Menu

Cidades

Home care se torna alternativa de segurança para idosos

Home care se torna alternativa de segurança para idosos
Home care se torna alternativa de segurança para idosos

A saúde mental, alimentação, prática de atividades físicas, cuidados com o calor, periodicidade de remédios, esses são alguns dos muitos cuidados que um idoso deve ter no dia a dia. O Ministério da Saúde afirma que 70% das quedas em idosos ocorrem dentro de casa. Com pessoas acima de 80 anos, a mortalidade associada a quedas chega a ser seis vezes maior do que com aqueles até 65 anos. Elementos considerados simples, como a organização da residência, podem também diferenciar os principais fatores para uma melhor qualidade de vida ao idoso.

Paralelo a isso, existe o imediatismo  do dia a dia que faz com que muitos familiares não tenham tempo hábil suficiente para cuidar do seu ente querido. Nesse cenário, o home care para idosos vem ganhando espaço, mas ainda assim é desconhecido pelo grande público.

“O home care busca levar até a casa do idoso um profissional devidamente qualificado para cuidar do mesmo. É um atendimento personalizado no qual o enfermeiro acompanha a rotina do idoso e conhece de perto todos os cuidados e desafios daquele paciente em si. É uma solução que auxilia no tratamento do idoso oferecendo uma maior tranquilidade à família”, comenta Rachel Menezes, fundadora da Cia Cuidadores, rede de franquias especializada em home care para idosos que está em expansão.

Segundo informações da divisão de Características Gerais dos Domicílios e dos Moradores 2022 da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) Contínua, divulgada em 2023 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o número de idosos no país representa 15,1% da população. Em 1980, somente 6,1% da população tinha mais de 60 anos. Em poucos décadas o percentual quase triplicou.

“O conhecimento técnico na área da saúde é importante para o cuidado diário ao idoso, mas mais do que isso, é necessário também a empatia, a paciência e o amor ao ser humano para ser um cuidador. A soma dessas características é o que faz o cuidador alcançar a sua excelência. Acreditamos plenamente que essa profissão será ainda mais valorizada com o passar dos anos, pois as pessoas irão entender o quanto a mesma é necessária para a sociedade”, finaliza a empresária.

Home care se torna alternativa de segurança para idosos

Home care se torna alternativa de segurança para idosos
Home care se torna alternativa de segurança para idosos

A saúde mental, alimentação, prática de atividades físicas, cuidados com o calor, periodicidade de remédios, esses são alguns dos muitos cuidados que um idoso deve ter no dia a dia. O Ministério da Saúde afirma que 70% das quedas em idosos ocorrem dentro de casa. Com pessoas acima de 80 anos, a mortalidade associada a quedas chega a ser seis vezes maior do que com aqueles até 65 anos. Elementos considerados simples, como a organização da residência, podem também diferenciar os principais fatores para uma melhor qualidade de vida ao idoso.

Paralelo a isso, existe o imediatismo  do dia a dia que faz com que muitos familiares não tenham tempo hábil suficiente para cuidar do seu ente querido. Nesse cenário, o home care para idosos vem ganhando espaço, mas ainda assim é desconhecido pelo grande público.

“O home care busca levar até a casa do idoso um profissional devidamente qualificado para cuidar do mesmo. É um atendimento personalizado no qual o enfermeiro acompanha a rotina do idoso e conhece de perto todos os cuidados e desafios daquele paciente em si. É uma solução que auxilia no tratamento do idoso oferecendo uma maior tranquilidade à família”, comenta Rachel Menezes, fundadora da Cia Cuidadores, rede de franquias especializada em home care para idosos que está em expansão.

Segundo informações da divisão de Características Gerais dos Domicílios e dos Moradores 2022 da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) Contínua, divulgada em 2023 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o número de idosos no país representa 15,1% da população. Em 1980, somente 6,1% da população tinha mais de 60 anos. Em poucos décadas o percentual quase triplicou.

“O conhecimento técnico na área da saúde é importante para o cuidado diário ao idoso, mas mais do que isso, é necessário também a empatia, a paciência e o amor ao ser humano para ser um cuidador. A soma dessas características é o que faz o cuidador alcançar a sua excelência. Acreditamos plenamente que essa profissão será ainda mais valorizada com o passar dos anos, pois as pessoas irão entender o quanto a mesma é necessária para a sociedade”, finaliza a empresária.

NOTÍCIAS DE GRAÇA NO SEU CELULAR

A Prensa está sempre se adaptando às novas ferramentas de distribuição do conteúdo produzido pela nossa equipe de reportagem. Você pode receber nossas matérias através da comunidade criada nos canais de mensagens eletrônicas Whatsaap e Telegram. Basta clicar nos links e participar, é rápido e você fica por dentro do que rola na Região dos Lagos do Rio de Janeiro.

Faça parte da nossa comunidade no Whatsapp e Telegram:

Se você quer participar do nosso grupo, a gente vai te contar como vai ser agorinha mesmo. Se liga:

  • As nossas matérias chegam pra você a cada 1h, de segunda a sábado. Informações urgentes podem ser enviadas a qualquer momento.
  • Somente os administradores podem mandar os informes e realizar alterações no grupo. Além disso, estamos sempre monitorando quem são os participantes.
  • Caso tenha alguma dificuldade para acessar o link das matérias, basta adicionar o número (22) 99954-6926 na sua lista de contatos.

Nos ajude a crescer, siga nossas redes Sociais: Facebook, Instagram, Twitter e Tik Tok e Youtube

Veja Também

BYD Introduz Novo Portfólio de Energia no The smarter E Europe e Comemora 1 Milhão de Sistemas BatteryBox Instalados

Empresa explica sobre como evitar a queda de tensão

Nova UTI pediátrica eleva o padrão de atendimento do ICIA

Plataforma gratuita e digital conecta empresas e refugiados a ofertas de emprego

Coluna da Angela

A reprodução parcial deste conteúdo por veículos de comunicação é permitida desde que contenha crédito à Prensa de Babel na abertura do
texto, bem como LINK para o site "www.prensadebabel.com.br"
A supressão da fonte pode implicar em medidas de acordo com a lei de direitos autorais.