Moeda social de Maricá é destaque em documentário na TV Portuguesa

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Projeto exibiu na prática como funciona o programa social no município

O programa Renda Básica de Cidadania, criado em 2013 pela prefeitura de Maricá, se tornou destaque em um programa exibido pela TV Portuguesa RTP1. O documentário “Planeta A” foi transmitido na última segunda-feira (9). Pioneira no país, a moeda social Mumbuca auxilia e aquece o comércio local, assim, as ações chamaram atenção da produção internacional que gravou toda a prática de como funciona o programa social.

O ator e apresentador do programa, João Reis, andou pelas ruas de Maricá para exibir como é no dia a dia essa moeda. E a história em destaque foi da comerciante Jandira Reis, beneficiária da Renda Básica e Cidadania. Ela relatou a experiência a partir do recebimento do benefício. A produção gravou o episódio “Pobreza e Desigualdade Social”, no qual retrata sobre a moeda social em 2020.

Publicidade

Moeda social em Cabo Frio

O município é fonte de inspiração para outras cidades, entre elas Cabo Frio. A Moeda Social Itajuru começou no bairro Manoel Corrêa e expandiu em pouco tempo para os bairros Monte Alegre, Boca do Mato, Porto do Carro e adjacências. Os moradores recebem 200 Itajurus, o que equivale a R$200. Com a expansão para os outros bairros, a Prefeitura beneficia 1.000 famílias com a moeda social.

Moeda social em Iguaba Grande

Em Iguaba, o programa municipal de Transferência de Renda, Moeda Social Caboclinho foi apresentada para os secretários e vereadores do município na semana passada. O programa deve atender famílias do município que estejam em situação de vulnerabilidade social ou até miséria com a quantia de 120 Caboclinhos, o que equivale a 120 reais por mês.

A reunião de apresentação aconteceu no dia 11 de maio, com o intuito de mostrar aos secretários, vereadores e funcionários os objetivos do programa, a metodologia e os impactos sociais.

Para estar apto a receber a moeda social é necessário estar com o Cadastro Único atualizado há pelo menos dois anos; possuir uma renda mensal de até 50% do salário-mínimo nacional e residir no município de Iguaba Grande há três anos no mínimo. Ainda não há previsão para iniciar o programa.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Últimas Notícias

Ex-bbb, Juliette Freire, a nova Nazaré Tedesco

Sextou com uma notícia maravilhosa para o bolso dos cidadãos do estado do Rio de Janeiro

Cinco atrizes com histórias em Búzios

Shopping Park Lagos, em Cabo Frio, promove Festival de Tênis de Mesa neste fim de semana

MPRJ e Polícia Civil realizam operação contra organização criminosa de compra e venda de combustíveis através de empresa fantasma

Lucy Alves é a grande atração do Arraiá de Maricá neste fim de semana