Morador denuncia desorganização nos postos de vacinação contra a Covid-19 em Búzios

Idosos ficaram desde às 7h da manhã para pegar senha para vacinação contra a Covid-19 no posto da Rasa, em Búzios | Foto: Reprodução/Tauam Cardozo

Idosos foram instruídos a estar no posto da Rasa a partir das 7h para receber as senhas. Porém, as senhas só seriam distribuídas a partir de 12h45, com início da vacinação prevista para às 13h30.

Um morador de Búzios denunciou à redação da Prensa a desorganização nos postos de vacinação contra a Covid-19. Atualmente, o município está vacinando idosos de 66 anos ou mais.

Na manhã desta quinta-feira (1º), no posto da Rasa, já podiam ser vistos vários idosos esperando no local para ser vacinados desde antes das 7h. Segundo Tauam Cardozo, que fez a denúncia, esses idosos foram instruídos a estar no local a partir das 7h para receber as senhas. Porém, as senhas só seriam distribuídas a partir de 12h45 e às 13h30 que começaria a vacinação.

Tauam conta que foi até o posto após ser avisado pela mãe sobre o que estava acontecendo e que teria que esperar todo esse tempo para pegar a senha. Quando chegou ao local, ele perguntou a um funcionário do posto sobre a situação e por que tem essa demora toda para ser entregue as senhas.

O funcionário se limitou a dizer que esse era o procedimento a ser feito e o que tem acontecido há vários dias. Mãe e filho chegaram a retornar pra casa porque o funcionário disse que ligaria quando as senhas fossem distribuídas, mas nem todos os idosos puderam fazer o mesmo e permaneceram no local por ter medo de sair e perder a chance de se vacinar.

Segundo Tauam, sua mãe Ivonete Alves Santos Cruz, de 71 anos, retornou ao posto por volta de 11h30 depois de receber a ligação pedindo para voltar. Sua senha foi a de número 22 e ainda precisaria esperar até 13h para começar a vacinação.

Novamente, Tauam voltou ao posto indignado com a situação que estava sendo a vacinação, com atraso e aglomeração. Ele registrou os momentos e postou em suas redes sociais, ainda marcando a prefeitura. Confira no vídeo abaixo.

“Difícil dizer o que senti, não é uma situação normal pra mim. Eu não sou de me expor, muito menos de enfrentar descasos como o de hoje, mas me senti na obrigação de fazer algo para melhorar aquele processo que poderia estar matando pessoas, propagando o vírus e o pior, a troco de absolutamente nada. Porque não é falta de verba, não é falta de mão de obra, é só falta de vontade de organizar nossa cidade”, lamentou ele.

Depois de algum tempo, a vacinação começou e dona Ivonete foi vacinada às 12h30. Apesar de ter recebido a primeira dose, ela conta que continua com muita apreensão e com medo de que tenha a mesma desorganização quando for receber a segunda dose.

“Eu tive medo, constrangimento e incapacidade para resolver a situação ao saber que as senhas só iriam ser distribuídas às 13h. Me mandaram chegar às 7h, com o risco de não conseguir, fiquei tensa. Muito tensa, mas se era pra receber a vacina, eu tinha que abaixar a cabeça e aceitar. Foi o que todos fizeram”, disse Ivonete.

Tauam reforçou o descaso com a desorganização dos postos mais uma vez e disse que sentiu a necessidade de tentar fazer algo.

“Após a minha mãe ser vacinada eu recebi uma palavra de satisfação de um senhor que tentava pela segunda vez tomar vacina, agradecendo o que eu fiz por eles, uma geração que parece abandonada, e com isso eu me senti muito feliz”, finalizou Tauam.

A Prensa entrou em contato com a Prefeitura questionando o motivo da desorganização nos postos de vacinação e até o momento da publicação da matéria não teve resposta.

PRENSA 970X250 GOOGLE CONTEMPLADO INTERTEXTO BARRA
Comentários

Windows Lizenz Windows 10 Lizenz Office 2019 Lizenz Kaufen Office 365 kaufen Windows 10 Home kaufen Office 2016 kaufen lisans satın al office 2019 satın al follower kaufen instagram follower kaufen porno