Alerj destina R$ 20 milhões para reforma do Museu Nacional

A Assembleia Legislativa votou e aprovou hoje (04-08) a transferência de R$ 20 milhões de seu Fundo Especial à Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) para revitalização e reforma das instalações físicas do Museu Nacional. O Fundo foi aprovado pela Lei 8.731/2020, que trata da dotação orçamentária proveniente de superávit financeiro apurado em exercícios anteriores na Alerj. A ação passou a integrar o Plano Plurianual, no exercício de 2020.

“É a culminância de um conjunto de articulações da Comissão de Ciência e Tecnologia da Alerj com a URFJ, desde 2019, para um esforço de reconstrução do Museu Nacional, patrimônio arquitetônico, histórico, arqueológico e cultural da América Latina. O objetivo é restaurá-lo e colocá-lo à disposição da comunidade científica e da sociedade. É mais um elemento do processo de diálogo constante entre o Parlamento Fluminense e a comunidade científica do Rio”, afirmou o deputado estadual Waldeck Carneiro, um dos autores do PL e presidente da Comissão de Ciência e Tecnologia da Alerj.

Museu Nacional

O Museu Nacional, integrante do Fórum de Ciência e Cultura da Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ, é a mais antiga instituição científica do Brasil e era um dos maiores museus de história natural e de antropologia das Américas, abrigando um vasto acervo com mais de 20 milhões de itens catalogados divididos em coleções de ciências naturais e antropológicas, importantes registros da memória brasileira.

O edifício é tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN, e é de grande importância histórica para a população, pois além de ter sido foi fundado por D. João VI em 1818, foi o local onde a princesa Leopoldina assinou a Declaração de Independência do Brasil em 1822 e onde aconteceu a primeira Assembleia Constituinte da República que marcou o fim do Império no Brasil.

Incêndio

No dia 2 de setembro de 2018, um incêndio de grandes proporções atingiu a sede do Museu Nacional, destruindo quase a totalidade do acervo em exposição, uma perda inestimável para a formação cultural e histórica. Todas as peças herdadas da família imperial, o acervo mobiliário do 1o Reinado e tudo que estava no prédio principal, exceto meteoritos, foram perdidos.

O Museu Nacional vem sofrendo com a falta de recursos e ainda não recebeu parte das verbas prometidas por alguns órgãos. O custo estimado para a reconstrução do palácio é de R$ 300 milhões, sendo que os valores que a instituição recebeu desde a tragédia somam cerca de R$ 160 milhões, que foram distribuídos em obras emergenciais do edifício, a construção de um novo campus acadêmico e administrativo, o resgate do acervo atingido pelo fogo e reformas de outros prédios.

PRENSA 970X250 GOOGLE CONTEMPLADO INTERTEXTO BARRA
Comentários

Windows Lizenz Windows 10 Lizenz Office 2019 Lizenz Kaufen Office 365 kaufen Windows 10 Home kaufen Office 2016 kaufen windows 10 satın al windows 10 pro satın al