Menu

Cidades

Câmara propõe proibir empresas investigadas em CPI de participarem de licitação

Câmara licitação

 

Na sessão legislativa de terça-feira(6), foi apresentado pela vereadora Gladys Nunes proposta propondo a proibição das empresas envolvidas na CPI do BO – que apurou fraudes nas publicações dos Editais de Licitação – de licitar junto ao município. Propõe ainda a suspensão do pagamento das referidas empresas que ainda sejam detentoras de contratos junto ao município.

Conforme o projeto, o não cumprimento desta lei implicará em ato de improbidade administrativa nos termos da Lei no 8.429, de 2 de junho de 1992; e atos ilícitos alcançados pela Lei no 8.666, de 21 de junho de 1993, ou outras normas de licitações e contratos da administração pública, inclusive no tocante ao Regime Diferenciado de Contratações Públicas ­ RDC instituído pela Lei no 12.462, de 4 de agosto de 2011.

O projeto de lei 39/2017 foi encaminhado à Comissão de Constituição e Justiça e Redação para análise quanto a sua constitucionalidade. Além desse encaminhamento, dois projetos do prefeito André Granado  foram encaminhados à CCJ. Eles visam vetar as proposições que tratam de obrigar a comunicação imediata da ocorrência de reboque de carros à Secretaria Municipal de Segurança Pública e Serviços Públicos e de criar a política de fomentação à economia solidária, ambos de autoria do vereador Dida Gabarito.

 

NOTÍCIAS DE GRAÇA NO SEU CELULAR

A Prensa está sempre se adaptando às novas ferramentas de distribuição do conteúdo produzido pela nossa equipe de reportagem. Você pode receber nossas matérias através da comunidade criada nos canais de mensagens eletrônicas Whatsaap e Telegram. Basta clicar nos links e participar, é rápido e você fica por dentro do que rola na Região dos Lagos do Rio de Janeiro.

Faça parte da nossa comunidade no Whatsapp e Telegram:

Se você quer participar do nosso grupo, a gente vai te contar como vai ser agorinha mesmo. Se liga:

  • As nossas matérias chegam pra você a cada 1h, de segunda a sábado. Informações urgentes podem ser enviadas a qualquer momento.
  • Somente os administradores podem mandar os informes e realizar alterações no grupo. Além disso, estamos sempre monitorando quem são os participantes.
  • Caso tenha alguma dificuldade para acessar o link das matérias, basta adicionar o número (22) 99954-6926 na sua lista de contatos.

Nos ajude a crescer, siga nossas redes Sociais: Facebook, Instagram, Twitter e Tik Tok e Youtube

Veja Também

Cinco membros da Loja Maçônica de Búzios foram elevados ao grau de Mestre

Lançada segunda edição em espanhol de “Búzios Espiritualidade” na Feira do Livro de Buenos Aires

Flower no Tawa Beach celebra os anos de 1970 a 1990 com a DJ Help

Moradores de Manguinhos terão 30 dias para conectar-se à rede de esgoto