Butantan esclarece quebra de acordo com prefeituras da Costa do Sol

Instituto explica quebra no acordo com as Prefeituras do interior do Estado para a compra de vacinas contra o Covid-19. Doses serão distribuídas pelo Ministério da Saúde

Nesta terça-feira (19), os municípios da Costa do Sol começaram a receber as doses da CoronaVac, vacina aprovada pela Anvisa para uso emergencial na imunização contra o Covid-19. Desde o final de 2020, algumas Prefeituras firmaram acordos com Instituto Butantan para a compra dos imunizantes, porém, algumas mudanças resultaram na quebra do trato.

Prefeituras como a de Macaé e Maricá apontaram a quebra do acordo em notas oficiais. Cidades como Búzios, Iguaba Grande, Arraial do Cabo e Rio das Ostras também firmaram negociações para compras de doses específicas das vacinas.

Questionado pela Prensa, o Instituto Butantan confirmou que havia firmado protocolos de intenções com estados e municípios de todo o país, visando o fornecimento da vacina contra o novo coronavírus. O Instituto explicou que, com a decisão do Ministério da Saúde de incorporar a CoronaVac ao PNI (Programa Nacional de Imunizações), o Butantan, “por força de contrato que possui cláusula de exclusividade” teve que encaminhar todas as doses à União.

Com a mudança, a distribuição dos imunizantes será realizada pelo PNI, em todo o território nacional.

Cidades como Búzios, Iguaba Grande, Macaé e Maricá deram início à vacinação nesta terça-feira (19). Os demais municípios da Costa do Sol têm previsão para o início da campanha nesta quarta-feira (20).

Comentários