Choveu 230 milímetros no espaço de três dias; média anual de Búzios é de 700 milímetros

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

As últimas chuvas que caíram em Búzios foram suficientes para alagar alguns pontos da cidade. De acordo com a estação de meteorologia do Búzios Golf Club Resort, choveu 40 milímetros em pouco mais de três horas na noite deste domingo, 15.  Na última quinta-feira, 12, choveu 120 milímetros de dia (em menos de duas horas) e mais 70 a noite. Para se ter uma ideia, a média anual de Búzios é de 700 milímetros. Foram 230 milímetros de chuva no espaço de três dias!

Além dos alagamentos – a maior parte secou logo após as chuvas – alguns ainda estão alagados, o que mais preocupa é o transbordamento de esgoto junto às águas fluviais. Na altura do Porto da Barra, na Av José Bento Ribeiro Dantas, há um extravasamento de esgoto histórico, basta chover um pouco e, entra governo sai governo, o bueiro que fica bem em cima da faixa de pedestres em frente ao Colégio Nicomedes transborda uma água escura e fétida.  A quantidade que escorre pela rua a fora, tomando conta do acostamento e da baía dos ônibus e vans, é tanta que impede que se passe pela faixa, obrigando os pedestres a se arriscarem entre os carros para atravessar a rua – muitos desses, crianças e adolescentes da escola já citada.

A Prolagos, concessionária de água e esgoto da Região, em resposta ao questionamento de nossa equipe soltou uma nota informando “que o vazamento é proveniente da rede de drenagem que possui captação a tempo seco, cuja responsabilidade de manutenção é da Prefeitura. A concessionária ressalta ainda que realiza vistorias diárias nos sistemas de coleta e tratamento de esgoto em todos os municípios da área de concessão, e que não foi detectada nenhuma obstrução ou qualquer alteração na rede coletora de esgoto daquele local”.

Publicidade

Deixando claro o quanto problema é antigo, no final do ano passado teve uma chuvinha e o mesmo bueiro também transbordou a água suspeita.  Sobre isso a Prolagos, no ano passado, dia 04 de dezembro, mandou uma equipe técnica da concessionária foi deslocada para a Avenida José Bento Ribeiro Dantas, em Búzios, para realizar os reparos necessários na rede coletora de esgoto. A empresa ressaltou a época que trabalhava na manutenção corretiva e preventiva da rede de esgoto do local, eliminando pontos de obstrução e assoreamentos. A companhia esclareceu ainda que estão sendo executadas obras de implantação de uma Estação Elevatória (EEE) que bombeia o esgoto para a Estação de Tratamento, o eu  acabaria com aquele ponto e alagamento. Sobre o sistema de drenagem, a Prolagos informa que a manutenção é de responsabilidade do município.

Um sistema revolucionário de drenagem – ao menos pra Búzios, que ainda não pode ser experimentado

Em 2013 a prefeitura de Búzios começou uma obra de colocação de grandes manilhas que prometiam acabar com os alagamentos no trecho da Rua Celestes da Costa, Linguiça, e o trecho em frente ao Colégio Nicomedes e Porto da Barra.  As manilhas foram colocadas, em alguns trechos tiveram de passar por dentro de quintais, no entanto paira a dúvida de muitos se o sistema aparentemente revolucionário de drenagem está ou não funcionando. A resposta é não. Realmente mesmo com as manilhas já colocadas no local, e nível de alagamentos na área em questão ter diminuído, o sistema está parado. O motivo, de acordo com a Prefeitura, é um embargo judicial realizado por um condomínio próximo da área da praia de Manguinhos onde desaguaria o resultado das chuvas coletadas pelo sistema de drenagem. Tentamos, através do contato com a Comunicação da Prefeitura, saber o nome do condomínio e fomos encaminhados ao secretário de obras, mas também não pode nos fornecer a informação.

O rio fétido que desagua na Praia do Canto – centro de Búzios, quando chove

“A água escura trata-se de água da chuva misturada ao material sedimentado na tubulação, podendo ser resultado de possíveis ligações clandestinas e que o vazamento na Praia do Canto, em Búzios, é proveniente da rede de drenagem da chuva do município, cuja manutenção e fiscalização é de responsabilidade da Prefeitura”, afirma a Prolagos sobre os vídeos que circulam na internet sempre que chove forte na Cidade e é certo que haverá a cena de um rio de cor escura e cheiro ruim escorrendo em direção a um cartão postal da cidade onde os turistas embarcam para passeios de escuna ou retornar ao transatlânticos.

Novamente a empresa volta a afirmar que atuará em parceria com o poder concedente, apoiando as ações de manutenção das redes de drenagem, e esclarece ainda “que o bairro Centro, no município de Búzios, possui rede separadora de esgoto, ou seja, uma rede exclusiva que coleta e encaminha o esgoto para a Estação de Tratamento (ETE) da concessionária”.

https://prensadebabel.com.br/index.php/2017/01/18/o-extravazamente-historico-de-um-bueiro-na-avenida-jose-bento-ribeiro-dantas/

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Últimas Notícias

DESEMPREGO

Setor de petróleo e gás em Macaé perde quase 17 mil empregos entre 2014 e 2022

Esporte e Meio Ambiente

Saquarema reúne atividades esportivas e preservação ambiental em um dos maiores festivais aquáticos

PRÊMIO DA ALERJ

Vereadora Iza Vicente será homenageada pela Alerj com o prêmio Dandara

META ALCANÇADA

Molon arrecada R$100 mil e atinge primeira meta da vaquinha virtual

ERRAMOS: Comunidade Quilombola de Baía Formosa, em Búzios, vai finalmente receber o direito às terras

TRISTEZA NA ALDEIA

Prefeitura de São Pedro da Aldeia confirma morte de frentista vítima de acidente em posto de combustível