Menu

Cidades

Búzios sofre com falta de energia elétrica após ventos fortes e chuvas do fim de semana

Moradores relatam demora para restabelecimento da energia elétrica em diversos bairros da cidade. Presidente da Câmara, Vereador Rafael Aguiar, propõe CPI para investigar esses problemas persistentes.
enel búzios

A cidade de Búzios enfrenta momentos difíceis após os fortes ventos e chuvas deste domingo (19). Moradores reclamam da falta de energia elétrica e demora para restabelecimento do serviço.

Neste domingo (19), o presidente da Câmara Municipal, o Vereador Rafael Aguiar, publicou um vídeo nas redes sociais expressando a preocupação e indignação diante da situação.

“Como vereador, é decepcionante ver a população de Búzios sofrendo devido aos erros recorrentes das concessionárias de energia elétrica e água,” disse Aguiar.

O vereador destacou que não permitirá que a cidade arque com as consequências dessas falhas e assumiu a responsabilidade em nome do povo, mesmo diante das limitações legislativas perante as concessões. Aguiar anunciou a intenção de abrir uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) na Câmara Municipal para investigar os problemas persistentes, afirmando que não podem ser atribuídos apenas à falta de preparo ou incompetência.

“Pretendemos abrir uma CPI na Câmara para investigar esses problemas persistentes, pois não podem ser atribuídos apenas à falta de preparo ou incompetência. Essas questões afetam nosso município a cada verão, e é hora de buscar soluções efetivas,” declarou o vereador.

Ele pediu a colaboração dos moradores, solicitando o envio de protocolos, informações sobre eletrodomésticos que queimaram, locais sem água, entre outros, através do número (22) 9-9817-6682.

Em nota, a concessionária responsável pela distribuição de energia elétrica em Búzios, a Enel Distribuição Rio, afirmou que não há desarme significativo no momento na região, mas reconheceu uma elevação devido às chuvas e rajadas do último sábado (18/11). A empresa assegurou que está com sua estrutura triplicada para normalizar os clientes com maior tempo sem fornecimento.

A Enel também mencionou que criou uma célula de callback exclusiva para Búzios, visando ser mais assertiva possível nos atendimentos diante do aumento das reclamações. A empresa ressaltou que as queixas envolvem diversos motivos, como falta de fornecimento, solicitação de poda e oscilação de energia.

Búzios sofre com falta de energia elétrica após ventos fortes e chuvas do fim de semana

Moradores relatam demora para restabelecimento da energia elétrica em diversos bairros da cidade. Presidente da Câmara, Vereador Rafael Aguiar, propõe CPI para investigar esses problemas persistentes.
enel búzios

A cidade de Búzios enfrenta momentos difíceis após os fortes ventos e chuvas deste domingo (19). Moradores reclamam da falta de energia elétrica e demora para restabelecimento do serviço.

Neste domingo (19), o presidente da Câmara Municipal, o Vereador Rafael Aguiar, publicou um vídeo nas redes sociais expressando a preocupação e indignação diante da situação.

“Como vereador, é decepcionante ver a população de Búzios sofrendo devido aos erros recorrentes das concessionárias de energia elétrica e água,” disse Aguiar.

O vereador destacou que não permitirá que a cidade arque com as consequências dessas falhas e assumiu a responsabilidade em nome do povo, mesmo diante das limitações legislativas perante as concessões. Aguiar anunciou a intenção de abrir uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) na Câmara Municipal para investigar os problemas persistentes, afirmando que não podem ser atribuídos apenas à falta de preparo ou incompetência.

“Pretendemos abrir uma CPI na Câmara para investigar esses problemas persistentes, pois não podem ser atribuídos apenas à falta de preparo ou incompetência. Essas questões afetam nosso município a cada verão, e é hora de buscar soluções efetivas,” declarou o vereador.

Ele pediu a colaboração dos moradores, solicitando o envio de protocolos, informações sobre eletrodomésticos que queimaram, locais sem água, entre outros, através do número (22) 9-9817-6682.

Em nota, a concessionária responsável pela distribuição de energia elétrica em Búzios, a Enel Distribuição Rio, afirmou que não há desarme significativo no momento na região, mas reconheceu uma elevação devido às chuvas e rajadas do último sábado (18/11). A empresa assegurou que está com sua estrutura triplicada para normalizar os clientes com maior tempo sem fornecimento.

A Enel também mencionou que criou uma célula de callback exclusiva para Búzios, visando ser mais assertiva possível nos atendimentos diante do aumento das reclamações. A empresa ressaltou que as queixas envolvem diversos motivos, como falta de fornecimento, solicitação de poda e oscilação de energia.

NOTÍCIAS DE GRAÇA NO SEU CELULAR

A Prensa está sempre se adaptando às novas ferramentas de distribuição do conteúdo produzido pela nossa equipe de reportagem. Você pode receber nossas matérias através da comunidade criada nos canais de mensagens eletrônicas Whatsaap e Telegram. Basta clicar nos links e participar, é rápido e você fica por dentro do que rola na Região dos Lagos do Rio de Janeiro.

Faça parte da nossa comunidade no Whatsapp e Telegram:

Se você quer participar do nosso grupo, a gente vai te contar como vai ser agorinha mesmo. Se liga:

  • As nossas matérias chegam pra você a cada 1h, de segunda a sábado. Informações urgentes podem ser enviadas a qualquer momento.
  • Somente os administradores podem mandar os informes e realizar alterações no grupo. Além disso, estamos sempre monitorando quem são os participantes.
  • Caso tenha alguma dificuldade para acessar o link das matérias, basta adicionar o número (22) 99954-6926 na sua lista de contatos.

Nos ajude a crescer, siga nossas redes Sociais: Facebook, Instagram, Twitter e Tik Tok e Youtube

Veja Também

Taxa de Absenteísmo alta traz prejuízos em empresas

Medicamento mais estudado do mundo celebra 125 anos

Exposição Internacional convoca indústria de base florestal

Asma continua causando número elevado de mortes no Brasil

Coluna da Angela

A reprodução parcial deste conteúdo por veículos de comunicação é permitida desde que contenha crédito à Prensa de Babel na abertura do
texto, bem como LINK para o site "www.prensadebabel.com.br"
A supressão da fonte pode implicar em medidas de acordo com a lei de direitos autorais.