Morre em Macaé o vereador Thales Coutinho vítima da Covid-19

O pai do vereador também morreu da doença no mês passado

PROLAGOS 300_250_pix

O vereador de Macaé, Thales Coutinho (Pode), de 37 anos, morreu na quarta-feira (31) vítima da Covid-19. O parlamentar cumpria seu primeiro mandato. O pai dele, Eduardo Cardoso Gonçalves da Silva, aos 70 anos, também morreu da doença no dia 21 de junho.

Thales testou positivo no dia 31 de maio e, após o diagnóstico, entrou em isolamento domiciliar. No dia 2 de junho foi internado e, quatro dias depois, apresentou complicações precisando ser entubado. No dia 14, a assessoria do vereador informou o quadro clínico de melhora gradual, mas infelizmente ele não resistiu.

A Câmara de Vereadores suspendeu o expediente desta quinta-feira (8) e decretou luto de sete dias pela morte do parlamentar. Ele disputou pela primeira vez uma eleição no ano passado e foi eleito com 1.822 votos. Durante sua curta passagem pela Câmara de Vereadores presidia duas comissões permanentes: Cidadania da Infância e Juventude e a de Esporte e Lazer.

A Prefeitura de Macaé também decretou luto de três dias e destacou o legado de avanço em políticas públicas deixado pelo vereador, o amor pelo futebol e pelo Flamengo, time do coração.

Thales era formado em jornalismo pela PUC-RJ e pós-graduado em Gestão Pública. Foi servidor público municipal por 12 anos e atuou como presidente da Fesporte (2016), além de ter sido secretário de Esporte (2017) e de Cultura (2017-2020). O parlamentar deixa a esposa, Juliana Felix Froede, e filha Sofia, de 11 meses.

O vereador tinha uma carreira promissora e grande referência em casa. Ele era filho do ex-vereador, ex-presidente do Legislativo e mais recentemente no posto de secretário da Casa Civil, Eduardo Cardoso Gonçalves da Silva, que também foi mais uma vítima da Covid-19, e da professora Bernadete Coutinho.

O pai de Thales Coutinho, o ex-vereador de Macaé e secretário municipal da Casa Civil, Eduardo Cardoso Gonçalves da Silva, morreu, aos 70 anos, vítima da Covid-19, no dia 21 de junho. Imagem: Prefeitura Municipal de Macaé

Nas redes sociais amigos e admiradores do trabalho de Thales prestaram homenagens na postagem que comunicava a morte dele.

“Difícil encontrar palavras que possam descrever essa tristeza. Mas você lutou bravamente Thales Coutinho. Agora junto a seu pai que te amava tanto. Um forte abraço para os familiares, principalmente a Bernadete”.

“Vai brilhar no céu, irmão! Muita luz em seu caminho! Ficará em nossas lembranças e corações! ”

“Muito triste, nossa cidade perdeu em menos de um mês, grandes nomes e amigos, que com certeza, vai fazer muita falta. Que Deus dê o consolo na família, e tenha misericórdia de todos nós. Meus sentimentos a família”.

PRENSA 970X250 GOOGLE CONTEMPLADO INTERTEXTO BARRA
Comentários