Teletrabalho transformará petroleiros em Uber

Para os petroleiros sindicalistas, o teletrabalho sem um acordo firmado entre as partes definindo horários e planilha de dias de plantão presencial e hora extra é problema para o trabalhador. O novo sistema de trabalho foi aprovado pela diretoria executiva da Petrobras, que quer a implantação permanente de teletrabalho na companhia a partir de dezembro.

O modelo será voltado aos empregados de regime administrativo e começará a ser implantado quando for autorizado o retorno desses empregados aos seus locais de trabalho presencial. Para Alexandre de Oliveira Vieira, coordenador do Departamento de Saúde e Segurança do Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense, esse sistema transformar o petroleiro em “ubertrabalhador” se não houver um acordo firmado via sindicato.

Falta de acordo

“Sem um documento definindo regras, a Petrobras pode chamar o trabalhador o dia e a hora que ela quiser ou precisar, ignorando extras, deslocamento e outros direitos”, classifica Alexandre Oliveira. Já Tezeu Bezerra, coordenador geral do Sindipetro NF a medida além de perigosa para o petroleiro torna-se um desastre para a economia na região onde as unidades estão instaladas. Em Macaé a Petrobras está instalada no Parque de Tubos e na Imbetiba.

“As cidades sentirão em sua economia essa mudança de trabalho. Muitos petroleiros não moram onde trabalham. Com o regime de teletrabalho, não precisarão mais se deslocar e consequentemente deixará de gastar com transporte, alimentação, hospedagem e muitas outras coisas. O comércio será diretamente afetado”, justifica Tezeu.

Atualmente, os funcionários da empresa estão trabalhando em regime de home office cinco dias da semana. Para o sistema de teletrabalho, a adesão será voluntária e limite de até três dias por semana. O modelo permanente ajudará na redução de custos por meio da otimização da ocupação de prédios administrativos.

Economia se mantém estável

O presidente da Associação Comercial de Macaé, Francisco Navega entende a medida como salutar e que não afetará a economia da cidade ou da região. Para ele, o trabalho home office veio para ficar. “Ela está baseada em empresas que podem trabalhar com essa ferramenta. Não substitui os trabalhos de base que precisam da presença. Eu entendo a preocupação do sindicato com alguns setores, como no caso de aluguel. Mas você tem um lado interessante porque há uma economia da empresa com esse custo e ela reinvestirá em outros setores. Não acredito que vai gerar um saldo negativo na economia da cidade”.

Para isso, o empresário exemplificou como investimento pela Petrobras, a ampliação do porto de Imbetiba. A Petrobras deu início às operações com embarcações de grande porte (oito metros de calado) no Porto de Macaé. A mudança vai gerar uma movimentação de cargas maiores e aumentará o volume de atracações em Macaé, com o objetivo de atender às atividades de ancoragem das novas plataformas.

“O porto de macaé estava perdendo para o de Açu devido o baixo calado. Agora estamos novamente na competição”, concluiu Navega.

PRENSA 970X250 GOOGLE CONTEMPLADO INTERTEXTO BARRA
Comentários

Windows Lizenz Windows 10 Lizenz Office 2019 Lizenz Kaufen Office 365 kaufen Windows 10 Home kaufen Office 2016 kaufen windows 10 satın al windows 10 pro satın al