Sandro Peixoto brilha no cinema como um protestante morto

Na foto Sandro posa com as armas que serão usadas contra ele na cena antológica

Que Búzios é destino de artistas famosos é fato conhecido de todos, mas que é uma manjedoura de atores destinados as telas de TV é um fenômeno ainda pouco estudado. Já houve o tempo de Mario Paz, hoje no ostracismo e destinado a interpretar a si mesmo. Uma realidade que deve ser duríssima.  E tem também o esforçado Caverna, que até o momento também interpreta a si mesmo. Mas a novidade que veio para ficar é sobre outro ilustre morador de Búzios: Sandro Peixoto!

Isso mesmo, o ex-repórter de O Perú Molhado, um dos fundadores do Prensa de Babel, e empresário do ramo de bebidas, Sandro Peixoto é ator e já começa com um grande personagem na telona.

No filme “21 mão na Cabeça”, dirigido por Milton Alencar JR, baseado no livro de José Louzeiro, que conta a história de uma sobrevivente da chacina de Vigário Geral, Sandro brilhou e deixou claro que aos 55 (mas com cara de 54) tem pique para começar uma nova história de vida.

Parte das filmagens aconteceram em Cabo Frio onde Sandro fez uma interpretação incrível em que nos primeiros segundos ele, Sandro, fiel protestante, está louvando em um culto quando a igreja é invadida por homens armados.  O ator Sandro em um momento sublime diz: “Sou trabalhador, vou pegar minha carteira de trabalho”, e PUM!  Sandro cai morto no chão.

Daí em diante a trama se desenrola sem ele Sandro, mas com certeza quem assistir não conseguirá deixar de notar aqueles 30 segundos incríveis em que Sandro demonstra toda sua capacidade dramática em cair após um balaço nos córneos.

Caverna e Sandro discutem a cena com a produção do filme

“Achei muito fácil atuar. Sinto que nasci pra isso. Não tive nenhuma dúvida ou dificuldade, achei tudo fácil. Sou muito bom em tudo que me proponho a fazer.  Mereço um Oscar.”, disse Sandro, sempre muito contido e humilde.

Além dele Sandro o filme tem outros nomes estelares como Barbara Reis, André Gonçalves, Mirian Cortaz e Roberto Bomtempo. Mas em Búzios  Peixoto Sandro é o mais famoso.

“É,  realmente. Além de mim há outros grandes atores no elenco.”, finalizou Sandro, que estudou atuação diretamente com Javier Barden, quando este morou em Búzios. 

Fotos Bruna Pozzobon 

OBS: Esse texto foi revisado diversas vezes por que Ele Sandro Peixoto  passou o domingo aborrecendo o repórter. “Cara charo”, disse o repórter. 


Confira a matéria completa sobre o o filme aqui no Prensa.

21 mão na CabeçaatorBúziosSandro-peixoto