NOVEMBRO AZUL

Pólis – Notas políticas da Babel nesta segunda (1)

A coluna de notas politicas da Prensa mudou de cara e de nome, agora é Pólis, mas as figurinhas continuam as mesmas e rendendo comentários. Fale com a redação – (22) 99287 – 8832.

Nada é suficiente? Ou, quem é Robson Oliveira?

Robson está em outra estação/ reprodução

Muito se fala sobre o radialista e vereador de Macaé, Robson Oliveira (PTB). Dizem que ele foi renegado por Silvinho Lopes ao manifestar interesse ao cargo de vice da chapa. Também tem a versão de que ele se aproxima do Dr. Aluízio para conseguir apoio para as pretensões políticas. Mas até agora nada é oficial, nem confirmado. Por isso, a Prensa foi atrás, falou com Robson Oliveira e descobriu:
Nada.
Robson disse que não sabe se vai se candidatar à prefeitura, se vai integrar a chapa de alguém como vice, nem se vai concorrer ao pleito como vereador. Ou seja, uma grande incógnita. Pelo menos até as convenções do partido em 16 de setembro.
Até lá nem prefeito, nem vice, nem vereador. Robson Oliveira não é nada.

Cenas dos próximos capítulos

Rumores de uma união ainda a se confirmar/ reprodução

O ex-secretário de saúde Iranildo Campos, conseguiu ser assunto duas vezes no mesmo dia em Cabo Frio. Pela manhã pediu exoneração da pasta. Bem emocionado, segundo a nota oficial da prefeitura. No fim da tarde, uma postagem intitulada “bomba” começou a circular pelos grupos de what’s app. Segundo a mensagem, ele teria deixado o cargo para coordenar a campanha de Dr. Serginho.

Célio Chapeta dançou

Chapeta, o pé de valsa/ reprodução

Parece que Celinho Chapeta não tem mais o apoio de Dr. Aluízio. Depois de muito mistério para escolher um nome para apoiar como sucessor, Celinho Chapeta foi o escolhido. Porém, parece que o “namoro” durou pouco. Dizem alguns rumores que a rejeição ao nome do pré-candidato seria o motivo para essa mudança e já que ele não teria uma boa perspectiva com os eleitores.
Para muitos, o fato de Dr. Aluízio não ‘subir no palanque’ de ninguém também pode ter contribuído para a baixa aceitação de Célio Chapeta como o ‘homem de Dr. Aluízio’. O atual prefeito tem grandes planos e por isso, não pode vincular sua imagem a de qualquer pré-candidato. Parece que Macaé é uma lagoa pequena para Aluízio e o político procura águas mais profundas. Dizem até que possa ser candidato a deputado (estadual ou federal?) e por isso tem estreitado laços com João Dória, governador de São Paulo. Porém, o sonho dourado do atual prefeito é ser governador e ele tem trabalhado para isso. Será que Macaé tem força para eleger um governador?
Em relação ao apoio de Dr. Aluízio para a corrida municipal, parece que existem conversas que Welberth Rezende possa ser o escolhido.

Evandro de Gladys

Nome de casa

Já consciente de que está fora da corrida eleitoral, Gladys não apenas estuda lançar novo nome do mesmo grupo político, mas de dentro da própria casa: seu marido. Evandro, que é ex-vereador, é o nome mais provável. O consenso é que ele não é tão popular quanto a esposa, o que já preocupa e muito os apoiadores, que sim, estão prestes (ao menos a maior parte) a debandar para outros grupos.

A saída pode ser que Evandro componha chapa como vice de alguns dos nomes mais propícios a vencer o pleito. Vamos pensar. Alexandre Martins não, pois troca farpas com Gladys dia sim, outro também, pelas redes sociais. Joãozinho não é disputado por ninguém devido à tímida repercussão da candidatura. Tolentino está fora do radar. Restam pro jogo três nomes: o jovem sargento Leandro, o veterano Henrique Gomes e também o novato Tom Viana . As conversas estão acontecendo, mas a data limite das convenções está cada vez mais próxima. Não há muito tempo a esperar e também não se sabe se o casal está mesmo com essa bola toda.

Comentários
Windows Lizenz Windows 10 Lizenz Office 2019 Lizenz Kaufen Office 365 kaufen Windows 10 Home kaufen Office 2016 kaufen