calor por volta dos 35 graus exigiu algumas pausas no percurso, mas não tirou o ânimo dos cicloturistas.

“Na Noruega, a temperatura está em torno de 2 graus neste momento, faz muito frio lá agora, o oposto daqui. Mas aqui tem esse mar lindo, as árvores, todo esse clima que é ótimo mesmo muito quente. A cidade é muito bonita e tem benefícios para a população. Gostei muito de vir”, garantiu a projetista Vivian Andersen, de 56 anos.

O cicloturismo é uma das atividades turísticas que mais cresce no mundo em razão da sustentabilidade, estimulando as cidades a desenvolverem a ciclomobilidade, incorporando a malha de ciclovias na atividade turística.

O município de Maricá vem investindo fortemente na expansão da malha ciclística, além de ter criado a ciclorrota Charles Darwin no âmbito do município. Por consequência, esta iniciativa estimula a promoção de mais operações do turismo com bicicletas na cidade.

Ciclistas noruegueses cruzam Maricá rumo a Búzios

Grupo chegou por Itaipuaçu e passou por outras áreas da cidade rumo a Búzios, na Região dos Lagos
Divulgação:Topeak
Divulgação:Topeak

Maricá recebeu nesta terça-feira (5) a visita de um grupo de 15 cicloturistas noruegueses que estão cruzando o litoral do estado do Rio de Janeiro pela chamada rota ‘Charles Darwin’. O trajeto se inicia em Niterói, passando por Maricá, e vai até Armação dos Búzios (na Região dos Lagos).

Os turistas nórdicos passaram por Itaipuaçu, restinga, Barra, Centro e região litorânea. Nesta quarta (6), eles seguem para Ponta Negra, pela RJ-118 até a RJ-106 para uma visita ao Espraiado, onde haverá um piquenique. Já na quinta-feira (7), o grupo deixa a cidade pela manhã em direção a Jaconé e Saquarema.

Os ciclistas entraram na área do município por Itaocaia Valey, onde conheceram a famosa fazenda em que o naturalista inglês se hospedou. Em seguida, o grupo pedalou pelo bairro de Itaipuaçu até a orla, beirando o calçadão até a restinga e subindo o Boqueirão até Araçatiba, onde pararam para o almoço. Depois passaram pelo Centro e, novamente, pela Barra para seguir pela orla.

A visita tem apoio da Prefeitura de Maricá com intuito de promover a rota e, através dela, estimular a proposta cicloturística ligando Rio/Niterói a Búzios por diferentes caminhos, incrementando assim o fluxo e permanência de visitantes pelos municípios de Niterói, Maricá, Saquarema, Araruama, Iguaba, São Pedro da Aldeia, Arraial do Cabo, Cabo Frio e Búzios.

A viagem do grupo foi intermediada pela agência de turismo Terra Brasilis, que mostra as atrações turísticas das cidades da rota. A agência vende a imagem de Maricá no exterior como a ‘cidade vermelha’, em que os projetos sociais implementados pelo governo se tornaram um atrativo.

“Eles vêm conhecer a cidade e suas belezas, mas também vêm para conhecer os projetos como a moeda social, os ônibus tarifa zero e as bicicletas gratuitas, o que interessa diretamente a eles, que percebem como Maricá é um lugar diferenciado”, revelou Evandro Sathler, servidor da Escola de Administração de Maricá (EMAR) que também foi guia do grupo no passeio.

O forte calor por volta dos 35 graus exigiu algumas pausas no percurso, mas não tirou o ânimo dos cicloturistas.

“Na Noruega, a temperatura está em torno de 2 graus neste momento, faz muito frio lá agora, o oposto daqui. Mas aqui tem esse mar lindo, as árvores, todo esse clima que é ótimo mesmo muito quente. A cidade é muito bonita e tem benefícios para a população. Gostei muito de vir”, garantiu a projetista Vivian Andersen, de 56 anos.

O cicloturismo é uma das atividades turísticas que mais cresce no mundo em razão da sustentabilidade, estimulando as cidades a desenvolverem a ciclomobilidade, incorporando a malha de ciclovias na atividade turística.

O município de Maricá vem investindo fortemente na expansão da malha ciclística, além de ter criado a ciclorrota Charles Darwin no âmbito do município. Por consequência, esta iniciativa estimula a promoção de mais operações do turismo com bicicletas na cidade.

NOTÍCIAS DE GRAÇA NO SEU CELULAR

A Prensa está sempre se adaptando às novas ferramentas de distribuição do conteúdo produzido pela nossa equipe de reportagem. Você pode receber nossas matérias através da comunidade criada nos canais de mensagens eletrônicas Whatsaap e Telegram. Basta clicar nos links e participar, é rápido e você fica por dentro do que rola na Região dos Lagos do Rio de Janeiro.

Faça parte da nossa comunidade no Whatsapp e Telegram:

Se você quer participar do nosso grupo, a gente vai te contar como vai ser agorinha mesmo. Se liga:

  • As nossas matérias chegam pra você a cada 1h, de segunda a sábado. Informações urgentes podem ser enviadas a qualquer momento.
  • Somente os administradores podem mandar os informes e realizar alterações no grupo. Além disso, estamos sempre monitorando quem são os participantes.
  • Caso tenha alguma dificuldade para acessar o link das matérias, basta adicionar o número (22) 99954-6926 na sua lista de contatos.

Nos ajude a crescer, siga nossas redes Sociais: Facebook, Instagram, Twitter e Tik Tok e Youtube

Veja Também

Rede de Hotel possui unidade em Angra dos Reis

Práticas de IA generativa são aplicadas no audiovisual

Empresa esclarece as diferenças entre os cabos elétricos de 750 V e os de 1 kV

Race kart da Elevar Energia destaca eixo social do ESG

Coluna da Angela

A reprodução parcial deste conteúdo por veículos de comunicação é permitida desde que contenha crédito à Prensa de Babel na abertura do
texto, bem como LINK para o site "www.prensadebabel.com.br"
A supressão da fonte pode implicar em medidas de acordo com a lei de direitos autorais.