Búzios terá associação dos produtores de maconha para uso medicinal

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

 

maconha-canabidiol
A Maconha pode ser usada como planta medicinal para diminuir a dor crônica, combater crises de epilepsia, sendo útil para ajudar a tratar diversas doenças como Síndrome de Hett, Alzheimer, Depressão e Esclerose múltipla. Além disso, a Maconha pode ainda ser usada para outros fins, como para diminuir os efeitos da quimioterapia e da radioterapia em pacientes com câncer, por exemplo. O nome cientifico da Maconha é Cannabis sativa L., e esta planta apenas deve ser consumida em forma de medicamento, de acordo com indicação médica. Para que serve a maconha Sobre indicação do médico, a maconha medicinal pode ser usada no alivio da dor forte e crônica, e no tratamento de diversos problemas e doenças como Alzheimer, epilepsia, dor, glaucoma, síndrome de Tourette, esclerose múltipla, espasticidade, náuseas e vômitos causados pela quimioterapia, anorexia e fraqueza e cansaço extremo em pacientes com Aids.

Está tudo pronto para a criação da Associação dos Produtores de Cannabis para uso Medicinal do Município de Armação dos Búzios. A notícia foi dada pelo advogado, jornalista,  e ativista Hamber carvalho, que é morador de Búzios, e que milita há anos no estado do Rio por diversas causas de interesse da sociedade e nos últimos anos tem levantado o debate sobre a legalização da maconha e a descriminalização das drogas no país como forma de diminuir a violência.

De acordo com Hamber, a assembléia de fundação  será na segunda quinzena de maio deste ano.

Hamber é responsável pela  elaboração e fundação da maioria das associações do município, e seu importante papel como advogado, também jornalista, e ativista,  já foi reconhecido pela Câmara de Vereadores da  cidade,  que concedeu a ele, que é carioca, o título de cidadão buziano.

Publicidade

Hamber também é o principal responsável pela elaboração da Feira Periurbana de Búzios, um verdadeiro sucesso.

https://prensadebabel.com.br/index.php/2016/12/26/o-problema-nao-e-o-lixo-e-comunicacao/

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Últimas Notícias

Procon de Búzios autua e notifica posto por aumento de combustível

O hoteleiro Carlos Cunha assume cargo de
coordenador estadual de turismo da região da Costa do Sol

Ex-bbb, Juliette Freire, a nova Nazaré Tedesco

Sextou com uma notícia maravilhosa para o bolso dos cidadãos do estado do Rio de Janeiro

Cinco atrizes com histórias em Búzios

Shopping Park Lagos, em Cabo Frio, promove Festival de Tênis de Mesa neste fim de semana