PF prende dois suspeitos de fraudes no auxílio emergencial em Cabo Frio

Operação efetuou 12 mandados de prisão e 77 ordens de busca e apreensão. As fraudes envolvem o auxílio emergencial e precatórios judiciais

Uma operação da Polícia Federal para investigar um esquema de fraudes no recebimento do auxílio emergencial culminou na prisão de duas pessoas suspeitas, em Cabo Frio.

A Polícia efetuou 12 mandados de prisão e 77 ordens de busca e apreensão em todo o país. A operação, denominada de “Et Caterva”, também investiga fraudes em precatórios judiciais.

No Rio de Janeiro, além de Cabo Frio, as equipes também foram a endereços em Iguaba Grande, Campos dos Goytacazes e na capital.

O benefício do auxílio emergencial é pago pelo governo federal desde 2020 a pessoas em situação vulnerável, para suprir os efeitos da pandemia de Covid-19.

esquema de corrupção

Segundo informações da Polícia, o esquema funcionava com a produção de documentos falsos, criados a partir de dados dos beneficiários dos precatórios e fotografias. A partir disso, os suspeitos iam aos bancos e faziam os saques.

Depois de levantar o valor de precatório, o total era distribuído por várias contas, em uma tentativa de ocultar a origem do dinheiro.

Assim que a Caixa suspendeu, temporariamente, o pagamento de precatórios, os criminosos foram atrás do auxílio emergencial.

De acordo com a PF, foram feitos 1.570 saques de benefícios, entre os meses de abril de 2020 e março de 2021.

O nome da operação, “Et Caterva”, é uma expressão pejorativa em latim que dá a ideia de um grupo de comparsas.

Comentários

Windows Lizenz Windows 10 Lizenz Office 2019 Lizenz Kaufen Office 365 kaufen Windows 10 Home kaufen Office 2016 kaufen lisans satın al office 2019 satın al follower kaufen instagram follower kaufen porno