NOVEMBRO NEGRO

Programa de voluntariado celebra um ano de atividades para a população

Ações da Prolagos têm objetivo de ajudar população vulnerável, com doação de sangue, arrecadação de alimentos e outras atividades

Na semana em que marca o Dia Nacional do Voluntariado, 28 de agosto, um grupo de funcionários da Prolagos comemora o primeiro ano do Comitê de Voluntariado da empresa. Implementado no ano passado, muito antes da pandemia ser uma realidade, o Programa de Voluntariado foi criado com o objetivo de estimular a atuação dos colaboradores em apoio à sociedade, principalmente da parcela mais necessitada.

Doação de sangue, ação de Natal, mobilização para arrecadação de alimentos e outras iniciativas marcaram este primeiro ano da rede do bem formada por representantes de diversos setores e níveis hierárquicos. Além dos voluntários, responsáveis pela organização das ações, todos os empregados são convidados a se engajarem nas ações.

O programa está presente em todas as unidades da Aegea Saneamento e uniu pessoas com o mesmo propósito de vida: fazer o bem. Uma delas é a advogada Roberta Souza, que desde criança faz parte do universo da solidariedade inspirada pela mãe e há 6 anos inclui atitudes de amparo ao próximo na rotina.

“Esse último ano me deu a oportunidade de me aproximar da sociedade a qual atuamos. Conseguimos alcançar pessoas, aprimorar habilidades, descobrir talentos e nos inspirar com o altruísmo, criatividade e dedicação dos colegas em suas ações. O trabalho voluntário nos apresenta realidades diversas, nos torna mais humano, nos permite tocar vidas levando amor, esperança e transformação. Nessas ações percebemos que ganhamos muito mais do que aqueles aos quais estamos atendendo. Se doar é descobrir que um gesto simples pode mudar a história de uma pessoa!”, comenta Roberta, que atua no setor Jurídico e preside o comitê de Voluntariado da Prolagos.

Ao longo deste primeiro ano, além de impulsionar iniciativas já realizadas pela concessionária, como a doação de sangue, o programa mobilizou colaboradores com diferentes experiências no voluntariado.

Alguns nunca haviam praticado, outros foram beneficiados por projetos como esse durante a vida e outros já engajados em causas humanitárias, inclusive, com experiência internacional, como a engenheira civil Amanda Schuenchel, que ministrou oficina de dança para crianças em situação de vulnerabilidade no Haiti. 

“É possível dar o nosso melhor ao próximo, independente do que façamos. Pode ser um abraço ou uma atitude de carinho. Não depende só dos nossos dons, mas sim de doar tempo para se dedicar ao outro! Hoje, unir minha carreira a uma das coisas que mais me faz bem é um plano de vida. Sei que posso fazer muito mais e o programa veio para contribuir”, diz a voluntária Amanda, que atua no setor Comercial.

Para comemorar o Dia do Voluntário, as equipes da concessionária participam nesta sexta-feira, 28, de uma roda de conversa online sobre os desafios do voluntariado em tempos de isolamento social.

A ação é aberta a funcionários das unidades da Aegea Saneamento, presente em 52 municípios além da área de concessão da Prolagos, e faz parte de uma iniciativa implantada durante a pandemia que reúne todo o grupo para bate-papos e lives semanais sobre saúde, liderança e bem-estar.

Desde março, o Voluntariado precisou se adaptar à nova realidade do distanciamento e também financeira, que impactou diretamente famílias dos cinco municípios de atuação da Prolagos.

Para ajudar durante este período, os Agentes da Dignidade, forma que a concessionária denomina seus colaboradores engajados na causa, passaram a ficar mais atentos aos seus bairros e vizinhos para agirem sempre que necessário, seja ajudando com uma doação de roupa, alimentos, material de construção ou indicando pequenos comerciantes para apoiar a economia local.

Imagem: Prolagos/Divulgação

VEJA OUTRAS NOTÍCIAS DA PRENSA AQUI

Comentários