Búzios registra 272 casos confirmados de coronavírus

PROLAGOS 300_250

Boletim diário da Prefeitura não atualizou o número de mortes no balneário, segundo dados extra oficiais seriam 12

Prefeitura de Búzios atualizou neste sábado (11), o painel diário com os números relacionados ao novo coronavírus (Covid-19) no município. São 272 pacientes infectados com a doença. São sete mortes segundo a Prefeitura, já o Estado diz que são nove. Os novos cinco casos são no bairro Rasa.

Até o momento foram atendidas 2175 pessoas e destes foram descartados 1631. Outros 35 pacientes aguardam resultados em isolamento domiciliar. 230 pessoas já se recuperaram da doença. O município afirma que o HMRP possui 17 leitos com respiradores disponíveis. A taxa de ocupação de leitos está em 21%.

O maior número de casos está na faixa etária dos 31 a 45, o que revela que as pessoas jovens são as mais infectadas. Os pacientes estão distribuídos da seguinte maneira, nove confirmados entre 0 e 15 anos, 74 entre 16 e 30 anos, 101 entre 31 e 45 anos, 60 entre 44 e 60 anos e 28 acima dos 60 anos.

Os bairros mais atingidos, na zona vermelha, são Rasa, Vila Verde, Cem Braças e Manguinhos com 77, 32, 39 e 34 casos respectivamente. Os bairros São José, José Gonçalves, Capão, Ferradura e Brava estão na zona laranja com 27, 23, 6,7 e 8 casos respectivamente. Baia Formosa, Tucuns, Geribá, Tartaruga e Ossos estão na zona amarela com 4, 3, 4, 1 e 5 casos respectivamente.

Mortes

São sete mortes confirmadas pela Prefeitura de Búzios. Segundo cruzamento de dados realizado de forma extra oficial por moradores, são 12 as mortes no balneário. A Prensa questionou a faixa etária desses óbitos, qual o motivo da discrepância entres os dados do município e do Estado e sobre os dados extra oficias, no entanto, ainda não recebeu respostas.

Dados do Estado

Os dados da Secretaria de Estado de Saúde (SES) trazem números diferentes, com 81 casos a menos, 190. São nove o número de mortos pela doença. O boletim atualizado na quinta-feira (9) apresenta dados de internações causadas por síndrome respiratória aguda grave no HMRP, ao todo 74 , sendo 30 em leitos de UTI. A letalidade é de 4,79%.

Boletim 10 de julho

Comentários