Edição 2020 do Festim (Festival de Esquetes de Macaé) será online até próximo domingo (28)

PROLAGOS 300_250

A edição 2020 do Festim (Festival de Esquetes de Macaé) será online, em função das medidas de prevenção à Covid-19. Até o próximo domingo (28), pela plataforma do instagram @festim_festival, serão divulgadas Poesias ao Vídeo, na Quarentena Poética.

Na foto, Aldebaran Bastos e Janaina Mendes na edição de 2019 do Festival de Esquetes de Macaé/ Divulgação


. As inscrições terminaram no último dia 14 de junho. Ao todo, segundo Aldebaran, foram mais de 120 inscrições. Destas, 63 poesias foram selecionadas. “Nós percebemos a nossa contribuição para a arte da poesia e, devido o sucesso da edição online do Festim, pretendemos institucionalizar esta edição especial como um braço direito do Festim, que retornará ao Teatro Municipal de Macaé quando tudo voltar ao normal, e também o festival online, que dará voz à poesia e ao áudivovisual”, explicou.
O Festim Online mobilizou artistas do Brasil inteiro e de outros países. “Os vídeos foram gravados neste período de isolamento social e vimos que todos se moveram para participar felizes sim e nós também estamos. Através da arte, nós podemos contribuir e, muito, para o debate de tudo o que está acontecendo e dá voz e espaço a todos. Essas são as funções da arte”.

O Festim Online será realizado entre os dias 22 e 28 de junho pelo instagram @festim_festival. Serão premiadas as categorias das cinco melhores poesias de vídeo (vídeo arte), melhor intérprete e voto popular, com a premiação de R$ 300 para cada vencedor.


As poesias serão postadas na plataforma do instagram. O público poderá assistir gratuitamente a partir das 19h. No domingo (28), último dia, será aberta votação popular, com participação do público, em seguida, os indicados serão anunciados e receberão a premiação em dinheiro.
Sobre o Festim

O Festival de Esquetes de Macaé surgiu há seis anos , primeiramente como encontro de artistas locais para celebrar a Semana da Cultura, em novembro. Devido à grande procura e, incentivado por um grupo de agentes culturais do município, Bastos idealizou e criou o Festim (Festival de Esquetes de Macaé), que é realizado na cidade há quatro anos. Durante todo este tempo, o Festim recebeu companhias teatrais de todo o Brasil e, de uma forma criativa e produtiva, segundo Aldebaran Bastos, celebram a Semana da Cultura. “O Festim também possui um fundo sócio cultural e, para ajudar na formação de plateia e na divulgação de trabalhos artísticos de grupos locais do estado do Rio de Janeiro, não são cobrados ingressos. Em todas as edições, para assistir ao evento, o público contribuiu com um quilo de alimento não perecível. “O Festim sempre aconteceu graças a parceiros, empresas de Macaé que acreditam na força do festival e poder transformador que a cultura tem. “A cada ano que passa, os parceiros antigos ficam, porque sem sentem prestigiados em fazer parte, nos ajudam a realizar o festival. Muito obrigado a todos”.

Comentários