Produtora cabo-friense lança documentário “Peixe, Camarão, Sal e Tradição”

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Filme sobre luta pela sobrevivência da comunidade pesqueira da Praia do Siqueira será lançado no dia 13 de agosto

A luta pela sobrevivência da comunidade pesqueira da Praia do Siqueira virou documentário e já tem data de estreia: 13 de agosto. A 36ª produção da Druida Filmes, produtora de cinema sediada em Cabo Frio e com registro na Agência Nacional de Cinema (ANCINE), vai apresentar “Peixe, Camarão, Sal e Tradição”. O lançamento será ao ar livre na Praia do Siqueira, às 18 horas, e aberto ao público.

Haverá exibição do documentário em telão; exposição fotográfica com imagens dos cenários do filme e peças utilizadas pelos pescadores em seu dia a dia de pescaria, para ambientar a exibição e a distribuição de saquinhos de pipocas temperadas com produto da Sal Cisne, empresa patrocinadora do documentário e que também faz parte da história e do cenário da Praia do Siqueira há mais de 70 anos.

O cenário é a belíssima Laguna de Araruama, a maior massa de água hipersalina do mundo, o roteiro do documentário apresenta a luta pela sobrevivência da comunidade pesqueira da Praia do Siqueira, uma das muitas praias da Laguna de Araruama, situada na cidade de Cabo Frio, que vem sucumbindo ambientalmente devido à grande concentração de esgotos não tratados, que são despejados em suas águas.

Publicidade
O cenário é a belíssima Laguna de Araruama. Foto Marcelo de Paula.

Essa triste contradição entre a beleza e a poluição, que pode acabar de vez com a pesca Caiçara, seus conhecimentos e técnicas milenares é ricamente narrada em diversos depoimentos de moradores da comunidade.

O filme tem a assinatura do casal de sócios, Marcelo de Paula – direção, roteiro e fotografia – e Carla Mendes – produção, edição e som. O documentário também tem a participação da filha do casal, Morgana Mendes – assistente de câmera, no seu sétimo filme junto à produção.

O cineasta e diretor da Produtora Marcelo de Paula contou sobre o processo de criação do documentário. Apesar de ser carioca, ele frequenta Cabo Frio desde a década de 70. A família dele tinha uma casa na Praia da Palmeiras.        

“Eu estava sempre velejando e comprando camarão na Praia do Siqueira. Frequentava os quiosques, que nem tinham estrutura de quiosques à época, eram tendas e ali a gente comia um peixe, um camarão, tomava uma cerveja…Então, eu cresci frequentando muito a Praia do Siqueira, e tinha muita vontade de fazer um filme falando sobre a injustiça ambiental com a comunidade pesqueira, e, também, por eu ter vivenciado a praia limpa, além do local fazer parte da minha história”, contou Marcelo que dedicou o filme ao núcleo familiar original, porque juntos tiveram muitas alegrias convivendo na região.

Entre idas e vindas, Marcelo, sua esposa e filha moram em Tamoios, segundo distrito de Cabo Frio, e fixaram a produtora no município. O cineasta contou ainda que o roteiro do projeto existia há mais de quatro anos e que só foi preciso fazer uma atualização. Já existia esse desejo e como em qualquer ângulo que ele filmasse a Lagoa parecia a empresa Sal Cisne, ele apresentou uma proposta de produção do material que foi aceita e iniciou-se o período de produção.

Ao todo, foram seis meses de produção de imagens do documentário e mais dois meses para edição e pós-produção, com 80% das filmagens realizadas na Praia do Siqueira. O filme foi finalizado com 60 minutos de duração, sendo o quinto média-metragem da produtora.

A empresa Sal Cisne é patrocinadora do documentário. Foto Marcelo de Paula.

O documentário “Peixe, Camarão, Sal e Tradição” é o terceiro documentário da Druida Filmes realizado em Cabo Frio, sendo o primeiro, o filme “O Mico-Leão-Dourado de Cabo Frio”, premiado como Melhor Filme Produzido na Região, no VIII Festival de Cinema Curta Cabo Frio, de 2014.

A obra foi finalizada com legendas em português para facilitar a acessibilidade e maior compreensão da história. O filme também tem uma versão com legendas em inglês, para a sua participação em festivais internacionais de cinema.

Festivais

Antes mesmo do lançamento, o documentário “Peixe, Camarão, Sal e Tradição” já iniciou sua carreira internacional, com a inscrição no ART&TUR, Festival Internacional de Cinema de Turismo de Portugal, em 2022.

Esse Festival rendeu a Druida Filmes dois prêmios em duas outras versões: Melhor Filme de Ecologia e Turismo, em 2010, com seu filme “Bonito e Pantanal – O Brasil no seu Melhor” e Melhor Filme Lusófono, em 2013, com o filme “Aventuras a Bordo do Veleiro Papa-Léguas.

Com a intenção de ampliar as vozes da comunidade Caiçara da Praia do Siqueira em sua luta pela sobrevivência, um importante papel sociocultural da arte de fazer cinema independente no Brasil, a Druida Filmes pretende inscrever o filme “Peixe, Camarão, Sal e Tradição” em diversos festivais nacionais e internacionais de cinema, além de trabalhar sua posterior exibição em canais nacionais e internacionais de TVs abertas e fechadas mundo afora.

“Peixe, Camarão, Sal e Tradição” é narrado com a locução possante de Selma Boiron, que foi locutora da saudosa Fluminense FM – a Maldita, da Paradiso FM e outras rádios, e é pé quente nas parcerias com a Druida Filmes, pois foi dela a voz da locução do premiado curta-metragem da Produtora: “O Mico-Leão-Dourado de Cabo Frio”. O filme tem a assistência de Pedro Campos nas imagens de drone e a trilha sonora instrumental assinada pelo compositor e parceiro das antigas, Alvin Motta.

Em breve, antes do Evento de Lançamento do filme, a Druida Filmes vai rodar, em suas Redes Sociais, o trailer oficial do documentário “Peixe, Camarão, Sal e Tradição”.

Para saber mais sobre o documentário e sobre a Druida Filmes: https://www.facebook.com/druidafilmes

Galeria de fotos

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Últimas Notícias

DESEMPREGO

Setor de petróleo e gás em Macaé perde quase 17 mil empregos entre 2014 e 2022

Esporte e Meio Ambiente

Saquarema reúne atividades esportivas e preservação ambiental em um dos maiores festivais aquáticos

PRÊMIO DA ALERJ

Vereadora Iza Vicente será homenageada pela Alerj com o prêmio Dandara

META ALCANÇADA

Molon arrecada R$100 mil e atinge primeira meta da vaquinha virtual

ERRAMOS: Comunidade Quilombola de Baía Formosa, em Búzios, vai finalmente receber o direito às terras

TRISTEZA NA ALDEIA

Prefeitura de São Pedro da Aldeia confirma morte de frentista vítima de acidente em posto de combustível