blank
Publicidade

10 passeios imperdíveis para fazer em Maricá

[views count='0' print='1']

Brasil sobe no ranking de liberdade do consumidor de energia

Brasil sobe no ranking de liberdade do consumidor de energia
Brasil sobe no ranking de liberdade do consumidor de energia
blank

O Brasil demonstrou um progresso notável no ranking global de liberdade do consumidor de energia, marcando um avanço significativo na evolução do mercado energético do país. Esta melhoria é o resultado de medidas regulatórias inovadoras, implementadas pelo Ministério de Minas e Energia em 2018 e 2019, que expandiram o acesso dos consumidores ao mercado livre de energia elétrica.

Até 2019, somente aqueles com uma demanda energética superior a 3.000 kW tinham o direito de acessar o mercado livre. Contudo, a regulamentação foi progressivamente reduzida até 2023, quando o limite foi estabelecido em 500 kW, permitindo que uma parcela significativa dos consumidores brasileiros se beneficiasse dessa liberdade energética.

Apesar desses avanços, o Brasil ainda ocupa a 47ª posição em um ranking que inclui 56 países, revelando que há espaço para um maior crescimento nesse setor. Comparativamente, o país está atrás de nações como a Argentina, onde consumidores podem acessar o mercado livre com uma demanda acima de 300 kW, e em paridade com o Chile, onde consumidores com demanda superior a 500 kW já são elegíveis para o Ambiente de Contratação Livre (ACL).

Publicidade

Na liderança do ranking encontram-se nações como Japão, Coreia e diversos países europeus, que se destacam por terem alcançado a universalização ou ampliação do acesso aos mercados livres de energia elétrica, onde os consumidores podem negociar livremente sua energia.

De acordo com informações fornecidas pela Associação Brasileira dos Comercializadores de Energia (Abraceel), o Brasil está progredindo de maneira constante nos últimos anos para proporcionar aos consumidores de energia elétrica a liberdade de escolha, um direito que, em última análise, pode resultar em reduções de até 30% nas contas mensais de energia.

O Ranking Internacional de Liberdade de Energia Elétrica da Abraceel avalia o grau de liberalização do mercado de energia elétrica em países que implementaram algum nível de abertura, considerando também o tamanho do mercado, com base nos dados disponíveis no relatório anual da Agência Internacional de Energia (IEA).

Se o Brasil tivesse adotado um mercado livre de energia elétrica acessível a todos, algo que poderia ter sido implementado desde 2003, o país estaria classificado em 4º lugar, logo atrás da França.

Rodrigo Ferreira, presidente executivo da Abraceel, ressalta que, em 8 de julho deste ano, o Brasil completou 20 anos de atraso, referindo-se ao fato de que a Lei 9.074, de julho de 1995, estabeleceu um prazo de oito anos para a completa abertura do mercado de energia elétrica, o que deveria ter ocorrido em julho de 2003.

Ele ainda enfatiza que, em um cenário hipotético no qual todos os consumidores de energia tivessem a oportunidade de escolher migrar para o mercado livre em busca de preços mais baixos e outras vantagens, a economia agregada anual seria da ordem de R$ 35,8 bilhões, de acordo com um estudo conduzido pela entidade.

Este avanço no ranking global de liberdade do consumidor de energia confirma que o mercado livre de energia elétrica está trilhando o caminho para se tornar o futuro do setor energético no Brasil, oferecendo benefícios significativos para consumidores e a economia como um todo.

Para saber mais sobre o Mercado Livre de Energia e como ele funciona, o eBook “Entenda o Mercado Livre de Energia” está disponível gratuitamente para download no link: eBook “Entenda o Mercado Livre de Energia”

Para mais informações sobre o mercado elétrico brasileiro e como migrar para o Mercado Livre de Energia, basta acessar: www.novaenergia.com.br.

blank

DINO

Publicidade
blank

Mais Lidas

blank

‘Morte Materna Zero’ é tema de treinamento em Búzios

[views count="1" print="0"]
blank

Verão Búzios começa com shows de Carol Biazin e Sandra de Sá no Fishbone

[views count="1" print="0"]
blank

Maricá terá 19 palcos em diversos pontos de folia no Carnaval

[views count="1" print="0"]
blank

A maré tá boa pro Sapato, brother arremata ‘Poder Curinga’ da semana

[views count="1" print="0"]
blank

Procon de Cabo Frio fiscaliza cobrança de consumação mínima na Praia do Peró

[views count="1" print="0"]
blank

Ricardo Alface vence a prova do anjo e entrega monstro aos brothers Gabriel Santana e Domitila

[views count="1" print="0"]

BBB 24

blank

Expulsão Chocante: Wanessa Camargo deixa ‘BBB 24’ após confronto com Davi!

blank

Expulsão Chocante: Wanessa Camargo deixa ‘BBB 24’ após confronto com Davi!

blank
BBB 24

Lucas Henrique é o novo Líder

blank
BBB 24

Lucas Henrique é o novo Líder

blank
BBB 24

Rodriguinho é o décimo eliminado do reality

blank
BBB 24

Rodriguinho é o décimo eliminado do reality

blank
BBB 24

Fernanda, Lucas Henrique e Rodriguinho formam a décima berlinda

blank
BBB 24

Fernanda, Lucas Henrique e Rodriguinho formam a décima berlinda

blank
BBB 24

Beatriz e Isabelle são a última dupla a deixar a Prova do Líder de Resistência do BBB 24

blank
BBB 24

Beatriz e Isabelle são a última dupla a deixar a Prova do Líder de Resistência do BBB 24

blank
BBB24

Deniziane é a nona eliminada do reality

blank
BBB24

Deniziane é a nona eliminada do reality

Últimas Notícias

Expulsão Chocante: Wanessa Camargo deixa ‘BBB 24’ após confronto com Davi!

Expulsão Chocante: Wanessa Camargo deixa ‘BBB 24’ após confronto com Davi!

Programa de Emagrecimento da Amil acompanhou 10 mil em 2023

Programa de Emagrecimento da Amil acompanhou 10 mil em 2023

Abrasel e Sebrae lançam cursos grátis para redução de custos

Abrasel e Sebrae lançam cursos grátis para redução de custos

Autora lança livro sobre os benefícios mentais da Yoga

Autora lança livro sobre os benefícios mentais da Yoga

ABIMAQ lança curso voltado para profissionais da área de energia eólica

ABIMAQ lança curso voltado para profissionais da área de energia eólica

Professores da rede municipal de Cabo Frio avaliam paralisação caso pagamento de salários não seja efetuado até o quinto dia útil de março

Professores da rede municipal de Cabo Frio avaliam paralisação caso pagamento de salários não seja efetuado até o quinto dia útil de março

Publicidade
blank

Veja também